Natação Nacional

21 Nadadores vão competir na 45ª Edição Maratón Acuática Internacional Santa Fe – Corond

Chlorus - Sex, 01/02/2019 - 18:25

A edição de 2019 da Maratona Aquática Internacional Santa Fe – Coronda, vai contar com a presença de 21 nadadores (13 homens e 8 mulheres), num total de 6 países (Argentina, Brasil, Equador, Italia, Macedonia e Venezuela) representados, e que vão desafiar os 57km, que unem a cidade de Santa Fé e de Coronda.

A lista oficial dos nadadores, e respetiva numeração, é a seguinte:

#1. Barbara Pozzonbon (ITA)

#2. Pilar Geijo (ARG)

#3. Rita Vanesa Garcia (ARG)

#4. Romina Soledad Imwinkelried (ARG)

#5. Erika Abigail Yenssen (ARG)

#6. Daira Eluney Marin (ARG)

#7. Martina Oriozabala Frettes (ARG)

#8. Vicenia Navarro (VEN)

#13. Edoardo Stochino (ITA)

#14. Simone Ercoli (ITA)

#15. Francesco Ghettini (ITA)

#16. Damian Blaum (ARG)

#17. Aquiles Balaudo (ARG)

#18. Santiago Patrucci (ARG)

#19. Matias Ezequiel Diaz Hernandez (ARG)

#21. Fausto Emanuel Brondo (ARG)

#23. Joaquin Alejandro Moreno Munoz (ARG)

#24. Evgenij Pop Acev (MAC

#25. Alexandar Ilievski (MAC)

#27. Santiago Paul Enderica Salgado (EQU)

#28. Matheus Evangelista (BRA)

Marcelo Micocci, diretor do Comité Organizador da prova, destacou a importância do evento para a regiãp: “Este marco institucional nos llena de orgullo. Si no fuese por el apoyo incondicional de los tres estamentos: nacional, provincial y municipales; esto no sería posible. Han tomado la Santa Fe – Coronda como una cuestión de estado deportivo”.

Transmissão ao Vivo

Créditos da imagem: Maratón Acuática Internacional Santa Fe – Coronda

O conteúdo 21 Nadadores vão competir na 45ª Edição Maratón Acuática Internacional Santa Fe – Corond aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Oito dos 10 mundialistas no Meeting de Lisboa

Chlorus - Sex, 01/02/2019 - 14:35

A Associação de Natação de Lisboa anunciou esta semana a participação no Meeting Internacional de Lisboa Wos de oito dos 10 nadadores portugueses que competiram no último Mundial, em Hangzhou.

Ana Catarina Monteiro (Fluvial Vilacondense), Diana Durães (Benfica), Victoria Kaminskaya (Benfica), Alexis Santos (Sporting), Diogo Carvalho (Galitos/Bresimar), Gabriel Lopes (Louzan), João Vital (Sporting) e Miguel Nascimento (Benfica) estão inscritos na 11.ª edição da competição organizada pela Associação de Natação de Lisboa, agendada para o Complexo de Piscinas do Jamor nos dias 9 e 10 de fevereiro.

O conteúdo Oito dos 10 mundialistas no Meeting de Lisboa aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Três provas da ANNP no calendário internacional

Chlorus - Sex, 01/02/2019 - 14:22

Pela primeira vez na história da Associação de Natação do Norte de Portugal, três provas de natação adaptada estão integradas no calendário do Comité Paralímpico Internacional, anunciou esta quinta-feira a ANNP.

A primeira é o Torneio Cidade do Porto, agendado para os dias 23 e 24 de abril no Complexo de Piscinas de Campanhã.

A segunda competição é o Campeonato Regional de Verão que se realizará na Piscina Municipal da Póvoa de Varzim nos dias 6 e 7 de abril.

A terceira prova da época é o Encontro de Natação Adaptada ANNP/FCP a ter lugar no Complexo de Piscinas de Campanhã nos dias 25 e 26 de maio.

As três provas do calendário da ANNP possibilitam mínimos de acesso a competições internacionais.

O conteúdo Três provas da ANNP no calendário internacional aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Congresso da APTN: Programa disponível!

Chlorus - Sex, 01/02/2019 - 13:58

Já se encontra disponível o programa (em atualização) do 42.º congresso técnico-científico da Associação Portuguesa de Técnicos de Natação – XV Congresso Ibérico, que se vai realizar no Portimão Arena entre 26 e 28 de abril.

As inscrições já estão abertas. Clique aqui.

O Chlorus, jornal online de Natação, será parceiro Media do evento pelo terceiro ano consecutivo.

Todas as informações disponíveis no Chlorus e o lançamento dos vários temas que estarão em discussão.

A formação é creditada pelo IPDJ.

Portimão foi designada Cidade Europeia do Desporto em 2019.

O conteúdo Congresso da APTN: Programa disponível! aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Tiago Marques mantém-se como árbitro FINA, Sandra Oliveira e Lara Palmeira são novidade

Chlorus - Sex, 01/02/2019 - 13:31

Tiago Marques, da Associação de Natação de Lisboa, mantém-se no quadro de árbitros de natação da Federação Internacional de Natação (FINA) para o ciclo que se iniciou a 1 de janeiro de 2019 a 31 de dezembro 2022, segundo lista divulgada pela entidade máxima mundial.

O juiz lisboeta, de 41 anos, viu renovada a confiança da arbitragem mundial, depois de integrar a lista de internacionais do ciclo 2015-2018.

Como novidades nesta lista surgem Sandra Oliveira, da Associação de Natação do Minho, e Lara Palmeira, da Associação de Natação de Coimbra.

Ainda como árbitros FINA, no quadro do ciclo 2017-2020, encontram-se os portugueses Alexandre Fernandes, da Associação de Natação da Madeira, Sérgio Manso, da Associação de Natação de Lisboa, e Artur Dias, da Associação de Natação do Norte de Portugal, e ainda os “starters” José Cruz, da Associação de Natação do Norte de Portugal, e António Sampaio, da Associação de Natação do Minho.

Créditos da foto: Tiago Marques Facebook

O conteúdo Tiago Marques mantém-se como árbitro FINA, Sandra Oliveira e Lara Palmeira são novidade aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Nadadores bailarinos do Naval do Funchal?

Chlorus - Qui, 31/01/2019 - 15:36

O Naval do Funchal partilhou esta quinta-feira um vídeo com nadadores do clube a dançar. “Quando temos bailarinos assim temos tudo!”, lê-se na página do Facebook do clube madeirense.

Veja o vídeo:

https://chlorus.pt/wp-content/uploads/2019/01/44826919_937758723280878_6668871669521664719_n.mp4

O conteúdo Nadadores bailarinos do Naval do Funchal? aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Encontro de Natação Adaptada integra calendário do Comité Paralímpico Internacional

Chlorus - Qua, 30/01/2019 - 13:54

O Encontro de Natação Adaptada ANNP/FCP, cuja terceira edição decorrerá nos dias 25 e 26 de maio no Complexo de Piscinas de Campanhã, no Porto, foi homologado pelo World Para Swimming (WPS), passando a integrar o calendário oficial de provas do Comité Paralímpico Internacional, anunciou, esta terça-feira, o FC Porto no site oficial.

Com organização exclusiva do clube azul e branco nas primeiras duas edições através da secção de desporto adaptado, o certame tinha como objetivo primordial proporcionar aos atletas não federados a oportunidade de vivenciar o contexto de competição. Em 2018, participaram cinco clubes (CPN, CFP, ADADA, Feira Viva e AP Vila D’Este), além do FC Porto com aproximadamente 70 atletas inscritos.

Com a inclusão no calendário de provas do Comité Paralímpico Internacional em 2019, os tempos conseguidos no evento serão considerados de obtenção de mínimos para o Campeonato do Mundo de Natação Adaptada de 2019 e para o Campeonato da Europa de Natação DSISO.

Paralelamente à competição oficial, o programa deste encontro de natação adaptada inclui ainda dois momentos para demonstração de provas de 50 metros, a fim de possibilitar a atletas de iniciação a primeira experiência competitiva.

O conteúdo Encontro de Natação Adaptada integra calendário do Comité Paralímpico Internacional aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Município de Vinhais adere ao Portugal a Nadar

Chlorus - Qua, 30/01/2019 - 13:29

O município de Vinhais e a Federação Portuguesa de Natação (FPN) assinaram, esta terça-feira, o protocolo de adesão ao programa de desenvolvimento desportivo “Portugal a Nadar”.

A FPN é a entidade que superintende e certifica as atividades ligadas à prática da natação e pretende com a sua experiência melhorar as condições de prática das disciplinas competitivas e estender a todos as entidades e praticantes de atividades aquáticas os benefícios de uma organização de âmbito nacional.

A cerimónia de assinatura do protocolo teve lugar no município de Vinhais e contou com a presença do presidente da autarquia, Luís Fernandes, do vice-presidente da Federação Portuguesa de Natação, Alexsander Esteves, e do Presidente da Associação Regional de Natação do Nordeste, José Pinto da Nóbrega, bem como o Vereador do Desporto Pedro Miranda.

O programa “Portugal a Nadar” tem como objetivo a promoção, divulgação e desenvolvimento da prática da natação em todas as suas disciplinas, sendo desenvolvidas ações específicas tendo em vista a melhoria dos serviços e o reforço da prática das atividades aquáticas envolvendo o ensino, manutenção e prática regular orientada por um técnico.

Este protocolo permite a certificação de qualidade da Escola Municipal de Vinhais, com o cunho da Federação Portuguesa de Natação, marcando assim um novo ciclo para esta escola.

Créditos da foto: Câmara Municipal de Vinhais

O conteúdo Município de Vinhais adere ao Portugal a Nadar aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Mais de 400 nadadores no primeiro Meeting Cidade de Leiria para infantis

Chlorus - Qua, 30/01/2019 - 12:59

O I Meeting Internacional de Natação Cidade de Leiria, apresentado em conferência de Imprensa esta segunda-feira, vai contar com a participação de mais de 400 nadadores infantis, lê-se no site da Câmara Municipal.

A competição, promovida pela Associação de Natação do Distrito de Leiria com o apoio do município, vai realizar-se nos dias 16 e 17 de fevereiro nas Piscina Municipais.

Na apresentação da prova, o vereador do Desporto, Carlos Palheira, manifestou a convicção de que este evento constituirá “um grande sucesso”, uma perspetiva partilhada pelo presidente da ANDL, por Edgar Oliveira.

Será instalado um sistema de bancadas nas piscinas para acolhimento dos visitantes.

Créditos da foto: Câmara Municipal de Leiria

 

O conteúdo Mais de 400 nadadores no primeiro Meeting Cidade de Leiria para infantis aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Jogadores do Clube de Natação da Amadora em ação solidária na Refood

Chlorus - Qua, 30/01/2019 - 12:38

Os jogadores de polo aquático do Clube de Natação da Amadora juntaram-se à Refood Falagueira-Venda Nova “no resgate e entrega de alimentos aos beneficiários e separação de bens escolares”, lê-se no Facebook da Refood.

“O desporto de braços dados com a solidariedade. Uma cidade cada vez mais unida”, refere a Refood nas redes sociais.

Créditos da foto: Refood Fvn Facebook

O conteúdo Jogadores do Clube de Natação da Amadora em ação solidária na Refood aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Torneio de Mini Polo em Felgueiras com sete clubes

Chlorus - Qua, 30/01/2019 - 12:15

O Torneio de Mini Polo, que se realiza este sábado na Piscina Municipal de Felgueiras, vai contar com a participação de sete clubes: Paredes Waterpolo, Leixões Sport Club, Lousada Séc. XXI, Clube Aquático Pacense, CAP – Grupo Formação Aquático, Fluvial Portuense e Foca – Clube de Natação de Felgueiras, anunciou a Associação de Natação do Norte de Portugal.

A idade mínima de atletas foi alterada para o ano de nascimento para 2008 e mais novos.

O evento, com início às 15h30, é organizado pelo Foca – Clube de Natação de Felgueiras com apoio da Associação de Natação do Norte de Portugal.

O Mini Polo permite uma participação ativa através do jogo, da bola, das balizas e da água e muita diversão, pretendendo-se assim adquirir experiências e habilidades aquáticas, promovendo a participação de crianças e jovens, qualquer que seja a sua habilidade motora na água, auxiliar o desenvolvimento e consolidação do domínio do meio aquático, proporcionar uma formação lúdica desportiva, através do jogo, proporcionar uma formação diversificada das técnicas de Natação pura, proporcionar oportunidades de desenvolvimento pessoal e social através da integração num grupo e do desenvolvimento da sua autoestima, contribuir para o aparecimento de novos núcleos da modalidade de polo aquático.

O conteúdo Torneio de Mini Polo em Felgueiras com sete clubes aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Treinos secos de Guilherme Pina e João Vital

Chlorus - Qua, 30/01/2019 - 12:07

Guilherme Pina e João Vital estão em estágio em Serra Nevada (Espanha). Nuno Pina, fisioterapeuta da Seleção Nacional, partilhou dois vídeos com os nadadores a realizarem treino seco.

Veja os vídeos:

https://chlorus.pt/wp-content/uploads/2019/01/51589588_391169998307855_4397076634474119168_n.mp4 https://chlorus.pt/wp-content/uploads/2019/01/51442939_2160713200925070_2603238063891021824_n.mp4

 

O conteúdo Treinos secos de Guilherme Pina e João Vital aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

“Meeting da Póvoa de Varzim com equipas de maior índice técnico”, afirma Rodolfo Nunes

Chlorus - Qua, 30/01/2019 - 11:44

Rodolfo Nunes, diretor-técnico regional (DTR) da Associação de Natação do Norte de Portugal, considera que o Meeting Internacional da Póvoa de Varzim, agendado para o próximo fim de semana na Piscina Municipal, “além de ser a primeira competição nacional de âmbito internacional de 2019, de ser um primeiro momento de controlo e avaliação dos nadadores, tem ainda este ano o aliciante ou aliciantes de ter sido reforçado com equipas de maior índice técnico e da seleção nacional absoluta de Portugal que vem competir diretamente do estágio em altitude”, lê-se no site do evento.

A 10.ª edição vai contar com a participação de 441 atletas (245 masculinos e 196 femininos) em representação de 41 equipas oriundas de Espanha, Itália, Polónia e Portugal.

“Prevejo, pois, um fim de semana na Póvoa de Varzim com finais de nível superior, tendo em atenção as edições mais recentes deste meeting, numa cidade que apoia e divulga o desporto e em particular a natação, como comprova o investimento das várias entidades nesta edição, e que já nos habituou a bem receber”, refere o técnico.

Vencedor coletivo de três edições, a última das quais no ano anterior, o FC Porto, com 36 inscritos, é a equipa com maior número de nadadores em prova, seguido do Famalicão com 33 e do Sporting de Braga com 24.

Pela primeira vez na história da competição, a Seleção Nacional Absoluta, vinda de um estágio de altitude em Serra Nevada (Espanha), marcará presença, sendo constituída por Ana Catarina Monteiro, do Fluvial Vilacondense, Diana Durães, Victoria Kaminskaya e Miguel Nascimento, do Benfica, Diogo Carvalho, do Galitos, Gabriel Lopes, do Louzan Natação, Guilherme Pina e João Vital, do Sporting, Raquel Gomes Pereira, do Sport Algés e Dafundo, José Paulo Lopes, do Sporting de Braga, e Tomás Veloso, do CNAc.

Outra das principais figuras na Póvoa de Varzim é a presença da olímpica Ana Rodrigues, da Associação Desportiva Sanjoanense, que foi a melhor nadadora do meeting de 2018.

As eliminatórias têm início às 09h00 e as finais às 16h30.

O Meeting Internacional da Póvoa de Varzim, que marca o arranque das principais provas de piscina longa em 2019, é organizado pela Associação de Natação do Norte de Portugal, Câmara Municipal da Póvoa de Varzim e Varzim Lazer.

Resultados

O conteúdo “Meeting da Póvoa de Varzim com equipas de maior índice técnico”, afirma Rodolfo Nunes aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Diana Durães segunda do ranking mundial

Chlorus - Ter, 29/01/2019 - 15:55

Diana Durães, do Benfica, garantiu a melhor posição portuguesa no ranking mundial de 2018 em piscina curta ao ser segunda classificada nos 1500 metros livres, segundo dados da FINA.

A marca de 15.58,19, obtida no Campeonato Nacional Juniores e Seniores, realizado em dezembro, na Piscina Municipal de Felgueiras, valeu-lhe o segundo lugar do pódio mundial, só atrás da australiana Madeleine Gough com 15.49,91.

O conteúdo Diana Durães segunda do ranking mundial aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Galitos/Bresimar vencedor do Torneio Nadador Completo

Chlorus - Ter, 29/01/2019 - 14:32

O Galitos/Bresimar venceu, no último fim de semana, o Torneio Nadador Completo de Cadetes que se realizou na Piscina do Galitos, em Aveiro.

A equipa da casa somou 6291 pontos, seguida de O Crasto com 4156 pontos e do Clube Desportivo Estarreja com 4038 pontos.

Participaram 155 atletas (81 masculinos e 74 femininos) em representação de 13 clubes.

Resultados

Créditos da foto: Galitos Facebook

O conteúdo Galitos/Bresimar vencedor do Torneio Nadador Completo aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Portugal a Nadar: Festival Cidade Berço com uma centena de crianças

Chlorus - Ter, 29/01/2019 - 13:29

Guimarães foi palco do “III Festival Natação Cidade Berço” que este ano obteve a certificação nacional da Federação Portuguesa de Natação, no âmbito do programa Portugal a Nadar, anunciou a Federação Portuguesa de Natação.

O festival, organizado pelo Vitória Sport Clube no passado fim de semana, contou com a participação de uma centena de crianças provenientes das escolas de natação do concelho de Guimarães.

Para Liliana Oliveira, coordenadora da Escola de Natação do Vitória SC, “foi um momento de partilha onde forma atingidos os objetivos definidos para este encontro”.

Clique aqui para aceder ao site do Portugal a Nadar.

O conteúdo Portugal a Nadar: Festival Cidade Berço com uma centena de crianças aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Naval do Funchal primeiro no medalheiro no Torneio “Francisco Rodrigues de Sousa”

Chlorus - Ter, 29/01/2019 - 13:20

O Clube Naval do Funchal garantiu o primeiro lugar no medalheiro do Torneio “Francisco Rodrigues de Sousa”, que se realizou na sexta-feira e sábado passado no Funchal sob organização da Associação de Natação da Madeira.

O Naval do Funchal somou 53 medalhas de ouro, 38 de prata e 29 de bronze, seguido do Desportivo Nacional com 23 de ouro, 23 de prata e 15 de bronze e do Salesianos do Funchal 21 de ouro, 19 de prata e 20 de bronze.

Susana Gomes (Clube Naval do Funchal) com 512 pontos nos 100m mariposa (1.09,34) e André Deus (Clube Naval do Funchal) com 595 pontos nos 200m livres (2.01,22) foram os nadadores com melhores performances.

Participaram 335 atletas (196 masculinos e 139 femininos) em representação de 14 clubes.

Resultados

O conteúdo Naval do Funchal primeiro no medalheiro no Torneio “Francisco Rodrigues de Sousa” aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

O estilo crol. Seus antecedentes e evolução histórica. Capítulo 2 (de 3)

Chlorus - Ter, 29/01/2019 - 12:22

Os já não tão longínquos antecedentes

O 11 de Agosto de 1875, poucos dias antes que o Capitão da Marina Mercante Britânica Matthew Webb atravessara pela primeira vez (pelo menos oficialmente) o Canal da Mancha, outro britânico, John Trudgen, entrava na história da natação. Tinha chegado pouco antes a Londres, proveniente, segundo alguns da Colonia del Cabo (a atual África do Sul), segundo outros de Sul América (ainda que seja mais verosímil o primeiro, dado que a Colónia do Cabo pertencia ao Império Britânico, enquanto Sul América não), e rapidamente tinha-se introduzido no círculo competitivo da natação londrina.

Aquele dia, o mencionado 11 de agosto, Trudgen debutava numa competição nos “Lambeth Baths” contra um nadador local, o qual lhe concedia um “handicap” (isto é, uma certa vantagem, já em tempo ou, mais frequente, em distância, que se dava a um rival de menor categoria, pelo menos na teoria) sobre uma distância de 160 jardas (uns 145 metros; 1 jarda = 0,91 cm.). Diante da surpresa geral, Trudgen não se deixou apanhar, conservando a vantagem que se lhe tinha concedido, e, pelo menos é de supor, embolsando-se a sua parte dos lucros sobre as apostas que se tinham feito por parte do público.

No dia seguinte, o cronista do “Swimming Record” comentava: “um surpreendente nadador tinha a vantagem do “handicap” – referimos-mos ao Sr. Trudgen – com uma forma muito particular de nadar, como costumam fazer os índios”, e ao dizer isto, talvez o comentador Ray Watson estiver a pensar no estilo de anos antes, naquele comentado enfrentamento dos dois índios con Kenworthy em 1844 (sendo possível que alguns se basearam neste comentário para assegurar que Trudgen tinha chegado a Londres procedente de Sul da América, e não de Sul África).

Ao contrario do “over”, o estilo demonstrado por Trudgen (que rapidamente passou a conhecer-se com o nome de quem o tinha implantado, embora alguns deformaram o nome, e também o conhecido como “trudgeon”) não era um estilo lateral. Trudgen nadava com o corpo aplanado sobre o peito, cabeça alta, pouco ou nada afundada (em ocasiões nem sequer a boca chegava ao nível da água, para não dificultar a respiração) e totalmente fixa na frente, sem a mexer para ambos os lados.

Os braços trabalhavam, “grosso modo”, como no atual crol (ainda que uns os passavam por baixo do corpo, e outros o faziam mais lateralmente) enquanto as pernas atuavam, executando uma pernada de bruços por cada movimento de braços. De tudo isto resultava um estilo com o qual avançava-se a saltos e que, apesar de ser bastante mais rápido que o “over”, tinha alguns, e não precisamente pequenos, inconvenientes. Por um lado, a posição alta da cabeça era sumamente incómoda para a manter durante muito tempo (os nossos leitores poderiam provar, se gostam); por outro, esta posição dificultava em parte a passagem aérea dos braços, e em terceiro lugar, o rápido ritmo do movimento de pernas, acabava por agitar o nadador, se já não o tinham conseguido os dois primeiros citados inconvenientes.

Tudo isto deu como resultado que este novo estilo só era apto para distâncias curtas, 50 jardas; para “escapar”, nalgum da prova, ou nos “sprints” finais, ou, também, nos jogos de polo aquático, quando era preciso uma ponta de velocidade. Do que acabamos de dizer, pode-se deduzir que o “over” continuou triunfando nas provas superiores às 100 jardas, e boa demonstração disto são os recordes conseguidos em 1895 (isto é, passados 20 anos da implantação do “trudgen”) nas 220 jardas (201,06m.) quando Nuttall, 2,37”0 na categoria de profissionais, e o mencionado Tyers, 2,41”0 na de amadores, conseguiram os recordes mundiais (não oficiais) da distancia, nadando, os dois, em “over”.

No entanto, e como acostuma a suceder em quase todas as facetas do desporto, o estudo e o treino tem sido, são, e vão ser sempre (esperamos) a grande panaceia que resolve tudo, e também, neste caso, atuaram como tal. Se temos dito, que o grande inconveniente do “trudgen” era a posição alta da cabeça, que esgotava o nadador (alguns deles tinham chegado ao ponto de ter que sair da agua, deitando sangue pelo nariz), do estúdio e do treino, saiu a conclusão que o inconveniente podia obviar-se colocando a cabeça na prolongação do corpo, com a cara submergida na água, aproveitando o momento quando o braço efetuava a recuperação aérea para a levantar e fazer a inspiração. Depois, algum técnico ou treinador se lhe “acendeu a lâmpada” das ideias, ao comprovar que em lugar de levantar a cabeça, também podia-se girar (como se faz no atual crol) movimento que resultava muito mais fácil e cómodo, pelo que rapidamente foi adotado.

Assim, podia-se respirar em cada movimento de braços, e ainda que isto tinha como efeito um ritmo mais lento, o convertia num estilo mais eficiente, e que podia empregar-se em distâncias muito mais longas.

Ao mesmo tempo que tinha lugar este desenvolvimento do “trudgen”, os australianos punham ao ponto uma nova modalidade do “trudgen”, de maneira que for possível conseguir um ritmo mais rápido de braços, obviando a coordenação com os movimentos das pernas. Nascia desta maneira o “double over arm stroke” (isto é, braçada com passagem dos dois braços por cima da água), abreviado rapidamente, como podemos supor, a “doble over”, que alguns técnicos confundiam equivocadamente com o “trudgen” puro, dado que só tem em comum o movimento dos braços.

Tratava-se, essencialmente, e como muito bem indica seu nome, duma dupla braçada lateral com inspiração na passagem aérea de cada braço, coordenado com um movimento de pernas a meio caminho tanto da pernada de bruços do “trudgen” como da “tesourada” do “over”. Neste “doble over”, as pernas unicamente separam-se a partir dos joelhos, para fechar-se depois num movimento muito rápido e fechado. Se no “over” a “tesourada” dava-se durante a tração do braço inferior, no “doble over” dá-se durante a tração do braço superior.

Não obstante tudo isto, a dureza do “trudgen” continua a dificultar seu uso para distâncias longas. O treino constante, porém, produz seus efeitos, e assim temos que em 1897, o britânico John Derbyshire supera o “recorde mundial” das 100 jardas (aqueles 1,01”2 conseguidos por Tyers, nadando “over”, três anos antes) com uns 1,00”2 que já estão a tocar da “mágica” barreira do minuto.

O ano seguinte, 1898, durante os Campeonatos da Nova Gales do Sul, na Austrália, o local Peter Murphy escreve uma nova página no desenvolvimento da técnica do crol. Deixemos que seja a imprensa daqueles dias a que nos informe do que estava passando: “… um feito possivelmente inédito num campeonato mundial (¡¡) o temos visto nas 880 jardas. Esta forma tão particular de nadar, que já é certamente dura nas distâncias curtas, ainda custa mais ver em distâncias superiores às 220 jardas. Não há registo que nenhum outro nadador tenha feito o que Peter Murphy ousou fazer nestas 880 jardas…”.

Há que advertir que o tal Murphy nem sequer chegou a ganhar aquelas 880 jardas, embora o feito de as ter nadado inteiramente no estilo de “doble over” já tinha despertado o interesse de técnicos e amadores. Dois anos depois, 1899, outro australiano, um dos mitos da natação mundial, Frederick Lane, ganhava a prova da milha, 1609 metros; daqueles mesmos Campeonatos da Nova Gales do Sul, nadando o “doble over”, demonstrando com isto que este estilo podia servir já para nadar qualquer distância. No ano seguinte, o mesmo Lane proclamava-se campeão olímpico dos 200m. livres nos JJ.OO. de París-1900, com o tempo de 2,34”2. Segundo parece, pelos comentários técnicos de que dispomos, Lane empregava tanto o “trudgen” como o “doble over”, segundo as conveniências do momento.

A pesar destes êxitos, continuavam a chover as críticas sobre estes estilos, com especial ênfase sobre o “trudgen”. Tanto é assim que as críticas chegavam inclusive aos jornais especializados. Temos um exemplo disto no “Sydney Referee” do 11 de julho de 1900, onde se pode ler este comentário: “…tanto é assim que os melhores nadadores só empregam este estilo (o trudgen) em competições até as 100 ou 200 jardas. O único que acostuma a empregá-lo em qualquer distância é Fred Lane. A demostração que se trata dum estilo duro a temos em que o nadador chega sempre tão exausto à chegada, que tem que o ajudar a sair da água, em ocasiões deitando sangue pelo nariz, e em outras ficando prostrado durante várias horas depois da prova (e agora a severa advertência do cronista), empregando só este estilo em distâncias curtas!

O reinado das duas modalidades, “trudgen” e “doble over”, foi, no entanto, efémero, tal era a  rapidez do desenvolvimento da natação naquele tempo. Se em 1894 Tyers tinha conseguido 1,01”2 nadando “over”, e só três anos depois, Derbyshire superava este tempo, nadando em “trudgen”, não iam passar mais de seis anos para que um australiano, Richard “Dick” Cavill superara os 1,00”2 de Derbyshire, nadando em 58”8. e Cavill era já um nadador de crol.

O conteúdo O estilo crol. Seus antecedentes e evolução histórica. Capítulo 2 (de 3) aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Algés vencedor do Festival Regional de Clubes

Chlorus - Ter, 29/01/2019 - 11:51

O Sport Algés e Dafundo sagrou-se vencedor, no último fim de semana, em Loures, do Festival Regional de clubes de cadetes da Associação de Natação de Lisboa.

A equipa algesina somou 220 pontos, seguida do Sporting com 158 e do Benfica com 150.

Rafael Mimoso (Sport Algés e Dafundo) com 320 pontos nos 100m bruços (1.21,28) e Patrícia Henriques (Gesloures) com 322 pontos nos 400 livres (5.41,84) foram os nadadores com melhores performances.

Participaram 223 atletas (123 masculinos e 100 femininos) em representação de 24 clubes.

Créditos da foto: SAD Natação Facebook

Resultados

O conteúdo Algés vencedor do Festival Regional de Clubes aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Faixas de campeão entregues no Torneio do Sporting de Braga, Fluvial Portuense primeiro no medalheiro

Chlorus - Seg, 28/01/2019 - 13:24

O Fluvial Portuense garantiu o primeiro lugar do medalheiro do XXI Torneio de Natação do Sporting Clube de Braga, apoiado pela Golfinho Sports, que se realizou no sábado na Piscina da Rodovia.

Numa competição de cadetes, que contou com a participação de 200 atletas (103 masculinos e 97 femininos) em representação de 19 clubes, os fluvialistas somaram 5 medalhas de ouro, 1 de prata e 1 de bronze, seguidos do Viana Natação Clube com 2 de ouro e 6 de prata e do Sporting de Braga com 2 de ouro e 1 de prata.

Este torneio assume cada vez mais importância no calendário desportivo para o escalão de cadetes.

O evento iniciou com o desfile das equipas com todos os participantes em volta da piscina agradecendo ao público.

No intervalo foram entregues as faixas de campeão nacional 2017/18 a José Paulo Lopes, Tamila Holub, Rafael Simões, Jorge Silva, João Pereira, Lucas Pereira e Gonçalo Rocha.

Para esta cerimónia entregaram os prémios Fernando Parente (vice-presidente para as modalidades do SC Braga), Joel Pereira (diretor das modalidades do SC Braga), Carolina Santos (Marketing da Golfinho Sports), Rui Escaleira (médico da FPN) e Hélder Correia (diretor da secção de natação).

Resultados

Créditos da foto: Golfinho Sports Facebook

O conteúdo Faixas de campeão entregues no Torneio do Sporting de Braga, Fluvial Portuense primeiro no medalheiro aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Páginas