Agregador de notícias

Anthony Taylor vai ser o árbitro do Benfica-Eintracht

TSF - Desporto - Ter, 09/04/2019 - 12:15
Benfica e Eintracht Frankfurt defrontam-se esta quinta-feira, no Estádio da Luz, na primeira mão dos quartos de final da Liga Europa.

Circuito Golfe Abreu com duas etapas na Madeira

Diário de Notícias - Desporto - Ter, 09/04/2019 - 11:35

O Circuito Golfe Abreu reconheceu, este ano, o valor do arquipélago da Madeira para a prática da modalidade e contempla duas etapas, uma no Clube de Golfe do Santo da Serra (14 de Abril) e outra no Porto Santo (18 de Maio).

Desta forma, a organização espera incentivar e promover a Madeira como um destino de eleição para os golfistas, assim como todas as actividades de turismo activo que as ilhas têm para oferecer.

As inscrições estão abertas através do site https://circuitogolfe.abreu.pt/

O Circuito Golfe Abreu é uma prova organizada pela Agência Abreu e reconhecida pela FPG - Federação Portuguesa de Golfe.

Shinri Shioura bate recorde nos campeonatos do Japão

Chlorus - Ter, 09/04/2019 - 11:34

Terminaram os campeonatos do Japão com um único recorde, quando, na sexta jornada, Shinri Shioura assinalou a melhor marca das eliminatórias dos 50m. livres, com 21″67 (2ª MMMA), superando o seu anterior recorde, que era de 21″87 (Agosto do 2016),

MULHERES. LIVRES. Não se baixou dos 25″, com vitória para Rika Oomoto, 25″02, por diante de Aya Satou, 25″25, e Tomomi Aoki, 25″32.  Discretos os 54″45 de Tomomi Aoki, numa ajustada chegada com Rika Oomoto, 54″51, e Rio Shirai, 54″56, enquanto Chihiro Igarashi completava a estafeta curta, quarta com 54″70. Cinco nadadoras baixaram dos dois minutos nos 200m., mostrando as possibilidades duma boa estafeta longa de livres (sem esquecer a ausente, por agora, Rikako Ikee, recordista nacional com 1,54″85). A vitória foi para Rio Shiari, 1,57″16, por diante de Chihiro Igarashi, 1,57″88, com Tomomi Aoki terceira, 1,58″26, e uma jovem Nagisa Ikemoto, 17 anos e 1,58″44, completando o quarteto.

Nos 800m., vitória para a jovem Miyu Namba, 17 anos, que se impôs com 8,30″62 (10ª MMMA), a outra jovem, Waka Kobori, 19 anos e 8,32″57, no final dum duelo que não se decidiu até os últimos metros. Bons os 16,11″00 de Kobori (3ª MMMA) nos 1.500m., sempre por diante de Yukimi Moriyama, 16,13″74 (7ª MMMA), enquanto Namba foi terceira com 16,18″82 (10ª MMMA).

COSTAS. Duplo para a jovem Natsumi Sakai, 18 anos, que se impôs na prova curta, 28″18, por diante de Miyuki Takemura, 28″48.  Só a vencedora dos 100m., a jovem Natsumi Sakai, 18 anos, baixou, ajustadamente, do minuto, 59″98, com outras quatro finalistas no minuto e centésimos, com Emi Moronuki segunda, 1,00″66, por diante de Marina Furubayashi, 1,00″80. Só a primeira, Rio Shirai, baixou dos 2,10″, impondo-se nos 200m. com 2,09″58, por diante da jovem Natsumi Sakai, 18 anos e 2,10″22, com Anna Konishi terceira, 2,10″50.

BRUÇOS. Bem Satomi Suzuki nos 50m. com os 30″88 (5ª MMMA), a só 24 centésimos do seu recorde nacional (30″64 de Abril de 2018), por diante de Yuki Takasaki, 31″28, com Kanako Watanabe terceira, 31″43.  Discretos os 100m. com os 1,07″70 de Misaki Sekiguchi, numa ajustada chegada com Satomi Suzuki, 1,07″75, e Mai Fukasawa, 1,07″88, com duas outras finalistas nos 1,07″. Nos 200m., bons 2,24″28 de Kanako Watanabe (5ª MMMA), primeira desde os primeiros metros da prova por diante da jovem Shiori Asaba, 19 anos e 2,25″94.

MARIPOSA. Na ausência de Rikako Ikee, não se baixou dos 26″, com vitória de Yukina Hirayama, 26″02, por diante de duas jovens, Mayuka Yamamoto, 19 anos e 26″44, e Sayuki Ouchi, 17 anos e 26″52.  Não o tem tido fácil para a jovem Suzuka Hasegawa, que sem poder melhorar os seus 2,07″21 das eliminatórias, teve que conformar-se na final com 2,07″44 que lhe deram a vitória, seguida de muito perto por Yui Ohhashi, 2,07″57 (4ª MMMA), com Hiroko Makino terceira, 2,08″17 (7ª MMMA).

ESTILOS. MMMA para a vencedora dos 400m., Yui Ohhashi, com uns bons 4,33″02, claramente por diante de Sakiko Shimizu, 4,39″37, e a jovem Sayaka Kashiwazaki, 19 anos e 4,42″21.

HOMENS. LIVRES. Ainda que sem poder chegar aos seus 21″67 das meias-finais, também foram bons os 21″73 com os que Shinri Shioura que ganhou a final dos 50m., claramente por diante de Kousuke Matsui, 22″07, e Koushirou Sakai, 22″13, com o oitavo finalista nos 22″69. Sem poder repetir os seus 48″44 das meias-finais, não foi fácil para Katsumi Nakamura se impor ao seu grande rival Shinri Shioura, que ia primeiro na viragem (23″04 por 23″37) mas que se remontou nos últimos metros, 48″55 por 48″58, Katsuhiro Matsumoto como terceiro, 48″71, enquanto Kaiya Seki era quarto com 49″22, e todos os outros finalistas por baixo dos 50″, com boas possibilidades para a estafeta curta. Nos 200m., excelentes os 1,45″63 (51″29 + 54″34), 3ª MMMA, de Katsuhiro Matsumoto, a só 40 centésimos do recorde nacional de Kosuke Hagino (1,45″23 de Setembro 2014), claramente por diante de Keisuke Yoshida e Naito Ehara, os dois segundos com 1,48″19, enquanto Koutarou Takahashi, 1,48″56, vai completar o quarteto longo de livres.

Nas provas longas, dois homens disputaram-se a vitória nos 800m. por baixo dos oito minutos, que foi para Ayatsugu Hirai com 7,55″85 (10ª MMMA), por diante do jovem Keisuke Yoshida, 19 anos e 7,56″62, que tem ido à frente até os 700m. com grande vantagem (3,56″58 por 3,59″23 de Hirai nos 400m.), antes de ser remontado num rápido hectómetro final deste último, 55″99 por 57″06. Muito discretos os 15,08″00 de Ayatsugu Hirai nos 1.500m., claramente por diante de Syiogo Takeda, 15,14″50, e Shingo Nakaya, 15,16″14.

COSTAS. Tripla para Ryosuke Irie, que se impôs nas três provas: nos 50m. com uns bons 24″95 (4ª MMMA), claramente por diante de Masaki Kaneko, 25″37, e o jovem Riku Matsuyama, 18 anos e 25″63.  Nos 100m., e ainda que sem chegar aos seus 53″32 das eliminatórias, Irie não teve problemas para se impor, com 53″53, muito por diante de Hayate Matsubara, 54″51, e Masaki Kaneko, terceiro com 54″52, únicos que nadou baixo dos 55″, enquanto nos 200m., se impôs com uns bons  1,55″79 (2ª MMMA), ainda que não foi fácil com Keita Sunama, 1,56″06 (3ª MMMA), que foi na frente até os 150m., (com 56″44 por 56″78 nos 100m.), e unicamente para se impor com 29″51 por 30″26 nos últimos 50m.; terceiro lugar para Matsubara, com 1,57″58 (10ª MMMA).

BRUÇOS. Segundo título para Yasuhiro Koseki, agora na prova curta, que se impôs com uns bons 27″01 (5ª MMMA), a só sete centésimos do seu recorde nacional, 26″94 de Junho de 2018; segundo lugar para Ryuto Shioiri, 27″54, com Masaki Niiyama terceiro, 27″55, e três outros finalistas nos 27″. Excelentes os 2,07″02 de Ippei Watanabe, MMMA, a só 35 centésimos do seu recorde mundial (2,06″67 de Janeiro do 2017), muito por diante de Kazuki Kohinata, 2,08″57 (4ª MMMA), com Yasuhiro Koseki terceiro, 2,08″96, único que baixou dos 2,10″. Watanabe foi claramente abaixo dos parciais do recorde até aos últimos metros, com parciais de 28″86, 1,00″79 e 1,33″43, pelos 28″95, 1,01″33 e 1,34″02 do seu recorde.

MARIPOSA. Bons os 51″43 de Naoki Mizunuma (3ª MMMA, a só 43 centésimos do velho recorde nacional de Kohei Kawamoto, 51″00 de Setembro de 2009), por diante de Yuuki Kobori, 51″97, com Takaya Yasue terceiro, 52″02, e o último finalista nos 52″68.  3ª MMMA de Daiya Seto, ao vencer nos 200m. com uns bons 1,54″44, (54″73 nos 100m.), claramente por diante de Takumi Terada, 1,56″00 (9ª MMMA), e Nao Horomura, 1,56″15, com outros três finalistas nos 1,56″, numa prova de muito bom nível.

ESTILOS. Dupla de Daiya Seto que se impôs nos 200 e 400m.; nos 200m. com 1,56″69 (2ª MMMA), vencendo sem problemas a Juran Mizohata, 1,58″66 (5ª MMMA), com Tomoya Takeuchi terceiro, 1,59″26 (7ª MMMA), e Takeharu Fujimori quarto, 1,59″36 (9ª MMMA), também entre os dez melhores do mundo. Nos 400m., impôs-se com uns bons 4,09″98 (ele já tem a MMMA com uns melhores 4,09″25), com o jovem Yuuki Ikari segundo, 19 anos e 4,13″54 (4ª MMMA), remontando nos últimos metros Takeharu Fujimoto, terceiro com 4,13″90 (5ª MMMA), com Tomoya Takeuchi quarto, 4,15″60 (6ª MMMA), numa prova de muito bom nível.

O conteúdo Shinri Shioura bate recorde nos campeonatos do Japão aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Associação Desportiva de Machico celebra 50 anos de existência

Diário de Notícias - Desporto - Ter, 09/04/2019 - 11:22

A Associação Desportiva de Machico comemora, no próximo dia 14 de Abril, 50 anos de existência. Para celebrar um momento marcante na vida da colectividade estão previstas diversas actividades que irão ocorrer, nos próximos dias 13 e 14 de Abril.

Assim, no dia 13 o programa das comemorações é virado para a parte desportiva, o qual contempla o Torneio Dionísio Lopes, a se realizar no Campo Futebol Tristão Vaz, entre as 09 e as 11 horas. Esta é uma forma de fazer renascer um torneio de futebol jovem organizado pelo clube em memória do dedicado dirigente Dionísio Lopes. Este torneio será disputado nos escalões sub6, sub7, sub8 e sub9 e conta com a participação das equipas da Associação Desportiva de Machico, Dragon Force, Sporting Clube Santacruzense e Clube Desportivo Nacional.

O dia persegue na Piscina Machico, onde ocorrerá o Torneio Natação 50 anos, entre as 11 e as 13 horas. Este torneio interno contará com os nadadores da Associação Desportiva de Machico, que se têm afirmado no panorama regional da natação.

Para a tarde está reservado o Torneio Voleibol 50 anos no Pavilhão de Machico, o qual contará com a demonstração das modalidades de Karaté e Boccia, e decorrerá entre as 14 e as 20 horas. Este torneio contempla velhas glórias do voleibol machiquense, lembrando os anos gloriosos do voleibol da Associação Desportiva de Machico.

No dia 14, dia do aniversário, está agendado o programa social das comemorações. Este programa conta com a Gala 50 anos, onde o clube irá condecorar os sócios com 50 anos, homenagear os atletas que foram campeões regionais e nacionais nos respectivos campeonatos pela Associação Desportiva de Machico ao longo destes 50 anos e ainda homenagear todos os ex-Presidentes do clube. A Gala realiza-se no Fórum Machico, a partir das 16 horas, com entrada livre. A finalizar o dia está previsto o Jantar 50 anos, o qual ocorrerá na Adega do Petisco.

É hora de Conceição ser mais Pedroto e menos Robson

TSF - Desporto - Ter, 09/04/2019 - 09:18
O FC Porto visita esta terça-feira uma das catedrais do futebol mundial, Anfield Road, para defrontar o finalista vencido da Liga dos Campeões da época passada, o Liverpool, e todos os dados disponíveis aconselham Sérgio Conceição a apostar, por uma vez, numa estratégia realista e "matreira".

"França não tem só grandes jogadores, mas também ótimos médicos" Pelé já recebeu alta

TSF - Desporto - Ter, 09/04/2019 - 01:22
O antigo jogador sofreu uma infeção urinária que obrigou a que fosse intervencionado.

Tondela dá a volta ao marcador com um grande golo de Pité e deixa zona de descida

TSF - Desporto - Ter, 09/04/2019 - 00:27
Beirões derrotaram o Portimonense por 3-2.

Reviravolta épica do Tondela empurra Nacional para a zona de despormoção

Diário de Notícias - Desporto - Seg, 08/04/2019 - 22:20

O Tondela conseguiu uma preciosa vitória que permite à equipa de Pepa sair da zona de despromoção e faz com o Nacional passe a estar abaixo da linha de água. Um triunfo que teve contornos épicos, uma vez que a equipa da casa foi para o intervalo a perder por 2-0.

A reviravolta aconteceu no segundo tempo. Tomané reduziu, aos 63 minutos e Pité, acabado de entrar, empatou com um golo de levantar o estádio. A vitória foi garantida pelo capitão, Ricardo Costa.

O Tondela passa a somar 28 pontos , mais um do que o Nacional que é antepenúltimo.

"Não há vingança, há um jogo de futebol e todos os jogos têm histórias diferentes"

TSF - Desporto - Seg, 08/04/2019 - 21:21
Na antevisão do embate frente ao Liverpool em Anfield, Sérgio Conceição diz que o adversário é superior aos rivais domésticos. O jogo está marcado para terça-feira, às 20h00.

Danilo atribui favoritismo ao Liverpool mas revela sonho de passar às meias-finais da Liga dos Campeões

Diário de Notícias - Desporto - Seg, 08/04/2019 - 20:34

O médio Danilo apontou hoje o Liverpool como favorito no jogo da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões de futebol, na terça-feira, mas revelou a ambição de o FC Porto passar às meias-finais.

“Em relação ao favoritismo, talvez penda um bocado para o lado do Liverpool, sabendo que jogam em casa e aqui é sempre um estádio difícil de se jogar”, admitiu, na conferência de imprensa de antevisão do jogo.

Tal como o treinador Sérgio Conceição, também Danilo procurou relativizar a importância do resultado da época passada, quando os ‘reds’ golearam o Porto 5-0 na primeira mão dos ‘oitavos’, no estádio do Dragão.

“Acho que no plantel não há nenhum sentimento de vingança, porque quem pensa em vingança normalmente dá-se mal. Há um sentimento de muita ambição, de muito querer e de um plantel que trabalha ao máximo para estar nestes palcos”, acrescentou.

O médio não esconde o desejo de eliminar o Liverpool e passar à próxima fase para estar nas meias-finais da Liga dos Campeões, explorando os pontos fracos de um adversário “forte e exigente”.

“Tem um pendor ofensivo grande, consegue contra-atacar com muita facilidade, tem jogadores muito rápidos. É uma equipa bem compacta, mas que tem lacunas. São estratégias que temos e é explorá-las ao máximo”, disse.

Danilo está determinado em não deixar passar atacantes fortes como Sadio Mané ou Mohamed Salah, e está preparado para os duelos individuais.

“São importantes, porque são os duelos que vão levar ao êxito no final do jogo”, afirma.

O FC Porto defronta na terça-feira, pelas 20:00, o Liverpool, em jogo da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, marcado para Anfield Road. A segunda mão é em 17 de abril, no estádio do Dragão, no Porto.

Luciano Gonçalves: "Mind games dos clubes passam completamente ao lado dos árbitros"

TSF - Desporto - Seg, 08/04/2019 - 19:47
Não vale a pena pedir para vetar este ou aquele árbitro até ao final da época. O presidente da APAF garante que o Conselho de Arbitragem não vai ceder a pressões

FC Porto primeiro no medalheiro do Regional de verão, nove novos recordes nacionais

Chlorus - Seg, 08/04/2019 - 16:09

O Campeonato Regional de verão de natação adaptada, que se realizou no último fim de semana na Piscina Municipal da Póvoa de Varzim, registou nove recordes nacionais.

O FC Porto foi o primeiro do medalheiro ao somar 76 medalhas de ouro, 23 de prata e 15 de bronze, seguido da ADADA Porto com 70 medalhas de ouro, 32 de prata e 16 de bronze e do CPN com 17 de ouro, 24 de prata e 8 de bronze.

Participaram 116 atletas (77 masculinos e 39 femininos) em representação de 15 clubes.

Resultados

O conteúdo FC Porto primeiro no medalheiro do Regional de verão, nove novos recordes nacionais aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

"Todos queriam o FC Porto, mas as pessoas que sabem de futebol não queriam o FC Porto"

TSF - Desporto - Seg, 08/04/2019 - 16:08
O treinador, Jurgen Klopp recordou o encontro entre o Liverpool e os dragões da época passada, "um jogo estranho". Na antevisão da partida desta terça-feira, o técnico alemão alerta para a qualidade da formação portuguesa.

João Gigante entrevistado do podcast Hora H2O

Chlorus - Seg, 08/04/2019 - 12:14

João Gigante é o mais recente entrevistado do podcast Hora H2O da natação portuguesa, da responsabilidade de Alexandre Agostinho, ex-nadador e atual presidente da Associação de Natação do Algarve.

Neste episódio, os assuntos vão passar pela International Swimming League, cancelamento do Europeu de Piscina Curta em Lisboa, NCAA e outros assuntos interessantes.

Clique aqui para ouvir o que disse João Gigante.

O podcast Hora H2O tem o apoio do Chlorus.

O conteúdo João Gigante entrevistado do podcast Hora H2O aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Miguel Oliveira espera "consolidar lugar nos pontos" no GP das Américas de MotoGP

TSF - Desporto - Seg, 08/04/2019 - 12:03
O piloto português pretende tentar "manter o resultado da Argentina", onde conseguiu um 11.º lugar.

“Trials” canadianos com dois recordes nacionais

Chlorus - Seg, 08/04/2019 - 11:54

No “PanAm Swimming Center” de Toronto, piscina de 50m., disputaram-se os “trials” que servem de seleção para os Mundiais da Coreia do Sul, com dois recordes nacionais.

O primeiro para Markus Thormeyer, nos 100m. costas com uns 53″35 (4ª MMMA), superando os anteriores, e já velhos, 53″63 de Pascal Wollach de Julho de 2009; o segundo lugar foi para o jovem Cole Pratt, 17 anos e 54″64, com Robert Hill terceiro, 55″32.

Segundo recorde para Kylie Masse (MMMA) pelos seus 2,05″94 nos 200m. costas, baixando o seu recorde anterior (2,05″97 de Julho de 2017).

MULHERES. LIVRES. Discretos os 50m., com vitória da jovem Margareth MacNeil, 19 anos e 25″40, por diante de Sarah Fournier, 25″45. Bom nível nos 100 e 200m., com vitória da juventude com um pódio de duas jovens de 19 anos, com Taylor Ruck nos 100m., 53″26 (2ª MMMA), e Penny Oleksiak, 53″60 (6ª MMMA), classificadas ao avesso nos 200m., Olerksiak com 1,56″92 (6ª MMMA) por diante de Ruck, 1,56″97 (longe do seu recorde nacional, 1,54″44 de Agosto de 2018, e 7ª MMMA), enquanto Kayla Sanchez, 18 anos, era terceira nas duas provas, 54″22 e 1,58″28, e Rebecca Smith, também de 19 anos, quarta com 54″82 e 1,58″64, completando dois quartetos com muitas boas possibilidades nos Mundiais.

Nas provas longas, Triple para Mackenzie Padington, com bons 4,08″82 nos 400m. (9ª MMMA), sem problemas para se impor à jovem Emma O’Croinin, 16 anos e 4,09″11, e já mais discretos nos 800 e 1.500m. 8,36″38 e 16,23″66, nos 800m. por diante de O’Croinin 8,39″63.

COSTAS. 50m.esquena. Na ausência de Kylie Masse, que não nadou esta prova, a vitória foi para Danielle Hanus, 28″03 (7ª MMMA), por diante da jovem Jade Hannah, 17 anos e 28″20. Um “quase-recorde mundial” para Kylie Masse nos 100m., na qual se impôs com 58″16 (três centésimos menos que nas eliminatórias), a só dezasseis centésimos do recorde mundial da norte-americana Kathleen Baker (58″00 em julho do 2018); segundo lugar para Taylor Ruck, 58″55 (2ª MMMA). Segunda dos 200m. por trás do mencionado recorde de Masse, foi para a jovem Taylor Ruck, 2,06″70, que era primeira nos 100m. (1,01″87 por 1,02″20 nos 100m.) antes de ver-se remontada, com outras duas jovens por trás, Madison Broad, 19 anos e 2,09″45, e Jade Hannah, 17 anos i 2,10″70.

BRUÇOS. Bem a jovem Faith Knelson, 18 anos, com os seus 31″02 (8ª MMMA) nos 50m., por diante de Rachel Nicol, 31″23. Nos 100m., MMMA para Kierra Smith com os seus 1,06″54, impondo-se claramente a Kelsey Wog por um segundo, 1,07″54. Excelentes os 2,22″63 e 2,22″82 de Sydney Pickrem e Kelsey Wog nos 200m., que são as duas MMMA.

MARIPOSA. Vitória para a jovem Margareth MacNeil nos 50m., 19 anos e 26″15, por diante de Haley Black, 26″43, ainda que a melhor marca da prova tem sido para Penny Oleksiak, com 26″08, melhor tempo das eliminatórias da manhã. Surpresa nos 100m., com a derrota da recordista nacional, Penny Oleksiak (56″46 de Agosto de 2016), a quem parece custar-lhe voltar â sua melhor forma. A vitória foi para Margaret MacNeil com uns excelentes 57″04 (27″16 na viragem) que é a MMMA, claramente por diante de Rebecca Smith, 58″30, com Oleksiak terceira, 58″61, as três de 19 anos. Só discretos os 2,11″71 de Mary-Sophie Harvey, e 2,11″79 de Danielle Hanus, nos 200m., numa prova na qual ainda se encontra a faltar a recordista nacional Audrey Lacroix (2,05″95 de Julho de 2009).

ESTILOS. Dupla, com bons registos, para Sydney Pickrem: nos 200m. com 2,08″71 (4ª MMMA), sempre por diante de Kelsey Wog, 2,10″72 (10ª MMMA), com Bailey Andison terceira, 2,11″33. Nos 400m. com 4,35″15 (2ª MMMA), com Emily Overholt segunda, 4,37″88 (6ª MMMA), e Tessa Cieplucha terceira, 4,38″96 (8ª MMMA).

HOMENS. LIVRES. Vitória de Yuri Kisil com 22″23, por diante de William Pisani, 22″30. Dupla de Markus Thormeyer, vencendo nos 100 e 200m.; nos 100, com 48″76 (10ª MMM A), por diante de Kisil, 49″11, com Pisani terceiro, 49″43, e Carson Olafson completando o quarteto, 49″53, com outros três finalistas por baixo dos 50″. Nos 200m., com 1,47″60, por diante do jovem Alexander Pratt, 19 anos e 1,48″74, com Jeremy Bagshaw terceiro, 1,49″03, enquanto Olafson, 1,49″59, completaria também o quarteto longo.

Nas provas longas, discretos os 3,50″96 de Jeremy Bagshaw, mandando claramente desde os primeiros metros por diante de Peter Brothers, 3,53″20. Vitória do sueco Victor Johansson com 7,59″77, com Brothers como primeiro canadiano, 8,02″40. Também discretos os 15,27″16 de Brothers, no final dum ajustado duelo com o sueco Victor Johansson, 15,27″52, e o jovem Michael McGillivray, 17 anos, 15,27″62.

COSTAS. Discretos os 25″69 de Javier Acevedo nos 50m. (longe do seu recorde nacional, 25″13 de Julho de 2017), com Tim Zeng segundo, 25″89. Dominando desde os primeiros metros, Markus Thormeyer impôs-se com uns bons 1,57″42 (8ª MMMA), a só oito centésimos do velho recorde nacional de Matthew Hawes (1,57″34 de Julho de 2009), por diante do jovem Cole Pratt, 17 anos e 1,58″07, únicos que baixaram dos dois minutos.

BRUÇOS. Vitória da juventude nos 50m., com dois jovens de 17 anos disputando-se a vitória, que foi para Alexander Milanovich com bons 27″84, por diante de Gabe Mastromatteo, 28″01.  Discretos os 1,01″18 de Richard Funk, sempre por diante do jovem Gabe Mastromatteo, 17 anos e 1,01″24.  Discretos também os 2,12″33 e 2,12″80 de James Dergoussof e Eli Wall nos 200m.

MARIPOSA. Nos 50m., vitória para William Pisani com 23″75 (9ª MMMA), por diante de Mehdi Ayoubi, 24″24. Discretos foram os homens nesta prova, com vitória de Josiah Binnema com 52″62, por diante do jovem, 17 anos, Joshua Liendo, 52″83; destacando também os 52″08 do guatemalteco Luís Martínez, e os 52″42 do singapurense Zheng We Quah, que tem nadado a Final B, pelo feito de ser estrangeiros. Bem Mack Darragh nos 200m. com os seus 1,56″68, a só 41 centésimos do seu recorde nacional (1,56″27 de Agosto de 2018), por diante de Montana Champagne, 1,59″21, e do jovem Cole Pratt, 17 anos e 1,59″89.

ESTILOS. Não se baixou dos dois minutos nos 200m., com vitória de dois jovens, Finlay Knox, 18 anos e 2,01″30, por diante de Cole Pratt, 17 anos e 2,01″55. Vitória para Tristan Cote nos 400m., 4,17″85 (8ª MMMA), por diante de Montana Champagne, 4,21″40.

Créditos da foto: Swimming Canada

O conteúdo “Trials” canadianos com dois recordes nacionais aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Três jogos em Inglaterra e Amesterdão à espera de Ronaldo

Diário de Notícias - Desporto - Seg, 08/04/2019 - 08:09

A Inglaterra será palco de três dos quatro jogos da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões em futebol, que passa ainda por Amesterdão, onde a Juventus espera poder contar com Cristiano Ronaldo.

O internacional luso lesionou-se no regresso à selecção nacional e “está a fazer tudo”, nas palavras do treinador da ‘Juve’, Massimiliano Allegri, para poder jogar frente ao Ajax, o ‘carrasco’ do tricampeão em título Real Madrid.

Melhor marcador da história da prova, com 124 golos, Ronaldo foi a grande figura dos italianos nos oitavos de final, ao marcar um ‘hat-trick’ na recepção ao Atlético de Madrid, num triunfo caseiro por 3-0, após um desaire por 2-0 no Wanda Metropolitano.

Com estes três golos aos ‘colchoneros’, o avançado luso, de 34 anos, passou a contar 63 em fases a eliminar, sendo que 23 aconteceram nos ‘quartos’, com destaque para os cinco ao Bayern Munique em 2016/17 (2-1 fora e 4-2 após prolongamento em casa).

O Ajax também já experimentou a ‘fúria goleadora’ de Ronaldo, que conta sete tentos face aos holandeses, cinco dos quais na Holanda, pelo Real Madrid: ‘bisou’ no triunfo por 4-0 em 2010/11 e logrou um ‘hat-trick’ ma vitória por 4-1 de 2012/13.

À luz dos números, a presença ou não do português pode fazer toda a diferença, mas, com ou sem Ronaldo, que esta época soma 24 golos em 38 jogos, a Juventus, finalista vencida em 2014/15 e 2016/17, parte como favorita para alcançar as meias-finais.

O conjunto de Turim, mestre na arte de defender, não pode, porem, desprezar a classe e irreverência dos ‘miúdos’ do Ajax, que, na ronda anterior dizimaram o Real Madrid, com um categórico 4-1 no Bernabéu, depois de um desaire caseiro por 2-1.

De Jong, De Ligt, Neres, Van de Beek, Tadic, Schone, Mazraoui, Tagliafico, Blind, Onana, Dolberg ou Zyech são alguns dos nomes que têm brilhado no conjunto de Amesterdão, um ‘outsider’ que tem encantado e também já ‘empatou’ duas vezes o Bayern Munique.

No mesmo dia em que se espera o regresso aos relvados de Ronaldo, Lionel Messi estará em Old Trafford, a antiga casa do português, para a reedição das finais de 2008/09 e 2010/11, ambas arrebatadas pelo FC Barcelona e com tentos do argentino, de cabeça em Roma (2-0) e de pé esquerdo em Wembey (3-1).

Os catalães, que na época passada caíram com estrondo nos ‘quartos’ perante a Roma, partem como favoritos, perante um Manchester United que mudou, como da noite para o dia, com a troca de José Mourinho Poe Ole Gunnar Solskjaer.

Como jogadores de grande categoria, como Pogba, Lukaku, De Gea ou Rashford, os ‘red devils’ têm potencial para complicar, como mostraram nos ‘oitavos’, nos quais afastaram o Paris Saint-Germain, com um sensacional 3-1 fora, após 0-2 em casa.

Na terça-feira, as atenções centram-se em Londres, onde o Tottenham desafia o Manchester City, de Pep Guardiola, que já ganhou a Supertaça e a Taça da Liga inglesa, está na final da Taça de Inglaterra e bem lançado para revalidar o título inglês.

Em dois jogos, os ‘spurs’, de Harry Kane, Dele Alli, Eriksen ou Son, podem, porém, surpreender, sendo que, no único jogo que disputaram esta época, em Wembley, o City ganhou por 1-0, graças a um golo madrugador de Mahrez.

Para o Tottenham, trata-se, ainda por cima, de um jogo muito especial, pois será o primeiro encontro europeu no seu novo estádio, onde se estrearam em 03 de abril, com um triunfo por 2-0 face ao Cristal Palace, para a ronda 31 da ‘Premier League’.

Também em Inglaterra, mas em Liverpool, os ‘reds’, que estão numa luta titânica com o City pela conquista do campeonato inglês, recebe o campeão português FC Porto, na reedição dos ‘oitavos’ da época passada, que não tiveram história.

Os ingleses resolveram, então, na primeira mão, com um esclarecedor 5-0 no Dragão, e, um ano depois, partem de novo como claros favoritos, mas perante um conjunto de Sérgio Conceição que quererá, certamente, deixar outra imagem.

Os quatro encontros da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões têm todos início às 20 horas (em Lisboa).

Sporting vence Rio Ave e destaca-se no terceiro lugar

Diário de Notícias - Desporto - Dom, 07/04/2019 - 21:59

O Sporting recebeu e venceu hoje o Rio Ave por 3-0, em jogo da 28.ª jornada da I Liga de futebol, isolando-se no terceiro lugar da prova.

O triunfo da equipa ‘leonina’ começou a ser escrito cedo, quando o avançado brasileiro Luiz Phellype, aos 12 minutos, adiantou a equipa da casa, tendo Bruno Fernandes ampliado ainda na primeira parte, aos 36, na conversão de uma grande penalidade. Wendel, aos 54, fechou a contagem.

Com este triunfo, o Sporting destacou-se no terceiro lugar da prova, com 61 pontos, mais três do que o Sporting de Braga, quarto, enquanto o Rio Ave é nono com 32.

Juventus só precisa de um ponto para ser campeã, após empate do Nápoles

Diário de Notícias - Desporto - Dom, 07/04/2019 - 21:55

A Juventus terá de esperar por sábado para poder festejar o oitavo título consecutivo de futebol em Itália, pois o Nápoles não ‘colaborou’ com nova derrota, empatando 1-1, à 31.ª jornada da liga italiana.

Depois de a ‘vecchia signora’ ter vencido no sábado o AC Milan por 2-1, o 35.º ‘scudetto’ ficou à distância de nova derrota do Nápoles, porém, a equipa de Carlo Ancelotti empatou 1-1 em casa com o Génova, apesar de jogar em superioridade numérica a partir dos 28 minutos.

Stefano Sturaro, que a Juventus tinha emprestado ao Sporting e entretanto foi devolvido devido a longa lesão, teve uma entrada dura e viu o vermelho direto, obrigando Miguel Veloso e Pedro Pereira a trabalhos redobrados.

Aos 34 minutos, Dries Mertens rematou de fora da área, colocando os napolitanos na frente, contudo, o sérvio Darko Lazovic (45+3) rematou de primeira, sem deixar cair a bola, e empatou ainda antes do intervalo.

Mário Rui ainda entrou no Nápoles aos 76 minutos, contudo os esforços da equipa esbarraram sempre na qualidade do guarda-redes romeno Radu.

Inter e Atalanta empataram-se (0-0) na corrida à Liga dos Campeões de futebol, facto desaproveitado pela Lazio, surpreendida em casa pelo Sassuolo (2-2).

Com João Mário e Cedric no banco, os ‘nerazzurri’, de Luciano Spalletti, dispuseram das melhores oportunidades, contudo foram ineficazes e assim somaram apenas um ponto, ficando com 57.

A Atalanta igualou o AC Milan, que no sábado perdeu 2-1 em casa da Juventus, no quarto posto, com 52.

Depois da derrota por 1-0 na quarta-feira em casa do SPAL,Lazio adiantou-se no marcador com penálti de Immobile (53), porém,o Sassuolo deu a volta com golos de Rogério (57) e Berardi (89).

Quando tudo parecia caminhar para um novo desaire, Lulic (90+5), com desvio em cima da linha de golo, empatou e resgatou um ponto, que permite à Lazio, que tem ainda menos um jogo, ter agora os mesmos 49 pontos do Torino e a dois da Roma, sexta, com a última vaga para a Liga Europa, e a três do AC Milan, que ocupa o último lugar de acesso à ‘champions’.

A Fiorentina continua a série negativa de oito jogos sem vencer -- sete para o campeonato --, com derrota caseira (1-0) frente ao Frosinone, penúltimo, e que conquistou o segundo êxito consecutivo, ainda assim a cinco pontos da salvação.

A Udinese recuperou de duas desvantagens para se impor 3-2 ao Empoli, apesar de ter jogado em inferioridade numérica desde os 63 minutos, altura em que já vigorava este resultado.

José Machado: “Ultrapassámos em muito as expetativas”

Chlorus - Dom, 07/04/2019 - 20:34

José Machado, diretor-técnico nacional, considerou, em jeito de balanço ao site da FPN, que o desempenho dos nadadores no Campeonato Nacional de Juvenis, Juniores e Absolutos, que se realizou de quinta-feira a domingo em Coimbra, “ultrapassou em muito as expetativas”.

“Este foi o primeiro grande momento de avaliação. Os resultados deste campeonato permitem aspirar a uma delegação significativa nos Jogos de Tóquio 2020. Há quatro anos dois nadadores obtiveram mínimos A. Agora quatro atingiram esse objetivo. No último Mundial de juniores tivemos uma nadadora apenas. Agora temos quatro com mínimos para mundial. Ultrapassamos em muito as expetativas”, referiu o técnico nacional.

O conteúdo José Machado: “Ultrapassámos em muito as expetativas” aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Páginas