Agregador de notícias

Quem são os flops do Brasileirão?

Fair Play - Dom, 21/10/2018 - 05:55

A reta final da época começa a nos mostrar muitas coisas além da disputa pelo título, pelas vagas na Libertadores ou mesmo pela briga contra o rebaixamento. Mesmo sendo um campeonato que tem tradição em exportar jogadores, o Brasileirão costuma oferecer aos adeptos a chance de ver jogadores de destaque na América do Sul a procura de um lugar ao sol tupiniquim, além também de renomados que por algum motivo não tiveram espaço na Europa e retornam ao Brasil.

Mas de todos os nomes, de reforços sulamericanos, recém chegados da Europa e também os que se depositam esperanças por seus primeiros anos como protagonistas no país, quais são aqueles que desapontaram? O Fair Play analisa e sugere três nomes que eram apontados como potenciais armas para suas equipas, porém não passaram de ameaças sem serem concretizadas.

Vitinho (Flamengo) Vitinho ainda não rendeu o esperado no Flamengo (Foto: Getty Images)

Contratado junto ao CSKA por 10M€ (alto valor para os padrões brasileiros, 0,5M€ mais caro do que o próprio CSKA pagou ao Botafogo em 2013), Vitinho não conseguiu fazer jus ao montante pago pelo rubro negro. Alternando jogos entre a ponta esquerda do relvado e o centro do campo (como um camisola 9 típico) Vitinho não ganhou sequer a titularidade na equipa (mesmo com um certo rodízio de jogadores na posição).

Foram 13 jogos pelo Fla no Campeonato Brasileiro, porém somente um gol no período, além de uma média muito baixa de chutes ao gol (média de 2.2 por jogo) e vaias dos adeptos. Já nas assistências, foram três passes para gol, mas os baixos números de dribles bem sucedidos, duelos ganhos e inclusive a quantidade de faltas sofridas corroboram para a aparição de Vitinho nesta lista, mesmo que  suas boas exibições tenham sido nas últimas jornadas.

A principal reclamação foi a de falta de objetividade do jogador. Talvez até por uma característica da equipa em geral durante alguns jogos, o jogador parecia sem vontade, menos vertical, e sem arriscar tanto ao gol quanto em suas épocas áureas. Dos jogadores considerados flops pelo Fair Play, é o único que está em forma e não foi atrapalhado diretamente por lesão ou falta de ritmo.

Gustavo Scarpa (Palmeiras) Problemas judiciais e físicos limitaram Scarpa nesta época (Foto: César Greco/Ag. Palmeiras)

Já são quase dois meses sem atuar pela equipa, em uma época muito tumultuada para o jogador. Se em 2017 o ano foi dos melhores para o meio campista, a ação na justiça para ficar livre do Fluminense e atuar por outra equipa não foi a melhor saída para sua carreira. Impedimentos legais fizeram com que Scarpa já ficasse muito tempo sem jogar pelo Palmeiras, mas mesmo livre, não conseguiu bons jogos para ter uma sequência nos 11 iniciais.

São apenas 17 jornadas no ano, sendo apenas seis pelo Brasileirão, mas sem nenhum gol ou assistência nestas exibições. Fato que foi impulsionado também por lesões (a última uma inflamação causada por pancada no tornozelo direito). O fato do Palmeiras também ter um dos elencos mais completos do país fez com que a equipa não sentisse sua falta, ou mesmo não arriscasse sua utilização quando estava no banco de reservas.

Para a sua posição, Felipão tem utilizados uma linha de três jogadores, onde Dudu certamente tem vaga cativa pelas pontas do campo, assim como Willian ou Hyoran, e com Lucas Lima ou até Moisés pelo meio, mostrando que a equipa tem muitas opções eficazes antes de optar por Scarpa.

Bryan Ruiz (Santos) Protagonista por Costa Rica, ainda não evoluiu no Santos (Foto: Twitter/@SporTV)

Bryan chegou ao litoral paulista com muita gala. Recebeu a camisola 10 da equipa de Pelé e ainda disse em entrevistas que seria uma honra se aposentar pelo Santos, projetando uma passagem de glórias pela equipa. O começo não foi muito animador, principalmente pela constatação de um desequilíbrio muscular que adiou sua sequência de jogos. Com a troca de técnico (saída de Jair Ventura e chegada de Cuca).

A situação que podia ser melhorada não ocorreu. O novo treinador não lhe deu oportunidades, até pela boa fase de Carlos Sánchez e Derlis González. Até agora são apenas seis jornadas em que o meia participou, sem nenhum gol e com uma assistência. Mesmo participando de jogos amistosos pela Costa Rica (e fazendo gol), o jogador parece não ter convencido os adeptos santistas.

Em meio a polêmicas entre o presidente da equipa e o treinador, que discordaram sobre seu aproveitamento (o presidente dizendo que talvez não esteja bem por jogar fora de posição, e o treinador rebatendo que sua performance ainda não está no nível adequado, e que prefere por outros jogadores), Bryan parece focar nas últimas jornadas para começar bem o ano de 2019, já que seu contrato acaba no fim da próxima época.

The post Quem são os flops do Brasileirão? appeared first on Fair Play.

SEC Recap: Alabama Men Upset Texas A&M; Aggie Women Win

Swimming World - Dom, 21/10/2018 - 03:04

The post SEC Recap: Alabama Men Upset Texas A&M; Aggie Women Win appeared first on Swimming World News.

The No. 17 Alabama men’s swimming and diving team opened its Southeastern Conference schedule with a 162-136 upset over No. 10 Texas A&M Saturday morning at the Alabama Aquatic Center.

The post SEC Recap: Alabama Men Upset Texas A&M; Aggie Women Win appeared first on Swimming World News.

Categorias: Natação Mundial

Pac-12 Recap: USC Swims Past Utah; Washington State Wins

Swimming World - Dom, 21/10/2018 - 02:44

The post Pac-12 Recap: USC Swims Past Utah; Washington State Wins appeared first on Swimming World News.

Sophomores Caitlin Tycz and Marta Ciesla won two events apiece to lead the USC women’s swimming and diving team to a 142-120 road win at Utah in the first dual

The post Pac-12 Recap: USC Swims Past Utah; Washington State Wins appeared first on Swimming World News.

Categorias: Natação Mundial

Florida State Women Upset Minnesota on Road

Swimming World - Dom, 21/10/2018 - 02:36

The post Florida State Women Upset Minnesota on Road appeared first on Swimming World News.

The nationally-ranked Florida State swimming and diving teams traveled to Minneapolis, Minnesota, where they split a dual meet with the Minnesota Golden Gophers. The 25th-ranked women’s team upset the No.

The post Florida State Women Upset Minnesota on Road appeared first on Swimming World News.

Categorias: Natação Mundial

Big Ten Recap: Michigan Sweeps Northwestern; Illinois Wins

Swimming World - Dom, 21/10/2018 - 02:32

The post Big Ten Recap: Michigan Sweeps Northwestern; Illinois Wins appeared first on Swimming World News.

Freshman Maggie MacNeil set school and pool records in the 100-yard butterfly and senior Siobhán Haughey won three events to lead the No. 3-ranked University of Michigan women’s swimming and

The post Big Ten Recap: Michigan Sweeps Northwestern; Illinois Wins appeared first on Swimming World News.

Categorias: Natação Mundial

ACC Weekly Recap: NC State Sweeps Duke; Virginia Sweeps Pittsburgh

Swimming World - Dom, 21/10/2018 - 00:26

The post ACC Weekly Recap: NC State Sweeps Duke; Virginia Sweeps Pittsburgh appeared first on Swimming World News.

ACC Weekly Recap NC State vs. Duke Results DURHAM, N.C. – The NC State swimming and diving teams earned their second victories of the season as both the men’s and women’s

The post ACC Weekly Recap: NC State Sweeps Duke; Virginia Sweeps Pittsburgh appeared first on Swimming World News.

Categorias: Natação Mundial

Queens Takes Down Division III Emory in Battle of Titans

Swimming World - Dom, 21/10/2018 - 00:10

The post Queens Takes Down Division III Emory in Battle of Titans appeared first on Swimming World News.

ATLANTA, GA. – The Queens University of Charlotte women’s swimming team, ranked No. 1 in the TYR/CSCAA Preseason Poll, won all 14 races in a dual meet with Division III

The post Queens Takes Down Division III Emory in Battle of Titans appeared first on Swimming World News.

Categorias: Natação Mundial

Messi fraturou o braço direito e está fora do jogo com o Real Madrid

TSF - Desporto - Dom, 21/10/2018 - 00:01
Argentino saiu do relvado com ajuda médica aos 25 minutos da partida frente ao Sevilla.

Sporting vence Loures e segue para a quarta ronda da Taça de Portugal

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 22:46

O Sporting assegurou hoje a passagem à quarta eliminatória da Taça de Portugal em futebol, ao vencer 2-1 o Loures, do Campeonato de Portugal, em jogo disputado em Alverca.

Os ‘leões’ adiantaram-se em cima do intervalo, por Bruno Fernandes, aos 42 minutos, jogador que ainda falhou uma grande penalidade aos 50, Nani ampliou aos 56, tendo a equipa do Loures reduzido já nos instantes finais da partida, por Juninho, aos 90+2.

A terceira ronda da Taça completa-se no domingo, com destaque para a receção do Felgueiras 1932, equipa do Campeonato de Portugal, ao Sporting de Braga, e para a deslocação do Desportivo das Aves, detentor da Taça, a casa do Sacavenense, igualmente do Campeonato de Portugal.

Real Madrid supera pior série sem marcar golos na história do clube

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 22:44

O Real Madrid registou hoje um recorde negativo em toda a história do clube, ao estar 481 minutos sem marcar um golo, o que supera a marca de 464 minutos que perdurava desde a temporada 1984/85.

O golo do brasileiro Marcelo, aos 72 minutos do jogo diante do Levante, da nona jornada do campeonato, colocou fim a uma série que teve início em 22 de setembro, no qual o espanhol Marco Asensio marcou o único golo na vitória por 1-0 diante do Espanyol, aos 41.

No total, foram oito horas e um minuto sem que os ‘merengues’ marcassem, nos jogos frente a Sevilha (3-0), Atlético de Madrid (0-0), CSKA Moscovo (1-0) e Alavés (1-0), juntando-se os primeiros 72 minutos do jogo de hoje com o Levante.

O conjunto de Julen Lopetegui, que já orientou o FC Porto, não conseguiu, mesmo assim, evitar a quarta derrota nos últimos cinco jogos, perdendo com o Levante por 2-1.

Surfista Ítalo Ferreira vence o Meo Rip Curl Pro Portugal

TSF - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 22:14
Derrotou na final o francês Joan Duru.

Commit Swimming Set Of The Week: Practicing Backstroke Tempo

Swimming World - Sáb, 20/10/2018 - 22:00

The post Commit Swimming Set Of The Week: Practicing Backstroke Tempo appeared first on Swimming World News.

Welcme to Swimming World’s Set of the Week sponsored by Commit Swimming.com! This week’s set for backstroke focuses on holding proper stroke tempo through our underwater kicks: 2 Rounds: 2

The post Commit Swimming Set Of The Week: Practicing Backstroke Tempo appeared first on Swimming World News.

Categorias: Natação Mundial

Mónaco continua a perder sem Leonardo Jardim e já é penúltimo

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 21:39

Mesmo após a saída do treinador madeirense Leonardo Jardim, o Mónaco continua a perder para a Liga Francesa. Na estreia como técnico principal da formação monegasca, Thierry Henry não conseguiu melhor do que averbar uma derrota por 2-1, no terreno do Estrasburgo, relegando a equipa do principado para a penúltima posição da classificação geral, isto porque o Nantes venceu esta tarde e ascendeu ao 18.º e antepenúltimo lugar.

Adrien Thomasson adiantou o Estraburgo no marcador, aos 17 minutos, resultado que foi dilatado à passagem dos 84 minutos, por Mothiba. O tento de honra do Mónaco chegou já depois do tempo regulamentar, por intermédio do belga Tielemans, na conversão de uma grande penalidade (90+1).

Esta é a 11.ª partida consecutiva sem vencer para o Mónaco, entre todas as competições, sendo que a última vitória data do dia 11 de Agosto, precisamente na primeira jornada da Liga Francesa.

A Reta Final do Mundial de Ralis 2018

Fair Play - Sáb, 20/10/2018 - 21:15

Até ao momento, Thierry Neuville, Sébastien Ogier e Ott Tänak disputam intensamente o trono da classificação individual de pilotos, prometendo lutar na Catalunha e na Austrália por um lugar na história da competição, especialmente o piloto belga da Hyundai e o piloto estónio da Toyota que nunca se sagraram campeões na principal competição de ralis. Sébastien Ogier, pentacampeão e atual detentor do título, venceu com alguma fortuna a última prova disputada no País de Gales e voltou a sonhar com a revalidação do trono. Após 3 vitórias consecutivas na Finlândia, Alemanha e Turquia, Ott Tänak liderava também o rali britânico mas um problema mecânico atirou o homem da Toyota para fora da prova, impossibilitando a reaproximação de Tänak na tabela classificativa ao duo francófono. Depois de um fim de semana discreto em que terminou no 5º lugar, Thierry Neuville tem agora apenas 7 pontos de vantagem em relação a Sébastien Ogier. Já Tänak terá que arriscar tudo nas duas últimas provas pois está a 21 pontos de distância do líder da competição.

Tanto no Rali da Catalunha como no Rali da Austrália o principal favorito será Sébastien Ogier. Nos últimos 5 anos, o piloto francês venceu 3 vezes na Catalunha (2013, 2014 e 2016) e 3 vezes na Austrália (2013, 2014 e 2015), enquanto Thierry Neuville somente venceu na Austrália em 2017. Tudo somado, Ogier aponta ao hexacampeonato, Neuville terá que lutar ferozmente pela manutenção da liderança, enquanto Tänak é o outsider e aquele que menos tem a perder, como tal, não irá de todo ser uma surpresa se virmos o estónio dar espetáculo nestes dois últimos ralis.

Sébastien Ogier, o principal favorito a conquistar o título | Fonte: Autosport

Menos equilibradas parecem estar as contas do mundial de construtores. A favorita Hyundai tem padecido com a regularidade modesta de Andreas Mikkelsen pois em 11 provas, o piloto norueguês terminou sem graves problemas 8, contudo, somente na Suécia o nórdico subiu ao pódio (3º lugar). Para piorar a situação, os pilotos mais experientes Dani Sordo e Hayden Paddon têm participado pontualmente no Mundial de Ralis, o que lhes retira algum ritmo competitivo. Já a M-Sport vive muito daquilo que Sébastien Ogier consegue extrair do Ford Fiesta WRC, uma vez que Teemu Suninen e Elfyn Evans têm tido imensas dificuldades em potenciar o rendimento do carro americano. A maior deceção é sem grande margem para dúvidas a formação da Citroën que, além de não ter um C3 WRC competitivo, sofre com a falta de um piloto principal de craveira. O piloto da Citroën com mais pontos encontra-se no 8º posto da tabela classificativa, Craig Breen, um resultado muitíssimo medíocre para o construtor com mais vitórias na história do Mundial de Ralis. Por último, uma palavra em especial para a equipa liderada por Tommi Mäkinen, a Toyota. O regresso do construtor nipónico à competição não podia estar a ser mais regular e positivo. Após um ano de adaptação, 2018 tem sido uma temporada de consolidação e crescimento, sobretudo devido à qualidade e regularidade que Ott Tänak proporcionou à Toyota.

Até ao momento, o fabricante japonês lidera o mundial de construtores com 20 pontos de vantagem sobre a Hyundai e 44 sobre a M-Sport. Fruto de uma tripla de pilotos de altíssimo nível, Tänak-Latvala-Lappi, a Toyota parte em vantagem e confortável para as duas últimas provas e, mantendo a cadência exibida nos últimos 3 meses, dificilmente o construtor da província de Aichi não conquistará o seu quarto título coletivo.

Tommi Mäkinen, o finlandês que lidera a Toyota | Fonte: Yle

The post A Reta Final do Mundial de Ralis 2018 appeared first on Fair Play.

Marcelo, Carlos Mané e Castaignos titulares frente ao Loures

TSF - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 21:15
Leões estreiam-se esta noite na Taça de Portugal frente ao GS Loures. Siga a emissão especial da TSF

Ronaldo bateu novo recorde ao assinalar 400.º golo em ligas europeias

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 21:09

Cristiano Ronaldo continua a facturar depois de uma seca anormal no início da temporada, isto tendo em conta que o ‘astro’ madeirense é um jogador que está habituado a ultrapassar a fasquia dos 30 golos por época. Desta feita, CR7 continua também a facturar na sua lista pessoal de recordes: é o primeiro jogador da história do futebol a conseguir chegar à marca dos 400 golos nas cinco principais ligas europeias, mesmo sem ter jogado no campeonato francês e alemão.

Recapitulando, o capitão da selecção portuguesa de futebol apontou 84 na Liga Inglesa, ao serviço do Manchester United, 311 na Liga Espanhola, pelo Real Madrid, e agora cinco na Serie A, onde nesta altura está a quatro golos do líder de marcadores, o polaco Piatek (9), e a um do segundo, Insigne (6).

Ainda neste registo dos melhores marcadores das principais ligas europeias, Messi está em segundo com 388 golos, seguindo-se jogadores que já abandonaram os relvados. Jimmy Greaves (366), Gerd Muller (365) e Steve Bloomer (317).

4 jogadores que queremos ver nos Internacionais de Inverno 2019

Fair Play - Sáb, 20/10/2018 - 21:09

Agosto e Setembro foram meses marcados pelas despedidas de vários jogadores, ou melhor dizendo, lendas, abrindo um vazio na comunidade da oval. Contudo, o final de 2018 vai marcar o regresso de várias “estrelas” às suas selecções nacionais depois de vários jogos, meses e até anos afastados das mesmas.

De Inglaterra à Nova Zelândia fica a saber quem são os 4 retornados que podem fazer a diferença já em Novembro!

MANU TUILAGI (INGLATERRA)

A maldição Tuilagi pelos vistos mudou de nome e passou a ser maldição Vunipola, pois se o centro regressa às convocatórias de Eddie Jones o nº8 dos Saracens volta a ficar de fora por lesão. Manu Tuilagi foi durante largos anos considerado um dos melhores na sua posição, um centro letal no contacto, com um poder de propulsão e explosão que poucos ou nenhuns têm.

Depois de muitas maleitas, pequenas e graves lesões, o centro nascido na Samoa (mas que se mudou para Inglaterra com só 12 anos) voltou ao seu melhor no início desta época e tem sido decisivo nos “seus” Leicester Tigers não só com ensaios, mas sobretudo pela forma como garante uma defesa coesa e também pela agilidade de movimentos no ataque. Com 27 anos nas pernas, Tuilagi só representou a selecção da Rosa por 26 ocasiões, fruto das tais ausências forçadas, mas sempre que jogou fez questão de dizer “presente”.

Nessas 26 aparições pela formação inglesa foi autor de 11 ensaios, um registo notável para Tuilagi e que pode fazer a diferença num grupo que precisa decisivamente de um atleta diferente no par de centros depois de Ben Te’o, Jonathan Joseph e Luther Burrell não terem conseguido agarrar o lugar.

Poderá actuar ao lado de Owen Farrell, naquilo que deverá ser uma parelha de elevada categoria e que apresenta créditos na força de explosão, intensidade física, entrega na placagem e de alto potencial de quebra-de-linha.

É o regresso pelo qual todos esperavam… será que vai dar outra vida ao grupo comandado por Eddie Jones?

DANE COLES (NOVA ZELÂNDIA)

Depois de um ano praticamente de fora por lesão, no qual foi operado e em que se temeu pelo pior, Dane Coles está de regresso aos All Blacks e deverá fazer o seu retorno em pelo menos um dos test matches de 2018.

Foi complicado para os fãs neozelandeses ver um dos melhores talonadores de sempre perto do “adeus”, depois de uma série de concussões que não passavam, um joelho completamente destruído e até de um problema estranho a nível das costelas que pareciam estar a querer enviar uma mensagem subliminar a Coles.

Felizmente, tudo passou e Coles já jogou na Mitre10 (competição nacional neozelandesa de clubes), dando excelentes sinais do seu retorno à competição. Em relação aos All Blacks, Dane Coles foi bem substituído por Codie Taylor, apesar do nº2 dos Crusaders não ter o mesmo jeito para o manuseamento da oval ou para descobrir “buracos” em comparação com Coles.

É um atleta único pela capacidade de resposta no momento em que tem a bola nas mãos, operando bem como um 3/4’s, somando a isso a força e capacidade de choque de um avançado de ponta. Com Dane Coles em campo a movimentação dos All Blacks torna-se bem mais veloz, denotando-se um dinamismo constante e uma procura incessante por criar constantes dificuldades aos seus adversários.

Igual a Tuilagi, é o regresso que muitos anseiam por, resistindo a questão: conseguirá Dane Coles voltar ao seu melhor?

CHRIS ASHTON (INGLATERRA)

Regresso do Bad Boy à selecção inglesa depois de alguns anos afastado devido a suspensões e outras razões extra-rugby que prejudicaram a carreira internacional do ponta. Chris Ashton aparece em velocidade máxima para tentar não só jogar, como assumir o lugar de titular na Rosa e essa introdução no XV de Eddie Jones pode fazer total diferença. Porquê?

Ashton é um ponta completo, até no que toca à placagem, dotado de um pico de velocidade bem trabalhado, impossibilitando que a defesa o consiga apanhar depois de bem lançado. Com um sidestep bem complicado de ler, o ponta dos Sale Sharks (depois de um ano de sucesso a nível individual no RC Toulon, no qual foi o melhor marcador) é bem diferente de Jonny May, Elliot Daly ou Jack Nowell, com outro tipo de agressividade que muitas vezes garante-lhe uma vitória no 1 para 1 ou na recuperação da oval em pleno ar.

Ashton tem uma personalidade por vezes demasiado competitiva ou irascível, suscitando certas situações complicadas que terminam em cartões amarelos ou em erros defensivos complicados tanto a nível individual como colectivo. Todavia, é o melhor momento para voltar a dar uma oportunidade a um dos pontas com melhor rácio de ensaio/jogo (1 ensaio a cada 2 jogos) na selecção inglesa.

Conseguirá Chris Ashton mostrar que cresceu e que está pronto para ganhar um lugar a 1 ano do Mundial de Rugby?

LOUIS PICAMOLES (FRANÇA)

A introdução de Picamoles nesta lista não é de todo “correcta” uma vez que o nº8 francês actuou 22 minutos na derrota da França em Murrayfield, ante a Escócia nas Seis Nações. De lá para cá, o possante avançado nunca mais foi convocado nem para os restantes jogos das Seis Nações ou para a tour na Nova Zelândia.

Estranhou-se este afastamento de Picamoles dos Les Bleus, até pela suprema qualidade que o 3ª linha detém mas a “justiça” foi reposta com o retorno para estes internacionais de Inverno.

O atleta do Montpellier traz toda uma mobilidade única a partir da 3ª linha, como uma dureza no contacto difícil de “aceitar”, empurrando para trás adversários com alguma facilidade. É o típico 8 do Hemisfério Norte que placa com excelência, desafia cada breakdown como se fosse o último, atira-se aos rucks com volatilidade e não vira a cara à luta constante.

Como dissemos, Picamoles é um 8 europeu clássico, que ainda detém detalhes no handling especiais que fazem a diferença no contacto, equiparando-se no seu melhor a Kieran Read. Jacques Brunel não conseguiu recusar a introdução do 8 nestes jogos de Novembro e a dúvida que resta é se vai ou não assumir a titularidade.

Fará Louis Picamoles diferença nos Les Bleus?

The post 4 jogadores que queremos ver nos Internacionais de Inverno 2019 appeared first on Fair Play.

Ronaldo marcou e bateu mais um record, mas a Juventus cedeu o primeiro empate

TSF - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 20:22
A vecchia signora empatou a uma bola com o Genoa.

What A Diving Practice Is Really Like

Swimming World - Sáb, 20/10/2018 - 20:00

The post What A Diving Practice Is Really Like appeared first on Swimming World News.

By Erin Keaveny, Swimming World Contributor. Have you ever wondered what a diving practice is like? Diving is a sport that many people watch and assume practice is all about jumping

The post What A Diving Practice Is Really Like appeared first on Swimming World News.

Categorias: Natação Mundial

Estas cavaleiras só param quando chegarem a Tóquio 2020

TSF - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 19:51
A Academia Equestre João Cardiga está a preparar uma equipa de atletas com e sem deficiência com o objetivo de representarem Portugal nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Páginas