Agregador de notícias

A Reta Final do Mundial de Ralis 2018

Fair Play - Sáb, 20/10/2018 - 21:15

Até ao momento, Thierry Neuville, Sébastien Ogier e Ott Tänak disputam intensamente o trono da classificação individual de pilotos, prometendo lutar na Catalunha e na Austrália por um lugar na história da competição, especialmente o piloto belga da Hyundai e o piloto estónio da Toyota que nunca se sagraram campeões na principal competição de ralis. Sébastien Ogier, pentacampeão e atual detentor do título, venceu com alguma fortuna a última prova disputada no País de Gales e voltou a sonhar com a revalidação do trono. Após 3 vitórias consecutivas na Finlândia, Alemanha e Turquia, Ott Tänak liderava também o rali britânico mas um problema mecânico atirou o homem da Toyota para fora da prova, impossibilitando a reaproximação de Tänak na tabela classificativa ao duo francófono. Depois de um fim de semana discreto em que terminou no 5º lugar, Thierry Neuville tem agora apenas 7 pontos de vantagem em relação a Sébastien Ogier. Já Tänak terá que arriscar tudo nas duas últimas provas pois está a 21 pontos de distância do líder da competição.

Tanto no Rali da Catalunha como no Rali da Austrália o principal favorito será Sébastien Ogier. Nos últimos 5 anos, o piloto francês venceu 3 vezes na Catalunha (2013, 2014 e 2016) e 3 vezes na Austrália (2013, 2014 e 2015), enquanto Thierry Neuville somente venceu na Austrália em 2017. Tudo somado, Ogier aponta ao hexacampeonato, Neuville terá que lutar ferozmente pela manutenção da liderança, enquanto Tänak é o outsider e aquele que menos tem a perder, como tal, não irá de todo ser uma surpresa se virmos o estónio dar espetáculo nestes dois últimos ralis.

Sébastien Ogier, o principal favorito a conquistar o título | Fonte: Autosport

Menos equilibradas parecem estar as contas do mundial de construtores. A favorita Hyundai tem padecido com a regularidade modesta de Andreas Mikkelsen pois em 11 provas, o piloto norueguês terminou sem graves problemas 8, contudo, somente na Suécia o nórdico subiu ao pódio (3º lugar). Para piorar a situação, os pilotos mais experientes Dani Sordo e Hayden Paddon têm participado pontualmente no Mundial de Ralis, o que lhes retira algum ritmo competitivo. Já a M-Sport vive muito daquilo que Sébastien Ogier consegue extrair do Ford Fiesta WRC, uma vez que Teemu Suninen e Elfyn Evans têm tido imensas dificuldades em potenciar o rendimento do carro americano. A maior deceção é sem grande margem para dúvidas a formação da Citroën que, além de não ter um C3 WRC competitivo, sofre com a falta de um piloto principal de craveira. O piloto da Citroën com mais pontos encontra-se no 8º posto da tabela classificativa, Craig Breen, um resultado muitíssimo medíocre para o construtor com mais vitórias na história do Mundial de Ralis. Por último, uma palavra em especial para a equipa liderada por Tommi Mäkinen, a Toyota. O regresso do construtor nipónico à competição não podia estar a ser mais regular e positivo. Após um ano de adaptação, 2018 tem sido uma temporada de consolidação e crescimento, sobretudo devido à qualidade e regularidade que Ott Tänak proporcionou à Toyota.

Até ao momento, o fabricante japonês lidera o mundial de construtores com 20 pontos de vantagem sobre a Hyundai e 44 sobre a M-Sport. Fruto de uma tripla de pilotos de altíssimo nível, Tänak-Latvala-Lappi, a Toyota parte em vantagem e confortável para as duas últimas provas e, mantendo a cadência exibida nos últimos 3 meses, dificilmente o construtor da província de Aichi não conquistará o seu quarto título coletivo.

Tommi Mäkinen, o finlandês que lidera a Toyota | Fonte: Yle

The post A Reta Final do Mundial de Ralis 2018 appeared first on Fair Play.

Marcelo, Carlos Mané e Castaignos titulares frente ao Loures

TSF - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 21:15
Leões estreiam-se esta noite na Taça de Portugal frente ao GS Loures. Siga a emissão especial da TSF

Ronaldo bateu novo recorde ao assinalar 400.º golo em ligas europeias

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 21:09

Cristiano Ronaldo continua a facturar depois de uma seca anormal no início da temporada, isto tendo em conta que o ‘astro’ madeirense é um jogador que está habituado a ultrapassar a fasquia dos 30 golos por época. Desta feita, CR7 continua também a facturar na sua lista pessoal de recordes: é o primeiro jogador da história do futebol a conseguir chegar à marca dos 400 golos nas cinco principais ligas europeias, mesmo sem ter jogado no campeonato francês e alemão.

Recapitulando, o capitão da selecção portuguesa de futebol apontou 84 na Liga Inglesa, ao serviço do Manchester United, 311 na Liga Espanhola, pelo Real Madrid, e agora cinco na Serie A, onde nesta altura está a quatro golos do líder de marcadores, o polaco Piatek (9), e a um do segundo, Insigne (6).

Ainda neste registo dos melhores marcadores das principais ligas europeias, Messi está em segundo com 388 golos, seguindo-se jogadores que já abandonaram os relvados. Jimmy Greaves (366), Gerd Muller (365) e Steve Bloomer (317).

4 jogadores que queremos ver nos Internacionais de Inverno 2019

Fair Play - Sáb, 20/10/2018 - 21:09

Agosto e Setembro foram meses marcados pelas despedidas de vários jogadores, ou melhor dizendo, lendas, abrindo um vazio na comunidade da oval. Contudo, o final de 2018 vai marcar o regresso de várias “estrelas” às suas selecções nacionais depois de vários jogos, meses e até anos afastados das mesmas.

De Inglaterra à Nova Zelândia fica a saber quem são os 4 retornados que podem fazer a diferença já em Novembro!

MANU TUILAGI (INGLATERRA)

A maldição Tuilagi pelos vistos mudou de nome e passou a ser maldição Vunipola, pois se o centro regressa às convocatórias de Eddie Jones o nº8 dos Saracens volta a ficar de fora por lesão. Manu Tuilagi foi durante largos anos considerado um dos melhores na sua posição, um centro letal no contacto, com um poder de propulsão e explosão que poucos ou nenhuns têm.

Depois de muitas maleitas, pequenas e graves lesões, o centro nascido na Samoa (mas que se mudou para Inglaterra com só 12 anos) voltou ao seu melhor no início desta época e tem sido decisivo nos “seus” Leicester Tigers não só com ensaios, mas sobretudo pela forma como garante uma defesa coesa e também pela agilidade de movimentos no ataque. Com 27 anos nas pernas, Tuilagi só representou a selecção da Rosa por 26 ocasiões, fruto das tais ausências forçadas, mas sempre que jogou fez questão de dizer “presente”.

Nessas 26 aparições pela formação inglesa foi autor de 11 ensaios, um registo notável para Tuilagi e que pode fazer a diferença num grupo que precisa decisivamente de um atleta diferente no par de centros depois de Ben Te’o, Jonathan Joseph e Luther Burrell não terem conseguido agarrar o lugar.

Poderá actuar ao lado de Owen Farrell, naquilo que deverá ser uma parelha de elevada categoria e que apresenta créditos na força de explosão, intensidade física, entrega na placagem e de alto potencial de quebra-de-linha.

É o regresso pelo qual todos esperavam… será que vai dar outra vida ao grupo comandado por Eddie Jones?

DANE COLES (NOVA ZELÂNDIA)

Depois de um ano praticamente de fora por lesão, no qual foi operado e em que se temeu pelo pior, Dane Coles está de regresso aos All Blacks e deverá fazer o seu retorno em pelo menos um dos test matches de 2018.

Foi complicado para os fãs neozelandeses ver um dos melhores talonadores de sempre perto do “adeus”, depois de uma série de concussões que não passavam, um joelho completamente destruído e até de um problema estranho a nível das costelas que pareciam estar a querer enviar uma mensagem subliminar a Coles.

Felizmente, tudo passou e Coles já jogou na Mitre10 (competição nacional neozelandesa de clubes), dando excelentes sinais do seu retorno à competição. Em relação aos All Blacks, Dane Coles foi bem substituído por Codie Taylor, apesar do nº2 dos Crusaders não ter o mesmo jeito para o manuseamento da oval ou para descobrir “buracos” em comparação com Coles.

É um atleta único pela capacidade de resposta no momento em que tem a bola nas mãos, operando bem como um 3/4’s, somando a isso a força e capacidade de choque de um avançado de ponta. Com Dane Coles em campo a movimentação dos All Blacks torna-se bem mais veloz, denotando-se um dinamismo constante e uma procura incessante por criar constantes dificuldades aos seus adversários.

Igual a Tuilagi, é o regresso que muitos anseiam por, resistindo a questão: conseguirá Dane Coles voltar ao seu melhor?

CHRIS ASHTON (INGLATERRA)

Regresso do Bad Boy à selecção inglesa depois de alguns anos afastado devido a suspensões e outras razões extra-rugby que prejudicaram a carreira internacional do ponta. Chris Ashton aparece em velocidade máxima para tentar não só jogar, como assumir o lugar de titular na Rosa e essa introdução no XV de Eddie Jones pode fazer total diferença. Porquê?

Ashton é um ponta completo, até no que toca à placagem, dotado de um pico de velocidade bem trabalhado, impossibilitando que a defesa o consiga apanhar depois de bem lançado. Com um sidestep bem complicado de ler, o ponta dos Sale Sharks (depois de um ano de sucesso a nível individual no RC Toulon, no qual foi o melhor marcador) é bem diferente de Jonny May, Elliot Daly ou Jack Nowell, com outro tipo de agressividade que muitas vezes garante-lhe uma vitória no 1 para 1 ou na recuperação da oval em pleno ar.

Ashton tem uma personalidade por vezes demasiado competitiva ou irascível, suscitando certas situações complicadas que terminam em cartões amarelos ou em erros defensivos complicados tanto a nível individual como colectivo. Todavia, é o melhor momento para voltar a dar uma oportunidade a um dos pontas com melhor rácio de ensaio/jogo (1 ensaio a cada 2 jogos) na selecção inglesa.

Conseguirá Chris Ashton mostrar que cresceu e que está pronto para ganhar um lugar a 1 ano do Mundial de Rugby?

LOUIS PICAMOLES (FRANÇA)

A introdução de Picamoles nesta lista não é de todo “correcta” uma vez que o nº8 francês actuou 22 minutos na derrota da França em Murrayfield, ante a Escócia nas Seis Nações. De lá para cá, o possante avançado nunca mais foi convocado nem para os restantes jogos das Seis Nações ou para a tour na Nova Zelândia.

Estranhou-se este afastamento de Picamoles dos Les Bleus, até pela suprema qualidade que o 3ª linha detém mas a “justiça” foi reposta com o retorno para estes internacionais de Inverno.

O atleta do Montpellier traz toda uma mobilidade única a partir da 3ª linha, como uma dureza no contacto difícil de “aceitar”, empurrando para trás adversários com alguma facilidade. É o típico 8 do Hemisfério Norte que placa com excelência, desafia cada breakdown como se fosse o último, atira-se aos rucks com volatilidade e não vira a cara à luta constante.

Como dissemos, Picamoles é um 8 europeu clássico, que ainda detém detalhes no handling especiais que fazem a diferença no contacto, equiparando-se no seu melhor a Kieran Read. Jacques Brunel não conseguiu recusar a introdução do 8 nestes jogos de Novembro e a dúvida que resta é se vai ou não assumir a titularidade.

Fará Louis Picamoles diferença nos Les Bleus?

The post 4 jogadores que queremos ver nos Internacionais de Inverno 2019 appeared first on Fair Play.

Ronaldo marcou e bateu mais um record, mas a Juventus cedeu o primeiro empate

TSF - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 20:22
A vecchia signora empatou a uma bola com o Genoa.

What A Diving Practice Is Really Like

Swimming World - Sáb, 20/10/2018 - 20:00

The post What A Diving Practice Is Really Like appeared first on Swimming World News.

By Erin Keaveny, Swimming World Contributor. Have you ever wondered what a diving practice is like? Diving is a sport that many people watch and assume practice is all about jumping

The post What A Diving Practice Is Really Like appeared first on Swimming World News.

Categorias: Natação Mundial

Estas cavaleiras só param quando chegarem a Tóquio 2020

TSF - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 19:51
A Academia Equestre João Cardiga está a preparar uma equipa de atletas com e sem deficiência com o objetivo de representarem Portugal nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Vitória SC marca sete golos e deixa Valenciano fora da Taça de Portugal

TSF - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 19:47
Davidson, Boyd, Guedes, Mattheus, Estupiñán por duas vezes e João Afonso foram os marcadores dos golos.

Amora quase causou um "amargo de boca" ao Belenenses

TSF - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 19:36
Jogo só foi resolvido no prolongamento, depois de um empate a três no final do tempo regulamentar.

Sergio Ramos garante total apoio do balneário do Real Madrid a Julen Lopetegui

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 19:31

O futebolista do Real Madrid Sergio Ramos garantiu hoje que o treinador Julen Lopetegui “tem total apoio do plantel” e considerou uma “loucura” em despedimento, após a derrota frente ao Levante, na nona jornada da Liga espanhola.

“As mudanças de treinador nunca são boas. É muito fácil falar quando as coisas não saem bem. Julen tem o apoio de todo o plantel e é preciso que todos juntos consigamos dar a volta”, disse o capitão dos ‘merengues’, reafirmando que seria uma loucura despedir o técnico, tal como já tinha dito há 15 dias, após a derrota com o Alavés.

No final do jogo de hoje no Santiago Bernabéu, que aumentou para quatro o número de jogos sem vencer para a Liga espanhola, o presidente Florentino Pérez foi ao balneário, mas Sérgio Ramos nada revelou sobre esse encontro, considerando que seria “muito indiscreto” fazê-lo.

O brasileiro Marcelo, vice-capitão dos ‘merengues’, também garantiu o apoio dos jogadores a Lopetegui: “Estamos com o ‘mister’ até à morte. Fala connosco de uma forma clara, trata-nos de uma forma impecável, parece-me injusto criticá-lo no início da temporada, como se fez com Benitez”.

O defesa internacional brasileiro, que não poupou críticas à imprensa, afirmou que os jogadores do Real Madrid estão, como sempre, preocupados e a jogar sob pressão: “Estamos sempre pressionados, gostamos disso, e quando os jogos não saem como queremos, é preciso dar a cara todos os dias. Não temos medo”.

Lucas Vázquez, titular na derrota de hoje frente ao Levante, por 2-1, também mostrou confiança no antigo técnico do FC Porto, que assumiu o comando do Real Madrid no início da temporada, depois de uma saída atribulada da seleção espanhola a dias da estreia no Mundial2018.

“Confiamos em Lopetegui desde o minuto um até ao final. Os jogadores não são ninguém para opinar sobre a continuidade do treinador, estamos com ele até à morte”, afirmou.

O Real Madrid, atual quinto classificado do campeonato, visita na próxima jornada o FC Barcelona, campeão em título.

Antes, na terça-feira, os ‘merengues’ recebem os checos do Plzen, em jogo do grupo G da Liga dos Campeões, competição na qual somam uma derrota e uma vitória.

Drury Women’s Swimming and Diving Takes Down Crosstown Rival Missouri State

Swimming World - Sáb, 20/10/2018 - 19:29

The post Drury Women’s Swimming and Diving Takes Down Crosstown Rival Missouri State appeared first on Swimming World News.

SPRINGFIELD, Mo.- The Drury women’s swimming & diving team won their dual at Missouri State 128-113 while the Drury men’s squad lost to the Bears 146-91 at the Hammons Student

The post Drury Women’s Swimming and Diving Takes Down Crosstown Rival Missouri State appeared first on Swimming World News.

Categorias: Natação Mundial

Belenenses apanhou susto na Amora mas segue em frente na Taça de Portugal

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 19:29

O Belenenses venceu hoje o Amora por 4-2, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, que foi decidido no prolongamento e em que os ‘azuis’ estiveram em desvantagem por duas vezes.

O Amora, da série D do Campeonato de Portugal, colocou-se em vantagem logo aos 14 minutos, por Duque, e ampliou aos 24, por Fidalgo.

Na segunda parte, o Belenenses, da I Liga, chegou ao empate com golos de Eduardo (69) e Dramé (72), mas o Amora recolocou-se em vantagem por Diogo Tavares (83). Já para lá dos 90, Licá fez o 3-3 com que terminou o tempo regulamentar e levou o jogo para prolongamento, quando Keita (103) assegurou a presença dos ‘azuis’ na quarta ronda.

Perante a apatia do Belenenses, o Amora chegou ao 2-0, com os golos de Duque e Fidalgo, em ambos os casos na sequência de lances de bola parada.

O Belenenses surgiu melhor na segunda parte, conquistando uma grande penalidade, mas Keita, na conversão, permitiu a defesa do guarda-redes Marreiros.

Aos 69, nova oportunidade para o Belenenses, com nova grande penalidade, a castigar uma falta de Geraldo, que Eduardo converteu.

Três minutos depois, Dramé, que tinha sido aposta de Silas, empatou a partida, um resultado que durou pouco, uma vez que os anfitriões voltaram à vantagem, agora por Diogo Tavares, também na marcação de um castigo máximo.

Já se fazia a festa na Amora, mas Licá voltou a dar vida ao Belenenses já no tempo de compensação. Desmarcado por Matija, o avançado não perdoou e fez o empate 3-3, levando o jogo para prolongamento.

No tempo extra, já com muitos jogadores a evidenciarem dificuldades físicas, o jogo ficou partido e o Belenenses acabou por superiorizar-se à passagem do minuto 103, num lance de contra-ataque em que o guineense Keita finalizou após cruzamento de Diogo Viana.

Queda na Cova vale saída da Taça de Portugal ao Portimonense

TSF - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 19:19
Algarvios perderam em Almada por 2-1.

Top Sports Psychology Questions Answered

Swimming World - Sáb, 20/10/2018 - 19:00

The post Top Sports Psychology Questions Answered appeared first on Swimming World News.

By Maggie Lasto, Swimming World College Intern. Have you ever experienced the pre-race jitters or the meet-day butterflies that make your stomach feel uneasy? What about the, “I just want

The post Top Sports Psychology Questions Answered appeared first on Swimming World News.

Categorias: Natação Mundial

Golo de Cristiano Ronaldo não evita primeiro desaire da Juventus

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 18:52

A Juventus perdeu esta tarde os seus primeiros pontos para o campeonato, ao consentir um empate (1-1), no seu reduto, frente ao Génova.

A partida até começou bem para a Vecchia Signora, com Cristiano Ronaldo a apontar o seu quinto golo na competição, à passagem do minuto 16, quando encostou uma bola para o fundo das redes, no segundo poste, após defesa incompleta de Radu.

No segundo tempo o Génova empatou por intermédio de Daniel Bessa, ao minuto 67, fazendo com que os pupilos de Allegri perdessem a oportunidade de cimentar a liderança na Serie A.

Com este empate, a Juventus lidera com 25 pontos, mais sete que o segundo classificado, o Nápoles, que tem menos um jogo. Já o Génova sobe até ao 10.º posto com 13 pontos.

Gerard Dunn Aiming for 50-Year-Old Diving Record in Dublin

Swimming World - Sáb, 20/10/2018 - 16:42

The post Gerard Dunn Aiming for 50-Year-Old Diving Record in Dublin appeared first on Swimming World News.

DUBLIN, Ireland- American diver Gerard Dunn will compete in the 2018 Irish Open Diving Championships taking place October 26-28 in Dublin. The 58-year old Chairman of US Masters Diving and

The post Gerard Dunn Aiming for 50-Year-Old Diving Record in Dublin appeared first on Swimming World News.

Categorias: Natação Mundial

Mourinho tenta agredir adjunto do Chelsea após ser provocado

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 15:21

O Manchester United esteve em vantagem frente ao Chelsea até muito perto do final da partida, mas aos 90 minutos o Chelsea conseguiu o golo do empate.

No entanto, o jogo ficou ainda marcado por um episódio que envolveu Mourinho. O treinador português teve de ser agarrado para não agredir o adjunto do Chelsea que terá provocado José Mourinho após o empate da partida.

Real Madrid supera pior série sem marcar golos na história do clube

TSF - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 15:14
Este é um recorde negativo em toda a história do clube.

Chelsea empata na receção ao Manchester United no último minuto

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 14:52

Um golo do suplente Barkley, aos 90+6 minutos, deu hoje ao Chelsea o empate 2-2 na recepção ao Manchester United, de José Mourinho, em jogo da nona jornada da Liga inglesa de futebol.

Os londrinos começaram melhor a partida e chegaram à vantagem aos 21 minutos, com um golo do alemão Rudiger, aproveitando uma falha de marcação do francês Pogba, na sequência de um canto.

Na segunda parte, o francês Martial encetou a reviravolta a favor dos ‘red devils’, com tentos aos 55 e 73, mas, já nos descontos, o suplente Ross Barkley igualou a partida.

Durante os festejos, um elemento da equipa técnica do Chelsea celebrou junto ao banco do Manchester United, levando a que Mourinho o procurasse no túnel de acesso aos balneários de Stamford Bridge.

Com este empate, o Chelsea isolou-se provisoriamente na liderança do campeonato, ainda sem derrotas e com 21 pontos, mais um do que Manchester City e Liverpool, que têm menos um jogo.

O Manchester United somou o segundo empate na competição e ocupa o oitavo lugar, com 14 pontos.

Real Madrid perde com Levante e soma quatro jogos sem vencer no campeonato

Diário de Notícias - Desporto - Sáb, 20/10/2018 - 14:27

O Real Madrid perdeu hoje na receção ao Levante, por 2-1, em jogo da nona jornada da Liga espanhola de futebol, competição na qual não vence há quatro jogos e soma duas derrotas consecutivas.

Jose Luis Morales, aos seis minutos, e Roger, aos 13, na conversão de uma grande penalidade, deram vantagem ao Levante, enquanto Marcelo, aos 72, reduziu para os ‘merengues’, sem conseguir evitar novo desaire.

O tento do brasileiro também não evitou que o clube madridista superasse o anterior recorde negativo do clube sem marcar golos, que era de 464 minutos e remontava a 1984/85, fixando-o agora em 481 minutos.

O Real Madrid sofreu a primeira derrota em casa no campeonato e o quinto jogo sem vencer em todas as competições, depois dos desaires nos terrenos de Sevilha (3-0) e Alavés (1-0), do empate caseiro frente ao Atlético de Madrid (0-0) e da derrota na visita ao CSKA Moscovo (1-0), este para a Liga dos Campeões.

A formação comandada por Julen Lopetegui, que já treinou o FC Porto, ocupa o quinto lugar, com 14 pontos, menos três do que o Alavés, que lidera provisoriamente.

O Levante, que subiu provisoriamente ao sétimo lugar, com 13 pontos, conseguiu o seu segundo triunfo no Santiago Bernabéu, depois da vitória alcançada em 2007.

No próximo domingo, o Real Madrid visita o FC Barcelona, em jogo da 10.ª jornada do campeonato.

Páginas