Setembro 2015

“Era o que estávamos à espera. A Grécia, com outra capacidade técnica, é muito forte, mas respeitou-nos, acabando por conseguir um resultado dilatado”, afirmou o selecionador Miguel Pires, no final do jogo frente às gregas que Portugal perdeu por 22-3.

O Complexo de Piscinas Municipais de Rio Maior acolhe, entre sexta feira e domingo, o Grupo D da segunda e última ronda de qualificação feminina para o Campeonato da Europa de 2016 de polo aquático, com Portugal a ter como adversários as seleções da Suíça, Grécia e Croácia e a precisar apenas de um ponto para se apurar para a fase final.

O Grupo C realiza-se na Alemanha com as seleções da França, Alemanha, Turquia e Israel.

António José Silva, presidente da Federação Portuguesa de Natação, esteve presente, esta terça feira, na inauguração da sede da Plataforma de Inovação no Desporto e Saúde (TICE/INSPORTHEALTH), em Rio Maior, juntamente com o Secretário de Estado do Desporto e Juventude, Emídio Guerreiro, e a presidente da Câmara Municipal, Isaura Morais, entre muitos outros convidados.

A Associação de Natação do Norte de Portugal e a Helpo, em parceria com a Federação Portuguesa de Natação, promovem, entre 19 e 20 de setembro, nas Piscinas do Clube Fluvial Portuense, o evento “24H a Nadar por 1 causa”, no âmbito do movimento solidário a·braçada.

O objetivo da iniciativa é angariar fundos para ajudar as atividades da Helpo e proporcionar aos participantes uma festa da natação portuguesa.

A taxa de inscrição é de 1€ por participante, metade do valor reverte para a Helpo.

Aurelien Gabert, treinador da Federação Portuguesa de Natação, considera que os resultados do Mundial de Juniores, que se realizaram em Singapura, “foram significativos para mostrar uma boa dinâmica dos nadadores jovens em Portugal”, realçando que “foram os melhores resultados de sempre de Portugal num Mundial Júnior”.

“Das 26 provas nadadas, foi batido um recorde nacional absoluto, cinco recordes nacionais juniores, uma final e três meias finais e 16 recordes pessoais e três mínimos para os Europeus”, frisa.