Agregador de notícias

Messi celebra sexta Bola de Ouro com ‘hat-trick’ na goleada do FC Barcelona

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 23:22

O argentino Lionel Messi marcou hoje três golos na goleada do líder FC Barcelona ao Maiorca, por 5-2, na 16.ª jornada da liga espanhola de futebol, celebrando da melhor maneira a conquista da sexta Bola de Ouro.

Num jogo com sete golos e muitas mais oportunidades, negadas por várias defesas de Ter Stegen, pelos catalães, e Reina, pelos maiorquinos, Messi começou por receber a Bola de Ouro antes do apito inicial e arrancou depois para uma exibição ‘de gala’.

Antes, aos sete minutos, foi o francês Griezmann a apontar o primeiro golo, a passe do guardião alemão, antes de assistir o argentino para o seu primeiro da noite, num grande remate de fora da área.

Aos 35, Budimir reduziu o marcador e deu esperança aos forasteiros, mas Messi, a passe de Rakitic, voltou a ‘faturar’, seis minutos depois, antes da ‘obra de arte’ do uruguaio Luis Suárez, que marcou de calcanhar, aos 43, a passe do holandês De Jong.

No segundo tempo, Budimir ‘bisou’ para o Maiorca, que hoje sofreu a terceira derrota seguida e é 17.º colocado, antes de Messi consumar o ‘hat-trick’, aos 83, isolando-se no topo da lista de melhores marcadores, com 12 golos.

Com este resultado, os ‘culés’ seguem no topo da tabela, com 34 pontos, os mesmos do rival Real Madrid, que hoje começou o dia ao bater o Espanyol por 2-0, no Santiago Bernabéu, enquanto o Maiorca está apenas um ponto acima da ‘linha de água’.

Antes, o Valência venceu o dérbi da Comunidade Valenciana, na deslocação ao reduto do Levante, com Thierry Correia, nos visitantes, e Hernâni, na equipa da casa, a não saírem do banco.

Um ‘bis’ de Roger adiantou a equipa da casa, aos 11 e 20 minutos, mas o mesmo jogador fez o 2-1, com um autogolo aos 45+3, antes de novo ‘bis’, desta vez do francês Gameiro, para o Valência, em apenas dois minutos (57 e 59).

Aos 74, Falcón foi expulso por acumulação de amarelos, quatro minutos antes de Coke ser substituído após uma bola rematada por Rochina lhe acertar na cara, levando o médio a ser transportado para o hospital para ser observado.

Ferrán Torres, a dois minutos dos 90, confirmou o triunfo que deixa os ‘che’ no sétimo lugar provisório, tendo igualado o Atlético de Madrid, com 26 pontos, enquanto o Levante é 11.º, com 20.

Com Rui Silva e Domingos Duarte totalistas, o Granada bateu em casa o Alavés, 15.º classificado, por 3-0, num jogo em que os forasteiros viram dois jogadores serem expulsos, consolidando o nono lugar, com 24 pontos.

Ronaldo marcou, mas Juventus perdeu

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 22:43

A Lazio impôs hoje a primeira derrota da época à Juventus, em todas as competições, ao vencer por 3-1 na 15ª jornada da liga italiana de futebol, após ter estado a perder, com um golo de Cristiano Ronaldo.

O avançado português colocou a Juventus na frente do marcador aos 25 minutos, ao concluir um cruzamento para a pequena área do internacional uruguaio Bentancur, com o qual tabelou e desmarcou sobre o flanco direito, no início da jogada.

A equipa romana iniciou a reviravolta no marcador em cima do intervalo, com um golo do médio brasileiro Luíz Felipe, aos 45+1 minutos, consumando-a na segunda parte, com mais dois golos, do sérvio Milinkovic-Savic, aos 74, e do equatoriano Felipe Caicedo, aos 90+5.

A ‘vecchia signora’ ficou reduzida a dez unidades a partir do minuto 69, quando o internacional colombiano Cuadrado viu o cartão vermelho por acumulação de amarelos, e a Lazio até desperdiçou um penálti, aos 79, por Ciro Immobile, que permitiu a defesa do guarda-redes polaco Wojciech Szczesny.

Nos outros dois jogos disputados hoje, a Atalanta sentiu enormes dificuldades para bater o Verona em Bérgamo, por 3-2, com o golo do triunfo a ser marcado aos 90+5 pelo defesa albanês Berat Djimsit, enquanto o Nápoles somou o sétimo jogo na Série A sem vencer, ao empatar a um golo no terreno da Udinese, prolongando a crise que atravessa há várias semanas.

Em face dos resultados de hoje, o Inter Milão mantém, isolado, a liderança do campeonato, com 38 pontos, seguido da Juventus, com 36, da Lazio, com 33, e da Roma, treinada pelo português Paulo Fonseca, com 29.

Desportivo das Aves vence Braga e quebra ciclo de três meses de derrotas

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 22:38

O lanterna-vermelha Desportivo das Aves venceu hoje o Sporting de Braga por 1-0, apenas o segundo triunfo conquistado na I Liga de futebol, em jogo da 13.ª jornada, que impediu os minhotos de subirem ao quarto lugar provisório.

Um golo do iraniano Mohammadi aos oito minutos, na marcação de um livre direto, foi suficiente para os anfitriões voltarem a vencer na prova, o que aconteceu apenas na segunda ronda, em 18 de agosto (3-1 na receção ao Marítimo), seguindo-se uma série de 10 derrotas consecutivas.

O Aves manteve-se no 18.º e último lugar, com seis pontos, a cinco da primeira equipa em zona de manutenção (Portimonense, em 16.º), enquanto o Braga permanece na quinta posição, com 18, em igualdade com Tondela e Boavista, todos a dois do Sporting, quarto colocado, com menos um jogo disputado.

Mónaco, de Leonardo Jardim, vence Amiens e sobe a nono na liga francesa

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 21:48

O Mónaco, treinado pelo português Leonardo Jardim, conquistou hoje a segunda vitória seguida na liga francesa de futebol, ao bater em casa o Amiens por 3-0, em jogo da 17.ª jornada da prova.

Depois de uma primeira parte sem golos, os monegascos resolveram o encontro em apenas sete minutos na etapa complementar, com golos de Ben Yedder, aos 62, Guillermo Maripan, aos 66, e Keita Baldé, aos 69.

A formação liderada por Leonardo Jardim, que contou com os portugueses Gil Dias e Gelson Martins de início, e com Adrien no último quarto de hora, subiu ao nono lugar da ‘Ligue 1’, com 24 pontos, a apenas quatro do terceiro lugar, que dá acesso à Liga dos Campeões e é ocupado pelo Lille.

A Liga francesa continua a ser liderada pelo bicampeão Paris Saint-Germain, que hoje deu a volta ao resultado em Montpellier e venceu por 3-1, também com três tentos apontados em sete minutos.

Os parisienses viram-se em desvantagem a partir dos 41 minutos, por culpa de um autogolo do médio argentino Leandro Paredes, mas operaram a reviravolta no segundo tempo, por intermédio do brasileiro Neymar, aos 74, Kylian Mbappé, aos 76, e do argentino Mauro Icardi, aos 81.

O encontro no Stade de la Mosson chegou a estar interrompido durante alguns minutos na fase final, depois de o guarda-redes do PSG Keylor Navas ter sido atingido na cabeça por uma garrafa de plástico arremessada por adeptos da equipa da casa.

O central português Pedro Mendes foi titular no Montpellier e acabou por ser expulso aos 72 minutos, no lance do qual resultou o primeiro golo do PSG, que segue isolado na liderança, com 39 pontos, mais oito do que o Marselha, comandado pelo português André Villas-Boas e que no domingo recebe o Bordéus, treinado por Paulo Sousa.

No quarto lugar está agora o Rennes, que venceu por 2-1 na receção ao Angers, numa partida na qual o antigo jogador do Sporting Raphinha assistiu Mbaye Niang para os dois golos dos anfitriões, antes de Rachid Alioui reduzir para os visitantes, em tempo de compensação.

Nos outros dois jogos do dia, imperou a ‘lei do mais forte’, com Nice e Estrasburgo a superarem os ‘aflitos’ Metz (18.º colocado) e Toulouse (20.º e último), por 4-1 e 4-2, respetivamente.

Alexis Santos bate recorde nacional dos 100 metros estilos em piscina curta

TSF - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 20:55
Atleta do Sporting nadou a distância em 52,73 segundos, superando por 18 centésimos o anterior máximo, que pertencia a Carlos Cruchinho.

United vence dérbi de Manchester e deixa City a 14 pontos do líder Liverpool

TSF - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 20:51
O Manchester United é quinto colocado, com 24 pontos, enquanto o Manchester City mantém-se no terceiro posto, com 32.

Marítimo salva empate com Santa Clara graças a autogolo a acabar

TSF - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 20:44
Resultado do duelo insular manteve o ciclo de maus resultados conjuntos das duas equipas.

“Acabou por ser um desfecho que diminui a injustiça que seria termos perdido”, diz treinador do Marítimo

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 20:31

Declarações após o jogo Marítimo-Santa Clara (2-2), da 13.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado hoje no Estádio do Marítimo, no Funchal:

José Gomes (treinador do Marítimo): “Na estreia [nos Barreiros, como treinador do Marítimo], senti-me bem no início do jogo. Os jogadores interpretaram muito bem a estratégia de jogo, com os movimentos de rutura a romperem a última linha defensiva do Santa Clara. As coisas resultaram. Marcámos um golo e criámos várias oportunidades, que poderíamos ter convertido em golo e, se assim fosse, poderíamos ter resolvido o jogo na primeira parte.

Na segunda parte, não por aquilo que o Santa Clara nos obrigou a fazer, mas não conseguimos jogar bem. Mais erros não forçados, bolas perdidas. Fugimos do nosso processo e das ideias de jogo desde que cheguei e cada vez que fazemos isso, damos mais força ao adversário.

Nos últimos 20 minutos, foi um jogo diferente, à procura, de qualquer forma, de dar a volta ao resultado e o positivo desse momento foi o espírito dos jogadores, que acreditaram e lutaram até ao fim. Nem sempre jogaram bem, é verdade e a segunda parte, futebolisticamente, acabou por ser mais pobre, de parte a parte.

Acabou por ser um desfecho que diminui a injustiça que seria termos perdido. Em casa, contra o Santa Clara, tínhamos claramente a obrigação de ganhar, portanto, são dois pontos perdidos.

O que dá confiança nas coisas que fazemos é o sucesso que se obtém à medida que vamos fazendo as coisas. Se estivermos a escrever textos, como jornalista, e o chefe de redação permanentemente rejeitar, porque acha que está mal feito, não nos dá confiança. Um jogador até pode jogar muito bem, mas, se sistematicamente não ganhar, acaba por haver uma nuvem que retira clareza e frieza no momento de decidir”.

João Henriques (treinador do Santa Clara): “Nunca é bom sofrer golos. Sofremos um a começar o jogo e sofremos outro a terminar. Dentro daquilo que foi o tempo de jogo, penso que o Santa Clara merecia ter levado daqui os três pontos. Ficámos tristes porque sentimos que foram dois pontos perdidos e de uma forma com que já não contávamos.

O Santa Clara merece muito respeito. É um clube que está a fazer um trabalho extraordinário, em prol de uma região e de uma diáspora, a caminho de uma sustentabilidade na I Liga. Os profissionais que trabalham no Santa Clara são, no mínimo, iguais a todos os outros da I Liga. Competentes, que merecem respeito e gostam que as coisas terminem corretamente.

Hoje, sentimos um amargo de boca porque também sentimos que, na minha opinião, aconteceu de uma forma tremendamente injusta, porque decorreram sete minutos de descontos na segunda parte, mais três na primeira. Dez minutos de desconto num jogo que não teve praticamente assistências médicas. Teve duas ou três paragens para análises ao VAR (videoárbitro), todas em lances do Santa Clara.

Temos de estar preparados para estas coisas. Não conseguimos suster praticamente o único lance de perigo na segunda parte do Marítimo, que entrou melhor na partida, teve o golo de grande penalidade e mais uma ou outra situação. Nessa primeira parte, conseguimos equilibrar nos últimos minutos.

[Sobre os lances invalidados após consulta do VAR] Andamos a matar o futebol, na minha opinião. Lances por seis centímetros, porque é a camisola ou o ombro. Acho que é ridículo, mas são as regras e temos de as respeitar. Vamos todos ter que tirar um curso de geometria descritiva primeiro para saber se as linhas são mais para a esquerda ou para a direita. Temos de aceitar e aceitamos que esteja em fora de jogo”.

Tottenham aplica mão cheia. Liverpool mete a sétima e reforça liderança

TSF - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 19:59
As spurs responderam bem ao desaire em Old Trafford, em que perderam por 2-1, a meio da semana.

Sporting vence rival Benfica e lidera Liga de andebol

TSF - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 17:31
Esta foi a 15.ª vitória do Sporting em 16 rondas, registando apenas um empate com o FC Porto.

Marítimo empata frente ao Santa Clara (2-2) e já não vence há 9 jogos

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 17:00

O Marítimo empatou esta tarde, frente ao Santa Clara, por 2-2, em jogo alusivo à 13.ª jornada da I Liga. Apesar do empate, os insulares já não vencem há nove jogos, jejum de triunfos que perdura há mais de dois meses. É também o primeiro ponto conquistado pelo novo timoneiro dos verde-rubros, José Gomes, depois da derrota na estreia, em pleno Estádio da Luz (4-0).

Depois do Marítimo ter estado a vencer até à beira do intervalo, graças a um tento de Daizen Maeda (5’) o Santa Clara empatou antes da recolha dos balneários, por intermédio de João Afonso (41’). No segundo tempo os papéis inverteram-se. Os açorianos adiantaram-se por Ukra (61’), mas Rúben Ferreira, à beira do fim (90+7), salvou um ponto ao Marítimo.

Com este empate, o Marítimo mantém-se no 15.º posto, com 12 pontos averbados, enquanto o Santa Clara ascende ao 12.º lugar com 14 pontos amealhados.

Nacional vence líder e mantém segundo lugar

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 16:57

No jogo grande da 12.ª jornada da II Liga de futebol o Nacional conquistou uma importante vitória em casa, diante do líder Farense.

Os alvinegros venceram pela margem mínima de 1-0 com o golo a ser apontado por Mosevich ao minuto 24.

Uma boa prenda no 109.º aniversário do clube e que mantem a equipa orientada por Luís Freire no segundo lugar mas agora a apenas dois pontos (28) do líder Farense (30).

Silas assume que Bruno Fernandes é "intocável" no Sporting

TSF - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 16:27
Jorge Silas saiu em defesa do capitão de equipa e referiu mesmo que "queria mais jogadores assim".

Santa Clara dá a volta ao marcador

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 16:26

Está operada a reviravolta no marcador. Depois do Marítimo ter estado a vencer até à beira do intervalo, graças a um tento de Daizen Maeda (5’) o Santa Clara empatou antes da recolha dos balneários, por intermédio de João Afonso (41’), e Ukra deu agora a volta (61’).

Everton reage à saída de Marco Silva com triunfo sobre o Chelsea

TSF - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 16:14
O Everton vinha de três desaires seguidos na Premier League, e, à entrada para a ronda, ocupava um dos lugares da zona de despromoção.

Santa Clara empata antes do intervalo

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 15:50

João Afonso empatou o encontro entre Marítimo e Santa Clara com um cabeceamento que não deu hipóteses a Amir, corria o minuto 41 do primeiro tempo, isto depois dos verde-rubros terem estado na frente durante um largo período graças a um tento madrugador de Daizen Maeda, apontado da marca do castigo máximo.

No entanto a história poderia ser diferente. Antes da recolha aos balneários, o árbitro da partida, André Narciso, assinalou grande penalidade a favor dos açorianos, por uma suposta falta de Amir, mas o lance foi invalidado pelo VAR, por fora-de-jogo.

Sérgio Conceição diz que jogos com Belenenses são historicamente difíceis

TSF - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 15:43
Antes da conferência de imprensa, o presidente do FC Porto fez críticas ao VAR, nomeadamente às arbitragens de jogos dos dragões e do Benfica, campeão nacional em título e líder do campeonato, e Sérgio Conceição subscreve-as.

Golo de Daizen Maeda dá vantagem ao Marítimo

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 15:06

O avançado japonês Daizen Maeda dá vantagem ao Marítimo no encontro que opõe os verde-rubros ao Santa Clara.

Na cobrança de uma grande penalidade, a castigar falta sobre Marcelinho, o nipónico atirou a contar quando estavam apenas decorridos cinco minutos do primeiro tempo.

O Marítimo está assim em vantagem (1-0) nesta ‘cimeira insular’.

Erivaldo é surpresa no onze do Marítimo frente ao Santa Clara

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 14:19

O avançado luso-angolano Erivaldo é a surpresa lançada pelo treinador do Marítimo para o encontro desta tarde, frente ao Santa Clara, nos Barreiros, um desafio que terá início pelas 15 horas.

Face ao onze inicial apresentado na semana passada, no Estádio da Luz, José Gomes tira Getterson do escalonamento verde-rubro e aposta numa dupla ofensiva composta por Erivaldo e Daizen Maeda. O defesa moçambicano Zainadine também regressa à titularidade por troca com Douglas Grolli, enquanto no ‘miolo’ o jovem médio madeirense Pelágio cede o lugar ao camaronês Bambock.

Eis os titulares do Marítimo: Amir; Rúben Ferreira, René Santos, Zainadine e Nanú; Marcelinho, Bambock, Vukovic e Edgar Costa; Erivaldo e Daizen Maeda.

Maratona do Porto. Mais de cem desclassificados podem enfrentar processos-crime

TSF - Desporto - Sáb, 07/12/2019 - 10:29
A empresa nortenha começou por divulgar parte dos excluídos a 16 de novembro, duas semanas após a competição, numa lista publicada no portal do evento que foi sofrendo atualizações. Há 94 federados entre os infratores.

Páginas