Agregador de notícias

Madeira SAD já está na Finlândia

Diário de Notícias - Desporto - Sex, 29/03/2019 - 20:57

O plantel do Madeira Andebol SAD fez ao início desta noite o único treino antes do encontro de amanhã pelas 13h30, frente ao Dicken, partida referente à 2.ª mão dos quartos de final da Taça Challenge.

Relembremos que os madeirenses levam para esta partida uma escassa vantagem de uma bola, fruto da vitória no Funchal por 28 27.

Portugal a Nadar: Adesão através do processo de Certificação de Escolas de Natação

Chlorus - Sex, 29/03/2019 - 19:01

A adesão ao programa Portugal a Nadar pode ser realizada através do processo de certificação de Escolas de Natação, afim de implementar boas práticas e integrar o modelo de referência FPN para chegar a um nível de excelência.

Clique aqui para se inscrever

O conteúdo Portugal a Nadar: Adesão através do processo de Certificação de Escolas de Natação aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Marítimo e Nacional defrontam-se e só pensam em ganhar o dérbi madeirense

Diário de Notícias - Desporto - Sex, 29/03/2019 - 18:01

Os jogadores Edgar Costa, do Marítimo, e Diogo Coelho, do Nacional, sublinharam hoje a vontade de vencer o dérbi madeirense de domingo, para a 27.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Numa acção promocional, no Estádio de Câmara de Lobos, em que fizeram um jogo de realidade virtual, envolvendo os dois clubes, com Edgar Costa, Rúben Ferreira, Gamboa e Correa a representarem os ‘verde rubros’ e Diogo Coelho, Júlio César, Filipe Ferreira e Kalindi da parte do emblema nacionalista, o discurso foi muito semelhante de ambas as partes.

Para Edgar Costa, mais do que um rival, vai medir forças com um antigo clube, pois vestiu as cores ‘alvinegras’ entre 2009 e 2013, e considera o golo apontado no triunfo diante do Nacional, por 2-0, na época 2015/16, como “o melhor” na sua carreira.

“É verdade que vou defrontar a minha ex-equipa, mas a minha equipa é o Marítimo e o que nos interessa são os três pontos, seja contra o Nacional ou outra equipa qualquer. O nosso objectivo é ganhar o jogo”, garantiu.

O extremo madeirense admitiu que a semana é “diferente”, dizendo mesmo que a partida “vale mais do que três pontos, sobretudo pelo adversário”, e lembrou que o Marítimo tem de vencer, na procura de um lugar mais seguro na classificação.

“Não estamos muito confortáveis na classificação. Temos de ganhar o máximo número de jogos possível para ficarmos mais à vontade”, referiu.

O pensamento é o mesmo do defesa Diogo Coelho, também madeirense, que sabe muito bem que a rivalidade vivida nestes jogos é especial.

“Nós trabalhamos com o intuito de somar os três pontos. Sabemos que vai ser um jogo muito difícil, em que ambas as equipas querem ganhar, até pela situação em que se encontram na tabela. Todos querem garantir o mais depressa possível a manutenção”, alertou.

No entanto, Diogo Coelho encara estes dias com bastante normalidade, já que o objectivo da permanência pesa mais do que a particularidade do encontro.

“Para mim, é uma semana como as outras. É verdade que é um rival, mas estamos focados na busca dos três pontos, de que precisamos neste momento”, frisou.

Ambos os jogadores desejaram que Marítimo e Nacional continuem no principal escalão, o que ajuda o futebol madeirense, e consideraram a pressão normal em relação aos outros jogos.

O Marítimo, 11.º classificado, com 27 pontos, e o Nacional, 14.º, com 26, medem forças nos Barreiros, no domingo, pelas 15 horas.

Treinador e presidente da Juventus recomendam prudência na utilização de Ronaldo

Diário de Notícias - Desporto - Sex, 29/03/2019 - 17:46

O treinador e o presidente da Juventus defenderam hoje uma utilização prudente do futebolista internacional português Cristiano Ronaldo depois da pausa dos campeonatos nacionais, na qual o avançado se lesionou ao serviço da selecção portuguesa.

“Precisamos de cautela porque estamos numa fase difícil. [Cristiano] Ronaldo está melhor, mas vai regressar à competição quando estiver a 100% e sem perigo de recaída. É melhor perder um jogo do que estar de fora dois meses”, vincou o técnico Massimiliano Allegri, na conferência de imprensa de antevisão ao duelo caseiro do líder do campeonato italiano com o Empoli, no sábado, para a 29.ª jornada.

Cristiano Ronaldo esteve entre os ausentes do treino de quinta-feira do heptacampeão transalpino, depois de ter sido substituído aos 30 minutos do empate a uma bola com a Sérvia, na segunda jornada da qualificação para o Euro2020, no Estádio da Luz, em Lisboa.

O capitão da selecção das ‘quinas’ manifestou queixas na coxa direita quando tentava alcançar um passe de um companheiro de equipa e está em dúvida para os próximos compromissos do clube italiano, o que levou o presidente da Juventus, Andrea Agnelli, a sugerir uma eventual ausência de Ronaldo na primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, frente ao Ajax.

“Temos de ser cautelosos com as lesões musculares. Por causa de um jogo, arriscamos comprometer o final da época e nesta altura importa salvaguardar os dois meses e meio que restam. Sabemos que temos 25 jogadores de qualidade, mas é claro que ter Cristiano Ronaldo, o melhor jogador do mundo, dá-nos mais garantias”, observou o líder da ‘vecchia signora’, na qual também alinha o defesa internacional português João Cancelo.

A Juventus lidera o campeonato italiano, com 75 pontos, mais 15 do que o Nápoles, segundo classificado, e medirá forças com o Empoli, Cagliari e AC Milan antes da eliminatória da ‘Champions’ com o vice-campeão holandês, que integra o guarda-redes português Bruno Varela, emprestado pelo Benfica.

A primeira mão será jogada em 10 de Abril, em Amesterdão, uma semana antes do segundo encontro, marcado para Turim.

Sérgio Conceição espera "um bom espetáculo" frente ao Sporting de Braga

TSF - Desporto - Sex, 29/03/2019 - 14:41
O técnico do FC Porto revelou que Corona está a recuperar de uma lesão e não é certo que o mexicano defronte o Sporting de Braga, no jogo cartaz da 27* jornada.

Keizer quer vitória em Chaves com Bruno Fernandes em dúvida e sem Bas Dost

TSF - Desporto - Sex, 29/03/2019 - 14:35
O avançado holandês não recuperou de lesão e é baixa para a deslocação a Trás-os-Montes. Bruno Fernandes também treinou com limitações mas o técnico holandês garante que o médio vai recuperar a tempo.

Bruno Lage e as finais: "Isto não é pressão, é motivação"

TSF - Desporto - Sex, 29/03/2019 - 14:22
O técnico do Benfica confirmou as recuperações de João Félix, Seferovic e Jardel. Bruno Lage sublinhou a importância da conquista dos três pontos no jogo marcado para este sábado na Luz.

Campus Aquático de Montemor-o-Velho sob suspeita, auditoria forense avança em breve

Chlorus - Sex, 29/03/2019 - 14:21

A última Assembleia Geral (AG) da Federação Portuguesa de Natação (FPN), realizada no passado sábado em Viana do Castelo, ratificou a decisão da auditoria forense ao Campus Aquático de Montemor-o-Velho, inaugurado em 2011 pelo então presidente Paulo Frischknecht.

A auditoria forense, muito em voga nos últimos tempos, é uma ferramenta ligada à contabilidade que pretende esclarecer se houve a ocorrência de crimes e atos ilícitos.

No caso em concreto, as contas do imóvel em Montemor-o-Velho, que ainda hoje pesam no orçamento da FPN, serão passadas a pente fino.

Afinal o que está de errado ou não nas contas do contrato de promessa de compra da propriedade?

Numa análise ao relatório e contas de 2011 da FPN, a mesma entidade teve que desembolsar, como sinal, 179.053,50 euros. Até março de 2016, o organismo federativo teria que proceder ao reforço dessa verba no montante de 148.792,50. No momento da escritura, o valor a desembolsar para a compra do imóvel seria de 538.638,87, o que perfaz um total de 866.484,87 euros.

O contrato foi celebrado com a empresa ITMOV Lda, cujos sócios-gerentes são Jorge Luís Forte Camarneiro e Yury Velichko, respetivamente, presidente do Conselho de Administração e vogal da IT – Comércio Internacional, empresa-mãe da ITMOV, Lda.

O Campus Aquático, cuja obra foi comparticipada em 130 mil euros pelo Proder – instrumento estratégico e financeiro de apoio aprovado pela Comissão Europeia –, foi inaugurado a 16 de abril de 2011 com pompa e circunstância com a presença do secretário de Estado da Juventude e Desporto, Laurentino Dias, que considerou que os jovens atletas tinham ali à sua disposição “todas as condições para evoluírem nas carreiras desportivas e académicas”, exortando-os a lutarem pelos “melhores resultados”.

Por sua vez, o presidente da edilidade, Luís Leal, realçou a importância desta nova “casa da natação” e ligou esta “simbiose da ruralidade e da criatividade” à “cumplicidade” de Laurentino Dias, a quem apelidou de “Cidadão de Montemor”.

Por outro lado, o então presidente da FPN, Paulo Frischknecht, considerou que o equipamento era “um orgulho da natação” e agradeceu a possibilidade do lançamento do novo “Hotel de quatro estrelas”, esperando que o mesmo tivesse capacidade de “retorno”. Enganou-se. Não teve retorno e os custos com o tal “Hotel de quatro estrelas” ditaram a desistência da compra do imóvel cerca de dois anos depois, já com o novo presidente da FPN, António José Silva.

Voltemos a 2011. O Campus Aquático de Montemor-o-Velho estava inserido no Centro Nacional de Preparação Desportiva de Natação (CNPDN) e funcionava em regime de internato. O acesso prioritário estava destinado aos praticantes das disciplinas de águas abertas e natação pura.

Situado na proximidade dos equipamentos a utilizar para treino, nomeadamente o Centro Náutico e a Piscina Municipal –, o Campus Aquático era composto por 12 quartos, uma cozinha, uma sala de refeições, uma lavandaria, uma sala de convívio, uma sala de reuniões, dois gabinetes técnicos e duas salas de fisioterapia.

Estava devidamente equipado de modo a poder receber, em condições de conforto e funcionalidade, até um máximo de 32 pessoas. No primeiro ano, permaneceram apenas seis atletas (2 de águas abertas e 4 de natação pura), tendo desistido um.

A 19 novembro do mesmo ano, a aquisição do imóvel onde se situa o Campus Aquático de Montemor-o-Velho foi aprovada em Assembleia Geral da FPN com 17 votos a favor e uma abstenção por parte do delegado Simão Morgado, em representação do Nadadores Portugueses Associados, o único a colocar dúvidas sobre o negócio.

Após o adiantamento de mais 35.010 euros em 2012 (acumulado de 214.063,50 €), as eleições para os órgãos sociais da FPN realizaram-se nesse ano em dezembro, registando-se um empate entre as listas encabeçadas por Paulo Frischknecht e António José Silva.

Um segundo ato eleitoral foi realizado em janeiro de 2013 com o triunfo a pertencer a António José Silva.

A Direção liderada pelo novo presidente levou o dossier do Campus Aquático à Assembleia Geral, realizada a 21 de julho, e os delegados ratificaram a decisão da Direção de “resolver, por via extrajudicial e por acordo recíproco das partes, o contrato promessa de compra e venda do imóvel onde se situava o Campus Aquático, em Montemor-o-Velho, mediante a devolução, pela entidade promitente vendedora, da quantia equivalente a metade da quantia liquidada pela FPN, a título de sinal e no âmbito mencionado contrato promessa, devolução essa a efetivar de forma parcelar até ao final do mandato previsível da atual Direção (Dezembro de 2016)”, lê-se no relatório e Contas da FPN de 2013.

“Em termos contratuais, a Federação está vinculada por contrato promessa de compra e venda com a entidade Itmov, Lda. tendo por objeto a compra de um imóvel em Montemor-o-Velho onde funcionou até 30 de junho de 2013 o “Campus Aquático” da Federação. A partir dessa data, a FPN cessou a ocupação do referido imóvel, bem como a pagamento das quantias a que estava contratualmente obrigada por força do referido contrato”, lê-se ainda no mesmo documento.

Procedeu-se, segundo o mesmo relatório, ao adiantamento por conta de investimentos no valor de 17.505 euros, passando a um acumulado de 231.568,50 €.

O mesmo documento indica que, a “a 31 de dezembro de 2013, a Federação tinha responsabilidades futuras com a aquisição de imobilizados, no montante de 634.916,37 euros (2012: 652.421,37 euros), respeitantes ao investimento em curso para aquisição do imóvel em Montemor-o-Velho”.

O Relatório e Contas de 2014 refere que “a Federação encontra-se a dirimir uma tentativa de resolução extrajudicial que não onere as partes junto da sociedade Itmov, Lda., esperando-se a sua conclusão durante o ano de 2015, nomeadamente a resolução do referido contrato promessa de compra e venda sem quaisquer consequências negativas relevantes para a Federação”.

Tal não veio a verificar-se como consta no Relatório e Contas de 2015: “À presente data, não foi ainda possível resolver esta situação pelo que a Federação encontra-se a dirimir uma tentativa de resolução extrajudicial que não onere as partes junto da sociedade Itmov, Lda., esperando-se a sua conclusão durante o ano de 2016”.

O mesmo veio a acontecer em 2016, não se tendo chegado a qualquer acordo entre as partes.

Em março de 2017, ficou acordado que “a Itmov, Lda irá devolver metade do valor que a FPN pagou a título de sinal, até ao final do mandato da atual Direção, ou seja, até ao final do ano 2020”, lê-se no Relatório e Contas da FPN desse ano.

“Com este cenário afetou-se aos fundos patrimoniais o impacto da devolução de apenas 50% do valor do sinal pago à Itmov, Lda, ou seja 115.784,25 euros”, refere o mesmo documento.

Após análise ao Relatório e Contas de 2018, aprovado no passado sábado, não houve ainda qualquer verba devolvida pela Itmov, Lda. à FPN.

Em breve será iniciada a auditoria forense que pretende dissipar todas as dúvidas envoltas de um negócio no mínimo suspeito.

O conteúdo Campus Aquático de Montemor-o-Velho sob suspeita, auditoria forense avança em breve aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Antigo advogado de Rui Pinto arguido no caso Doyen

TSF - Desporto - Sex, 29/03/2019 - 11:04
Aníbal Pinto afirma estar "tranquilo" e anuncia que vai ?pedir o levantamento do sigilo profissional para se poder defender. O hacker está em prisão preventiva.

Ultra Skyrunning Madeira conta já com 500 inscritos de várias nacionalidades

Diário de Notícias - Desporto - Sex, 29/03/2019 - 09:50

A dois meses da prova Ultra Skyrunning Madeira 2019 (USM) que reunirá em Santana, a 31 de Maio, atletas de todo o mundo para participar num dos eventos mais explosivos do calendário o evento conta já com a inscrição de 240 atletas de 30 nacionalidades diferentes para a prova principal, a Madeira Sky Race (55,6 km 4121m D +), uma corrida técnica de montanha com desníveis acentuados e de elevado grau técnico.

Recorde-se que, no ano passado, os vencedores na categoria masculina e feminina foram Jonathan Albon e Ragna Debats, respectivamente.

“Correr sobre as nuvens até ao ponto mais alto da Madeira à medida que o sol nasce durante a USM é uma sensação que acredito que nunca esquecerei, esta corrida é tão divertida quanto desafiadora” , salientou na altura Jonathan Albon, vencedor da USM 2017 e USM 2018.

A Ultra Skyrunning Madeira (USM) faz parte da Skyrunner® World Series da International Skyrunning Federation e do calendário Skyrunner® National Series Spain, Andorra & Portugal.

O evento é composto por 4 provas de diferentes distâncias: Madeira Sky Race (55,6km 4121m D+), Santana Vertical Kilometer® (4.8Km 1003 D+), Santana Sky Race (23km 1672 D+), Furão Sky Race (13km 655m D+).

A novidade deste ano é uma corrida gratuita para crianças, denominada ‘KIDS Santana SkyRace’, que se vai realizar precisamente no dia da criança, a 1 de Junho.

A USM 2019 decorrerá a 31 de Maio e 1 de Junho na Ilha da Madeira. As inscrições estão abertas, mas com disponibilidade limitada.

Racismo leva UEFA a fechar partes dos estádios da Lazio e Shakthar Donetsk

TSF - Desporto - Sex, 29/03/2019 - 08:37
Saudações nazis e mensagens de extrema-direita estão na origem da punição decidida pela UEFA.

Bruxelas já conta os dias para o arranque do Tour

Diário de Notícias - Desporto - Sex, 29/03/2019 - 03:27

Fogos de artifício assinalaram hoje os 100 dias para o início da 106.ª edição da Volta a França em bicicleta, com Eddy Merckx a materializar a crescente expectativa para o segundo arranque da prova em Bruxelas.

Há meses, talvez mesmo desde que foi anunciado o percurso da próxima edição, que o ‘Tour’ é uma presença constante, mas discreta no coração da Europa. Quaisquer que sejam as artérias percorridas, lá está ele, Eddy Merckx, em tons de amarelo, à espreita, num dos cartazes (e são às centenas) que anunciam que, pela segunda vez na história, o ‘Grand Départ’ da Volta a França acontecerá na capital belga.

A essa presença omnipresente, juntava-se a fachada de um edifício, na esquina da praça de Brouckère, que se apresentava apenas como a sede do que há de vir e que, desde hoje, é a ‘Maison du Tour’, onde os curiosos poderão conhecer o extenso programa que antecipa a desejada visita da corrida e que inclui duas exposições, uma dedicada ao centenário da camisola amarela e outra mais genérica, sobre a história daquele que é o terceiro evento desportivo com maior impacto a nível mundial.

Até hoje, a febre da Volta a França estava contida - embora já em novembro o diário belga La Dernière Heure tenha noticiado a lotação esgotada nos hotéis da cidade para aqueles 06 e 07 de julho, dias em que o serpentear do pelotão irá celebrar não só o arranque da prova rainha do ciclismo mundial, mas também assinalar os 50 anos desde a primeira vitória no ‘Tour’ de Merckx, o maior ícone desportivo nacional.

No entanto, a 100 dias do ‘Grand Départ’, o cenário finalmente mudou. Pontualmente, às 18:00 horas (menos uma hora em Lisboa), uma banda a imitar a orquestra de Kusturica deu o mote para o início das festividades.

À medida de que a praça de Brouckère, polvilhada de bicicletas amarelas, se compunha para receber o seu campeão, Alfred Ransom deambulava por ali, tentando perceber de onde teria uma melhor vista para o palco, onde mais de uma hora depois Eddy Merckx iniciaria a contagem decrescente para a 106.ª edição da ‘Grande Boucle’.

“Sou um fã do ciclismo. Sigo o ‘Tour’ todos os anos, até vou a França ver etapas. Este ano, a corrida está aqui. É algo excecional para mim, ver a Volta a França começar na Bélgica. De qualquer forma, iria a França, mas é muito especial”, confessou à Agência Lusa o sexagenário de Liège.

Com a sua mochila do ‘Tour’, camisola amarela vestida e guarda-chuva a condizer, Ransom discorreu sobre o seu amor pelo ciclismo, dizendo mesmo que adora “todos os ciclistas, apesar de preferir os belgas”. E, entre os nacionais, as suas preferências são as óbvias: o campeão olímpico Greg Van Avermaet e o combativo Tim Wellens, “um vizinho e um exemplo para todos os corredores”.

Mas o seu herói, como não podia deixar de ser, é só um: “Conheço o Merckx. Seguia-o quando era miúdo. Tive a oportunidade de o encontrar várias vezes, cheguei mesmo a rolar com ele, num treino. Foi uma grande emoção, é uma bonita recordação”.

Hoje, Alfred Ransom adicionou outra à sua coleção de memórias daquele que é considerado por muitos como o melhor ciclista de todos os tempos, quando viu o ‘Canibal’, cinco vezes vencedor da Volta a França, subir ao palco situado em frente à ‘Maison du Tour’.

Anunciado como um embaixador da Bélgica e dos belgas, Merckx foi recebido entre aplausos e com uma viagem em imagens à história dos 100 anos da camisola amarela -- estavam lá vencedores clássicos, como Jacques Anquetil, Bernard Hinault e Miguel Indurain, aqueles que, com ele, detêm o recorde de vitórias no ‘Tour’, e contemporâneos, como Chris Froome, Alberto Contador ou Cadel Evans.

“Espero que a partida do ‘Tour’ seja uma grande festa para os bruxelenses e para a Bélgica”, resumiu o sempre parco em palavras Merckx, antes de carregar no botão vermelho que iniciou oficialmente a contagem para o ‘Grand Départ’ e ‘inundou’ o centro de Bruxelas de fogos de artifício.

Depois de jogar em quatro continentes, Tim Cahill termina a carreira aos 39 anos

TSF - Desporto - Sex, 29/03/2019 - 00:52
Cahill retira-se como o melhor marcador da Austrália, com 50 golos em 108 partidas internacionais.

G15 quer reunir com a Liga para esclarecer a reintegração do Gil Vicente

TSF - Desporto - Qui, 28/03/2019 - 21:33
Clubes querem perceber melhor o "memorando, o acordo e a norma em vigor" que sustentam a decisão de devolver o Gil Vicente à Primeira Liga.

Israel recebe a primeira etapa da LEN OPEN WATER SWIMMING CUP

Chlorus - Qui, 28/03/2019 - 21:25

Eliat, em Israel, recebe a primeira etapa da LEN OPEN WATER SWIMMING CUP.

O próximo domingo recebe as provas de 10km, masculina e feminina, com a presença de centenas de nadadores. Não existem portugueses presentes na entry list divulgada pela organização.

A primeira etapa vai contar com a presença de inúmeros nadadores de topo mundial, com destaque para a presença do italiano, Gregorio Paltrinieri, atual campeão olímpico, mundial e europeu dos 1.500m livres.

A prova masculina conta com a inscrição de 70 nadadores, enquanto que a feminina, com a presença de 54 nadadoras.

A taça europeia de Águas Abertas é composta por 5 etapas:

Etapa 1 – Eilat (ISR), 26 março (10km)

Etapa 2 – Brive (FRA), 23 maio (10km)

Etapa 3 – Barcelona (ESP), 23 junho (10km)

 

entry list

Créditos da imagem: LEN

O conteúdo Israel recebe a primeira etapa da LEN OPEN WATER SWIMMING CUP aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Ma 26/03 - 10:02:00 - Equipes qualifiées à la finale nationale

Fédération Française de Natation - Qui, 28/03/2019 - 20:46
MTR - Les clubs participant aux VIes Championnats de France Interclubs des Maîtres qui auront lieu à Boulogne-Billancourt (Hauts-de-Seine), les samedi 6 et dimanche 7 avril 2019, peuvent désormais faire leurs engagements en ligne sur extranat.fr. Ils ont jusqu'au mardi 2 avril 2019 (les épreuves des réservistes seront à indiquer sur place). Ne pas oublier de les régler par carte bancaire de préférence.
Categorias: Natação Mundial

Madeirense João Casimiro estreia-se no europeu de karaté

Diário de Notícias - Desporto - Qui, 28/03/2019 - 20:00

O atleta madeirense João Casimiro estreia-se amanhã no Campeonato da Europa de Karaté, competição que se realiza em Guadalajara, em Espanha, e que se iniciou hoje.

João Casimiro, que representa o Sporting Clube de Portugal desde que se mudou para Lisboa para continuar os seus estudos, integra a formação portuguesa que vai competir na disciplina de Kata, conjuntamente com o seu colega de clube Armando Santos e o karateca da Académica de Coimbra, José Pedro Lemos.

O atleta madeirense é internacional pelos escalões jovens de Portugal mas esta será a sua estreia com a camisola nacional enquanto sénior.

Andebol ‘chama’ pais de atletas para plano de formação contínua

Diário de Notícias - Desporto - Qui, 28/03/2019 - 19:58

Nos próximos dias 5 e 6 de Abril terá lugar a terceira sessão do Plano de Formação Contínua organizado pela Associação de Andebol da Madeira (AAM) em parceria com a Universidade da Madeira, com a temática: Os Agentes Desportivos - Ética e Responsabilidade.

O objectivo desta formação passa por enquadrar comunicações de interesse geral para todos os agentes da nossa modalidade pelo que a AAM achou por bem alargar a participação aos Encarregados de Educação/Pais dos atletas filiados, atendendo ao fato de considerar ser também do interesse dos mesmos.

Por esta razão, a AAM convida os Pais dos Atletas dos seus Filiados a participarem no próximo módulo de formação, sendo que o custo afeto às respetivas inscrições será assumido pela Associação de Andebol da Madeira, e devendo o procedimento de inscrição dos mesmos ser feito através do contato junto dos Clubes onde os Filhos se encontram a praticar a modalidade.

Procurando proporcionar um momento de partilha único entre todos os participantes e procurando desta forma criar maior interação entre todas as partes envolvidas na nossa modalidade, esperamos ter a melhor colaboração de todos na divulgação desta iniciativa.

Enviamos abaixo o link para inscrição na Formação, as quais podem também ser feitas através da Página Oficial Facebook da AAM:

https://form.jotformeu.com/90785169629372

Fiúza elogia FPF e acusa clubes de tentarem usar Gil Vicente como "boia de salvação"

TSF - Desporto - Qui, 28/03/2019 - 19:36
António Fiúza acusa Proença de ser "um jogador" em ano de eleições.

Federaçao exige reintegraçao do Gil Vicente na próxima temporada

TSF - Desporto - Qui, 28/03/2019 - 15:11
Poucos antes da reunião do G15 em Gaia, o organismo que tutela o futebol nacional exige o regresso do clube minhoto ao principal escalão.

Páginas