Agregador de notícias

Flamengo perde quatro meses depois no fecho do Brasileirão

TSF - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 22:42
A formação do Rio de Janeiro, já com o título mais do que arrecadado, averbou o maior desaire da época.

Luís Neto sofre fratura na grelha costal com pneumotórax e fica internado

TSF - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 22:32
O central foi assistido no relvado pela equipa médica do Sporting durante quase cinco minutos.

FC Porto empata com Belenenses SAD e fica mais longe do líder Benfica

Diário de Notícias - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 22:16

O FC Porto empatou hoje 1-1 na visita ao Belenenses SAD, em jogo da 13.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, aumentando para quatro pontos o atraso para o líder Benfica.

O médio André Santos inaugurou o marcador aos 14 minutos para os anfitriões, mas o defesa brasileiro Alex Telles igualou aos 32, de grande penalidade, minimizando os danos para os ‘dragões’, que empataram dois dos últimos três jogos disputados fora de casa na prova.

O FC Porto manteve-se no segundo lugar, agora com 32 pontos, mas ficou mais longe do Benfica, campeão nacional e líder isolado do campeonato, com 36, enquanto o Belenenses permaneceu na 12.ª posição, com 15.

Flamengo, de Jorge Jesus, perde quatro meses depois no fecho do ‘Brasileirão’

Diário de Notícias - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 21:26

O já campeão Flamengo, treinado pelo português Jorge Jesus, sofreu hoje a primeira derrota após quatro meses, na visita ao estádio do Santos, por contundente 4-0, na 38.ª e última jornada do campeonato brasileiro de futebol.

Na Vila Belmiro, a formação do Rio de Janeiro, já com o título mais do que arrecadado, averbou o maior desaire da época, construído com golos de Marinho, aos 15 minutos, do uruguaio Carlos Sánchez, aos 23 e 85, e Eduardo Sasha, aos 63.

O técnico luso, já com a ‘mira’ no Mundial de clubes, apostou no ‘onze’ mais utilizado, à exceção do lateral direito Rafinha, que foi rendido por Rodinei entre os titulares.

Esta foi quarta derrota do ‘Fla’ na prova, a segunda sob o comando de Jorge Jesus, que apenas tinha perdido no reduto do Bahia, na 13.ª jornada, em 04 de agosto, por 3-0.

Os ‘rubro-negros’ fecharam o campeonato com 90 pontos, mais 16 do que Santos e Palmeiras (ambos com 74), sendo que os santistas asseguraram o segundo posto, por terem mais uma vitória do que os palmeirenses, o primeiro critério de desempate na competição.

O Palmeiras, durante muito tempo líder do ‘Brasileirão’, terminou no último lugar do pódio, tendo vencido o Cruzeiro por 2-0, em Belo Horizonte, resultado que ditou a inédita despromoção dos mineiros - campeões brasileiros em 2003, 2013 e 2014 -- à ‘Série B’.

Apesar do fecho das competições brasileiras, o Flamengo vai ainda disputar o Mundial de clubes, no Qatar, enquanto detentor da Taça Libertadores, conquistada sob o comando de Jorge Jesus.

Os cariocas estreiam-se na prova em 17 de dezembro, diante de Al-Hilal ou Espérance de Tunis, na primeira meia-final.

Sporting de Braga faz queixa da GNR por carga sobre os seus adeptos

TSF - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 21:19
Minhotos referem que estão a recolher elementos de prova que sustentem uma queixa contra a atuação da GNR no final do jogo de sábado.

Sporting vence Moreirense e aproxima-se do Famalicão no terceiro lugar

Diário de Notícias - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 20:47

O Sporting impôs-se hoje por 1-0 na receção ao Moreirense, em jogo da 13.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, e ficou a apenas um ponto do terceiro lugar, ocupado pelo Famalicão.

O avançado brasileiro Luiz Phellype marcou o único golo do encontro, aos 70 minutos, cinco após ter substituído o espanhol Jesé, o que permitiu à equipa lisboeta voltar a vencer no campeonato, depois da derrota sofrida na ronda anterior, no estádio do Gil Vicente (3-1).

O Sporting consolidou o quarto lugar na I Liga, com 23 pontos, menos um do que o Famalicão, que sofreu no sábado a primeira derrota em casa na prova, por 3-2, imposta pelo Tondela, enquanto o Moreirense ocupa a 12.ª posição, com 14.

Surpresa no Jamor. Belenenses SAD 1-0 FC Porto (1.ª parte)

TSF - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 19:23
Dragões tentam reaproximar-se do Benfica frente ao Belenenses.

‘Funchal City Race’ juntou madeirenses e estrangeiros em prova de orientação

Diário de Notícias - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 18:56

A 2.ª edição do Funchal City Race contou com 188 participantes em dois dias de competição que decorreram na frente mar do Lido na tarde de sábado, e na parte Este do Funchal, na zona velha da cidade, na manhã de domingo. Além dos orientistas madeirenses, a prova contou com 23 participantes visitantes oriundos de cinco países estrangeiros e ainda alguns continentais.

O primeiro dia de competição na disciplina Sprint, decorreu entre o Complexo Balnear do Lido e o Jardim Panorâmico, numa área rica em detalhes urbanos e com um mapa à escala 1:2000, a exigir muita atenção e rapidez nas decisões, com a organização do Clube Aventura da Madeira a disponibilizar 10 percursos diferentes que variavam entre os 1,1km para os escalões de formação e 2,2km para o escalão Elite Masculino.

A segunda etapa do evento decorreu na baixa da cidade do Funchal, com a partida na Rua Direita e Meta na Avenida do Mar junto ao Jardim Almirante Reis. Os percursos de distância média tinham no escalão Elite Masculino a maior distância rectilínea da competição, com 5km, enquanto nos femininos foram 4,1km de orientação explorando os detalhes urbanos do Funchal, com os principais postos de controlo assinalados em monumentos, árvores especiais e detalhes de edificações. A passagem dos participantes concentrou-se na Praça do Carmo, Rua Fernão Ornelas, Mercado, escola secundária Jaime Moniz, zona velha e Jardim do Almirante Reis, existindo 11 percursos diferentes para os diversos escalões desde a formação, com idades inferiores a 10 anos, até aos escalões veteranos, com 75 ou mais anos.

Tiago Aires e Paula Rodrigues vencem escalões Elite

Os vencedores dos escalões Elite após a soma das pontuações obtidas nos dois dias de competição foram os seguintes:

Homens Elite (HE)
1.º Tiago Martins Aires (CMo Funchal) - 1952,05 pontos
2.º Fábio Pereira (CMo Funchal) 1876,92 pontos
3.º Camill Harter (OLG Ortenau) 1812,23 pontos

Damas Elite (DE)
1.º Paula Rodrigues (ACM Madeira) - 1839,62 pontos
2.º Sofia Inácio (CMo Funchal) - 1771,92 pontos
3.º Sónia Silva (GD Estreito) 1719,54 pontos

Vitória de Guimarães de Ivo Vieira sobe provisoriamente ao quarto lugar da I Liga

Diário de Notícias - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 18:38

O Vitória de Guimarães ascendeu hoje, provisoriamente, ao quarto lugar da I Liga portuguesa de futebol, ao vencer por 2-0 na receção ao Portimonense, em encontro da 13.ª jornada.

O brasileiro Leo Bonatini, logo aos dois minutos, e o inglês Marcus Edward, aos 61, selaram o triunfo dos minhotos, que acabaram com uma série de três jogos sem vencer (dois empates e uma derrota).

Na tabela, os vimaranenses são quartos, com 20 pontos, os mesmos do Sporting, quinto, que ainda recebe hoje o Moreirense, enquanto os algarvios seguem no 16.º posto, com 11.

Portugal conquista bronze coletivo nos Europeus de corta-mato

TSF - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 17:12
Os Europeus de corta-mato decorreram este domingo no Parque da Bela Vista, em Lisboa, e Portugal conquistou três medalhas de bronze, uma individual e duas por equipas.

Leões tentam reaproximar-se do Famalicão. Sporting 0-0 Moreirense (1.ª parte)

TSF - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 16:53
Sporting tenta reaproximar-se do Famalicão este domingo.

Festa de Natal do União a 15 de Dezembro na Camacha

Diário de Notícias - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 15:31

O Clube Futebol União vai realiza a sua festa de Natal no próximo domingo, 15 de Dezembro, num convívio marcado para a Academia do Clube, no Vale Paraíso, Camacha.

Depois do jogo do União frente ao Oliveirense, no Funchal, marcado para as 16 horas, o Clube pretende reunir sócios, atletas, funcionários e simpatizantes na festa unionista que arranca às 18 horas.

Morreu Rogério "Pipi", histórico jogador do Benfica

TSF - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 15:01
No currículo do futebolista cabia a primeira conquista internacional dos encarnados, a Taça Latina, conquistada em 1950, na era pré-Eusébio.

Esloveno Luka Doncic iguala recorde de Michael Jordan na NBA

TSF - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 14:21
Na vitória dos Dallas Mavericks sobre os New Orleans Pelicans (130-84), Doncic registou 28 pontos, nove ressaltos e seis assistências.

Livro sobre Jorge Jesus pretende mostrar que sucesso no Brasil não é por acaso

Diário de Notícias - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 12:25

O livro “Mister Jesus, 30 anos de uma carreira ímpar” pretende mostrar que o sucesso do treinador português de futebol no Brasil e na América do Sul se deve à sua preparação, segundo o autor, Rui Pedro Braz.

“Este livro pretende mostrar que o sucesso de Jorge Jesus no Brasil, mas também em Portugal, não foi por acaso, por trás do sucesso há uma lógica, uma razão de ser, e dou como exemplo o número de jogadores brasileiros que trabalharam com Jorge Jesus”, explicou à agência Lusa o comentador televisivo.

Apesar de reconhecer que “falta pouco por saber sobre Jorge Jesus”, dada a “forma aberta como fala em conferências de imprensa e entrevistas”, Rui Pedro Braz realçou a necessidade de “reunir esta informação de forma organizada temporalmente”.

“É conhecido o interesse de Jorge Jesus pelo futebol brasileiro, nomeadamente para identificar jogadores, mas o facto de ter trabalhado, nos clubes de primeiro escalão, em Portugal e na Arábia Saudita, com 108 brasileiros, de vários estatutos, desde internacionais a estreantes na Europa, permitiu-lhe ter conhecimento do futebol brasileiro, mas também da forma de trabalhar dos brasileiros, levando a que a sua mensagem passe mais rápido”, referiu.

Jorge Jesus, de 65 anos, conquistou a Taça Libertadores e o ‘Brasileirão’, depois de ter assumido o comando técnico do Flamengo, em julho último, muito por causa da experiência entre os ‘grandes’ de Portugal e da Europa.

“Os treinadores europeus têm dificuldades com o calendário no Brasil, um país continente, com muitos jogos, muitas deslocações, e o Jorge Jesus, na última década, disputou 124 jogos europeus, além das competições nacionais, pelo que já está mais do que habituado a esta exigência”, prosseguiu.

Perante isso, o autor do livro considera que o sucesso do treinador natural da Amadora “não estava ao alcance de nenhum outro treinador português e dificilmente de um europeu”.

“O livro pode ser encarado como uma biografia, por contemplar a infância e a adolescência de Jorge Jesus, a carreira de jogador e a de treinador. Não foi adjunto, porque foi convidado para treinar o Amora ainda com as chuteiras calçadas no Almancilense”, sublinhou Rui Pedro Braz.

Nas 272 páginas da obra, prefaciada pelo antigo guarda-redes de Benfica e Flamengo Júlio César, o autor destaca vários episódios, nomeadamente já na América do Sul, ao ocorrido em Felgueiras, onde um adepto apontou uma arma ao treinador, à invasão da Academia do Sporting, à morte do avô do treinador numa final da Taça de Portugal e à passagem do pai pelo Sporting.

“Mister Jesus, 30 anos de uma carreira ímpar” vai ser colocado à venda em Portugal na sexta-feira, depois de ser apresentado no Brasil, na terça-feira, às 14:00 locais (17:00 em Lisboa), no Consulado de Portugal no Rio de Janeiro, com a presença do treinador do Flamengo.

Matraquilhos portugueses a trabalhar por mais reconhecimento e sonho olímpico

TSF - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 11:31
Perto de 400 atletas são federados em Portugal, com várias associações distritais e clubes espalhados um pouco por todo o país, com a federação portuguesa a reformular o modelo competitivo, até há uns anos entregues às distritais, para centralizar esse esforço.

"Sucesso de Jesus no Brasil e em Portugal não foi acaso. Por trás há uma lógica"

TSF - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 11:17
Jorge Jesus, de 65 anos, conquistou a Taça Libertadores e o Brasileirão, depois de ter assumido o comando técnico do Flamengo, em julho último, muito por causa da experiência entre os grandes de Portugal e da Europa.

Matraquilhos portugueses a trabalhar por mais reconhecimento e sonho olímpico

Diário de Notícias - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 09:42

A ambição da Federação Internacional de Matraquilhos de elevar o desporto a modalidade olímpica acalenta um esforço de reconhecimento em Portugal, onde os jogadores pedem mais apoio e regularidade competitiva para chegar mais longe.

A Junta de Freguesia de Seroa, no concelho de Paços de Ferreira, distrito do Porto, foi este fim de semana palco de um de dois eventos internacionais da modalidade em solo português, do ‘ProTour’ da Federação Internacional de Matraquilhos e Futebol de Mesa (ITSF, na sigla em inglês).

Entre as várias mesas, que exibiam o ‘slogan’ “velho jogo, novo desporto”, vários jogadores disputaram o torneio que pontuava “tanto para o ‘ranking’ nacional como o internacional”, explicou à Lusa Ricardo Vieira.

Vieira é vice-presidente da Federação Portuguesa de Matraquilhos e Futebol de Mesa (FPMFM), sediada em Valongo, e presidente da Associação de Matraquilhos do Porto, além de integrar a comissão europeia da ITSF, e destacou a escolha de Seroa como uma de proximidade com “um núcleo de bons jogadores” naquela zona do país.

Ao todo, conta, cerca de 400 atletas são federados em Portugal, com várias associações distritais e clubes espalhados um pouco por todo o país, com a FPMFM a reformular o modelo competitivo, até há uns anos entregues às distritais, para centralizar esse esforço.

“A partir de 2020, queremos mudar esse paradigma, porque a federação, na sequência do que quer a federação internacional, quer reconhecer a modalidade como desporto. É preciso uma envolvência de jogadores, clubes e associações, porque é uma modalidade pequena, ainda conotada como sendo de café, mesmo tendo já eventos de grande qualidade”, conta.

Dos apoios a mais envolvimento dos jogadores ao fim do “estigma de ser uma modalidade amadora e de café”, o plano de trabalho está traçado e, nos próximos quatro anos, o objetivo federativo é assumido: “atingir os critérios necessários” para serem reconhecidos como instituição de utilidade pública desportiva.

A viver o ‘ano zero’, diz Ricardo Vieira, os principais caminhos serão o da formação, através de um projeto em escolas que arranca em 2020, com o nome “Uma Escola, Uma Mesa Oficial”, além do aumento do número de clubes e de competições homologadas.

O reconhecimento da modalidade, que a federação já anunciou como objetivo em comunicado, está alinhado com as pretensões da ITSF de reconhecer os matraquilhos como desporto olímpico, nomeadamente tornando-se “um evento de teste” nas provas a partir de 2024.

É “um projeto de médio prazo”, explica Ricardo Vieira, e precisa de cerca de 40 países que vejam o futebol de mesa como desporto, para chegar ao nível “do ténis de mesa ou dos bilhares, que estão noutros patamares”, e ver também valorizadas as “condições sociais, educacionais e até de inclusão”.

“A modalidade foi criada como um simulador de futebol para quem não podia praticá-lo. [...] Em Portugal, já organizámos um campeonato nacional em cadeira de rodas. Há um caminho longo e duro”, lembra.

Ao longo dos anos, e além da capacidade organizativa que o dirigente federativo vê num país que, em termos desportivos, estará “no ‘top’ 16” mundial, atletas portugueses foram somando medalhas, surgindo na mente de todos um título de campeões do mundo, momento em que o futebol de mesa se juntaria ao futebol e futsal, com seleções campeãs europeias, e ao futebol de praia, recentemente coroados campeões do mundo.

Uma das ‘estrelas’ dos matraquilhos portugueses, também chamados de ‘matrecos’ ou de futebol de mesa, é Fábio Carneiro, um estudante de 19 anos natural de Paços de Ferreira.

Tricampeão nacional de juniores, este ano foi segundo no campeonato de equipas absoluto e teve o ponto alto da carreira no Mundial: foi terceiro e trouxe para casa uma medalha de bronze.

Tudo começou, conta Fábio, com a irmã, Sandra, ela mesma uma antiga campeã nacional. “Vinha ver. Comecei a jogar e a evoluir e tenho ganho algumas coisas. Para mim isto é um desporto, gosto de jogar e gera convívio, nós somos todos amigos”, conta à Lusa.

O sonho olímpico também ‘brilha’ nas ambições do jovem atleta, que para já quer ser campeão nacional e poder jogar bem para “ser convocado para a seleção”, mas reconhece que seria “uma experiência incrível”.

Apesar de tudo, vê o nível “a baixar, com menos equipas e condições”, o que o leva a pedir “mais adesão de equipas para poder subir o nível do desporto”, embora Filipe Carvalho, de 35 anos, não concorde com a falta de crescimento.

Para o campeão nacional de duplas, que começou a praticar “nas pausas do trabalho”, há evolução sobretudo nos resultados que a seleção portuguesa tem conseguido no estrangeiro, e aponta para a diferença no tipo de mesas utilizadas, bem como na falta de ritmo competitivo e de treino em comparação com outros países.

A trabalhar numa empresa de assistência técnica, Carvalho já esteve para participar em provas internacionais, mas o trabalho falou mais alto, e por isso gostaria que o desporto fosse reconhecido, tanto para facilitar as viagens como para chegar a um ponto, “que não é fácil, de uma pessoa poder viver disto”.

Ainda assim, acalenta o sonho de poder disputar o próximo mundial, enquanto campeão nacional, numa fase em que já nota uma evolução mais estável e prolongada, por oposição a um ‘salto’ no início.

“Há sempre uma finta nova ou uma tática, porque também se usa a tática, como acelerar ou pausar o jogo”, explica.

FC Porto tenta reaproximar-se do Benfica, Sporting do Famalicão

Diário de Notícias - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 09:32

O FC Porto procura hoje recolocar-se a dois pontos de distância do Benfica, líder isolado da I Liga portuguesa de futebol, necessitando para isso de vencer no estádio do Belenenses SAD, em jogo da 13.ª jornada da prova.

Na sexta-feira, o campeão nacional deu o ‘pontapé de saída’ na ronda com um triunfo robusto no estádio do Boavista, por 4-1, com dois golos do avançado brasileiro Carlos Vinicius, melhor marcador do campeonato, com 10 remates certeiros.

O Benfica consolidou o comando da I Liga, passando a dispor de cinco pontos de vantagem sobre o FC Porto, mas o rival pode responder já hoje na visita ao Belenenses SAD, 13.º classificado, que até tem mais derrotas do que vitórias em casa (2-3).

Derrotado na jornada anterior no recinto do Gil Vicente, por 3-1, o Sporting, quarto posicionado, tenta regressar aos triunfos na receção ao Moreirense (11.º) e aproximar-se do Famalicão, surpreendente terceiro, que foi batido no sábado em casa pelo Tondela, por 3-2.

O Vitória de Guimarães (oitavo) recebe o Portimonense (16.º), na expectativa de quebrar a série de três jogos sem ganhar na competição e ultrapassar Boavista, Tondela e Sporting de Braga, derrotado no sábado por 1-0, no estádio do lanterna-vermelha Desportivo das Aves.

O Paços de Ferreira recebe o Vitória de Setúbal num confronto entre dois clubes que têm como objetivo a permanência no principal escalão do futebol português, para o qual os anfitriões estão em posição mais fragilizada, no penúltimo lugar, em plena zona de despromoção.

Resultados e programa da 13.ª jornada:

- Sexta-feira, 06 dez:

Boavista -- Benfica, 1-4

- Sábado, 07 dez:

Marítimo - Santa Clara, 2-2

Famalicão -- Tondela, 2-3

Desportivo das Aves - Sporting de Braga, 1-0

- Domingo, 08 dez:

Vitória de Guimarães -- Portimonense, 15:00

Paços de Ferreira - Vitória de Setúbal, 15:00

Sporting -- Moreirense, 17:30

Belenenses SAD - FC Porto, 20:00

- Segunda-feira, 09 dez:

Rio Ave - Gil Vicente, 20:15

United vence dérbi de Manchester e deixa City a 14 pontos do líder Liverpool

Diário de Notícias - Desporto - Dom, 08/12/2019 - 00:25

O Manchester United venceu hoje por 2-1 o dérbi no estádio do City, em jogo da 16.ª jornada da liga inglesa de futebol, deixando os ‘citizens’ ainda mais longe do líder Liverpool e da revalidação do título.

Os ‘red devils’ conseguiram uma vantagem importante em apenas dois minutos, por intermédio de Marcus Rashford, que converteu uma grande penalidade, a castigar falta do internacional português Bernardo Silva, aos 27, e do francês Anthony Martial, aos 29.

No segundo tempo, o central argentino Nicolás Otamendi relançou a esperança dos bicampeões ingleses, aos 85 minutos, mas, apesar da pressão final do City, o United conseguiu segurar a vantagem e conquistar o triunfo na casa do rival.

O Manchester United é quinto colocado, com 24 pontos, enquanto o Manchester City mantém-se no terceiro posto, com 32. Os ‘citizens’ estão agora à distância de 14 pontos do líder Liverpool (46), além de poderem ficar a seis do ‘vice’ Leicester, caso os ‘foxes’ vençam o Aston Villa, no domingo.

O Liverpool continua imparável no topo da classificação e somou a sétima vitória consecutiva na ‘Premier League’, na visita ao terreno do Bournemouth, por 3-0, com tentos de Alex Oxlade-Chamberlain, aos 35 minutos, Naby Keita, aos 44, e Mohamed Salah, aos 54.

O Tottenham, treinado por José Mourinho, goleou por 5-0 na receção ao Burnley, no quinto jogo sob o comando do técnico português, o quarto para a ‘Premier League’.

Os ‘spurs’ responderam bem ao desaire em Old Trafford (2-1), a meio da semana, e construíram o volumoso resultado com golos de Harry Kane, aos quatro e 54 minutos, do brasileiro Lucas Moura, aos nove, do sul-coreano Son, aos 32, e do francês Moussa Sissoko, aos 74.

O Tottenham é sexto classificado, com 23 pontos, menos um do que o United e menos seis do que o quarto colocado Chelsea, que perdeu por 3-1 diante do Everton, no primeiro jogo após a saída de Marco Silva do comando dos ‘toffees’.

O Everton, orientado de forma interina pelo escocês Duncan Ferguson, chegou ao triunfo com um tento do brasileiro Richarlison, aos cinco minutos, e um ‘bis’ de Dominic Calvert-Lewin, aos 49 e 84. Pelo meio, o croata Mateo Kovacic ainda relançou a esperança dos ‘blues’, aos 52 minutos.

No outro encontro do dia, o Crystal Palace não saiu de um ‘nulo’ (0-0) no reduto do lanterna-vermelha Watford.

Páginas