A Natação Pura

O objectivo da natação pura é o de determinar qual é o nadador mais rápido numa determinada distância. A natação pura tornou-se popular no século XIX, e inclui 36 provas individuais - 18 masculinas e 18 femininas.

Porém, o COI (Comité Olímpico Internacional) reconhece apenas 34 provas - 17 masculinas e 17 femininas. A natação pura é uma modalidade dos Jogos Olímpicos de Verão, onde atletas de ambos os sexos competem em 16 das provas reconhecidas pelo COI. As provas Olímpicas realizam-se em piscina de 50 metros.

A natação pura é regulada pela FINA (Federação Internacional de Natação).

As piscinas oficiais de competição podem ser de, 25 ou 50 metros de comprimento. Têm que ter 8 pistas, cada uma com 2,5 metros de largura e com um espaço suplementar mínimo de 20 centímetros ao lado das pistas externas. A profundidade deve ser igual ou superior a 1,35 metros. A água deve estar a uma temperatura entre 25°C e 28°C nas competições, não sendo homologados recordes se as temperaturas forem inferiores ou superiores a esses valores.

Os estilos em natação pura são quatro: crawl , bruços , costas e mariposa . No entanto, não existem provas de crawl , existindo em seu lugar as provas de estilo livre. Normalmente os nadadores escolhem efectuar estas provas em crawl por ser o mais rápido dos quatro estilos.

Cada um destes estilos tem especificações próprias em relação ao posicionamento do tórax do atleta e ao movimento das pernas e dos braços.

  • No estilo bruços , o primeiro a surgir, o atleta fica com o peito voltado para o fundo da piscina, arremessando os dois braços em simultâneo por baixo de água, produzindo um movimento sincronizado com as pernas, em um movimento semelhante ao de uma tesoura.
  • No estilo crawl , o atleta posiciona-se com o peito voltado para o fundo da piscina, em posição horizontal ao nível da água, executando movimentos circulares alternados com os braços em posição paralela ao corpo, as pernas movimentam-se para cima e para baixo também alternadamente.
  • O estilo de costas é similar ao crawl , sendo praticamente uma inversão deste, ficando o atleta com o peito voltado para cima, e as costas voltadas para o fundo da piscina.
  • No estilo mariposa , o atleta também fica com o peito voltado para o fundo da piscina, mas lança os dois braços ao mesmo tempo para frente por cima da água e produz um movimento também sincronizado com as pernas, para cima e para baixo, similar ao movimento da cauda de um golfinho.