Natação Nacional

Maia organiza sessão de esclarecimento de psicologia em contexto desportivo

Chlorus - Sex, 08/03/2019 - 16:43

O Clube de Natação da Maia promove esta sexta-feira uma sessão de esclarecimento subordinada ao tema “Psicologia em Contexto Desportivo”, a ter lugar, a partir das 20h15, nas Piscinas Municipais de Águas Santas, na Maia.

A sessão é destinada aos nadadores do clube maiato.

O conteúdo Maia organiza sessão de esclarecimento de psicologia em contexto desportivo aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Diana Durães e Telma Monteiro juntas a celebrar o Dia da Mulher

Chlorus - Sex, 08/03/2019 - 15:23

O Benfica lançou esta sexta-feira um vídeo de celebração do Dia Internacional da Mulher, onde a nadadora Diana Durães surge com a judoca Telma Monteiro, entre outras atletas do clube.

Veja o vídeo:

https://chlorus.pt/wp-content/uploads/2019/03/54392135_1990473077914139_4990412763271984340_n.mp4

O conteúdo Diana Durães e Telma Monteiro juntas a celebrar o Dia da Mulher aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Quem é que queres ser? CLIP motiva nadadores infantis

Chlorus - Sex, 08/03/2019 - 14:54

O CLIP lançou esta sexta-feira um vídeo motivacional para os seus atletas infantis que vão participar este fim de semana nos Campeonatos Regionais de piscina curta, em Penafiel.

“Carvalhos… Catarinas Monteiros… Nascimentos e Durães… melhores de sempre… e tu? Quem és? Quem é que seres ser?  Já sabes? Agora mostra-o”, lê-se na página de Facebook do clube portuense.

Veja o vídeo: 

https://chlorus.pt/wp-content/uploads/2019/03/10000000_153902278891560_7400312689457601175_n.mp4

O conteúdo Quem é que queres ser? CLIP motiva nadadores infantis aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

História do estilo de costas – Os mais longínquos antecedentes

Chlorus - Sex, 08/03/2019 - 14:18

Ainda que se possa crer que o estilo de costas já se nadava na antiguidade, não nos consta que tenha ficado registado em qualquer documentação, seja escrita ou gráfica, de maneira que a primeira notícia devidamente documentada deste estilo temos num livro titulado “Colymbetes sive de arte natandi. Dialogus feftiuus et iucundus lectu” (isto é, para os, suponho, muitos que não entendem o idioma latino, “Colymbetes ou a arte de nadar. Diálogo festivo e de agradável leitura”), obra do alemão Nicolas Wynmann, editado no 1538 (primeiro livro de natação impresso), e no qual explica-se uma forma de nadar de costas que vamos comentar para os nossos leitores. Brevemente, o livro descreve o diálogo entre duas personagens: um, Pampiro, instrutor de natação, que oferece seus conhecimentos da arte de nadar ao seu amigo, Erotes, neste caso o seu discípulo.

No capítulo dedicado ao estilo de costas, pode-se ler o seguinte:

“Pampiro: …mas também há outra forma de nadar que é barriga pra acima.

Erotes: advertência oportuna, pois eu também já tenho visto alguns destes nadadores, e devo confessar minha surpresa diante da sua perícia.

Pamp.: a verdade é que esta forma de nadar se tem feito mais para exibição e diversão do público que por necessidade ou utilidade. Assim e tudo, presta atenção e não creias que os que nadam neste estilo o fazem mais repousadamente.

Erot.: pois olha, que eu assim o achava.

Pamp.: atende, os que nadam de costas executam, pouco mais ou menos, os mesmos movimentos que os que nadam barriga para abaixo, ainda que, é verdade, seja maior o risco que há de golpear desordenadamente a superfície da água com pés e mãos, de forma que a espuma e a ondulação da água não te permitam respirar convenientemente pela boca entreaberta.

Erot.: seguro estou disto.

Pamp.: se desejas apreender a nadar neste estilo, necessário vai ser que te lembres de tudo o que acabo de te dizer, de forma que o possas aplicar no teu caso. E agora, vou oferecer-te uma demostração visual.

Erot.: muito bem, vamos ver!

Pamp.: e depois de mim, vais ser tu quem provarás de o fazer.

Erot.: e podes estar seguro que porei toda a minha melhor vontade para converter-me no teu imitador. A arte engendra arte. Com que suavidade nadas, sem mexer tão sequer a água!

Pamp.: é a arte. Viste bem, Erotes, em todos os seus pormenores?

Erot.: bem seguro estou.

Pamp.: olha e grava bem na tua cabeça, para que depois sejas capaz de o repetir.

Erot.: com todas as minhas forças e não duvido que com a tua ajuda bem cedo serei capaz de nadar neste estilo.

Pamp.: e daqui deriva-se uma norma, se é que queres aparecer imóvel sobre a água, de maneira que te vejam vivo os que te veem flutuando.

Erot.: E qual é esta norma?

Pamp.: Estendes-te de barriga para cima com a cabeça e os pés na horizontal.

Erot.: de acordo.

Pamp.: mantém os pés bem juntos.

Erot.: faço.

Pamp.: Tua postura será a do morto que está no féretro.

Erot.: como aquele tronco que segundo nosso irrefutável Esopo deu-se-lhas de soberano nas lascivas, irrefreáveis e delicadas rãs?

Pamp.: exatamente; e agora olha: ajustarás os cotovelos aos dois costados, fazendo vibrar as mãos como no ar agitam imóveis suas asas as aves rapinadoras, ou na água suas aletas os peixes. Mãos que não devem entrar em diagonal, como antes, senão como se cortaram fatias muto finas, ou for a folha da faca que se afia com a pedra. E se queres, para flutuar ainda um pouco mais, manterás a respiração ao limite da tua resistência, inflando o corpo enquanto deixas escapar o ar pelo nariz, antes de voltar a inspirar, com ritmo constante.

Erot.: Te escuto, prossegue!

Pamp.: neste estilo não deves levantar a cabeça, como se faz quando se nada nos outros estilos, ou como quando, na cama, pões uma almofada debaixo da nuca.

Podes crer que a cabeça te falha, e que te afundarás ao romper-se a harmonia do teu corpo. Terás suficiente com que te saia a cara fora da água, e se notas que a parte inferior do corpo se afunda, move suavemente os pés para recuperar a posição inicial. Vou fazer-te uma demonstração prática para que depois não possas culpar-me de não o saber fazer.

Erot.: interessa-me muito, Pampiro, ver confirmado na prática tudo isto que estás a ensinar-me na teoria. Que bem que o fazes! com que suavidade te mexes na água! És capaz de amolecer as pedras, fazer ver os ceguinhos, ouvir os surdos, e entender o estúpido!

Pamp.: parece-me que estás a exceder-te nos teus elogios, meu amigo”.

 

Aqui acaba-se a explicação sobre o que se entendia, naquele tempo, como estilo de costas, um estilo que não parecia ter muitos adeptos, vistas as suas limitações, entendidas, sobretudo, no sentido que dificultava a visualização do entorno do nadador. O nosso homem, Pampiro, parece deixar-nos perceber que os braços nem sequer se moviam neste estilo, limitando-se, seguramente, a fazer o papel de estabilizadores do corpo.

Os inícios

Não parece ter sido o de costas um dos estilos praticados nos inícios da natação de competição, nas piscinas britânicas de meados do século XIX, ou, pelo menos, não temos constância disso nos listados que nos tem chegado dos diferentes vencedores dos campeonatos britânicos disputados a partir de 1869.

A primeira notícia que temos conseguido deste estilo numa competição, temos de 1900, quando no programa dos Jogos de Paris-1900 incluiu-se uma prova de 200m. costas, que é ganha pelo alemão Ernst Hoppenberg com um tempo de 2,47”0. O estilo que se nada naquele tempo parece ser a única modalidade conhecida neste estilo: braçada simultânea com ambos braços, que se levam para trás a maior ou menor altura sobre a água (ainda que normalmente pela vertical, debuxando um semicírculo) afundando-os depois na água para os passar pelos lados, mais ou menos afundados, segundo as preferências do nadador, sem dobrar os cotovelos, até chegar às coxas, onde se inicia uma nova braçada.

As pernas, por seu lado, mexem-se com um movimento parecido ao de bruços, condicionados, evidentemente, pela posição decúbito dorsal do nadador, recolhendo-as para o peito, e depois de as abrir para os lados, empurrar a água para trás com a planta dos pés, e voltar a fechar-lhas.

A coordenação conseguia-se recolhendo as pernas quando os braços efetuavam a recuperação, abrindo-as, esticando-as e fechando-as enquanto os braços executavam a braçada. Era, pois, um estilo “a sacudidelas”, com um momento forte, quando braços e pernas efetuavam os movimentos propulsores e outro débil, quando se aproveitava para deslizar, produto dos movimentos ativos do estilo.

Com este estilo proclamaram-se campeões olímpicos três alemães: o já citado Hoppenberg nos Jogos de Paris; Walter Brack, 1,16”8 nas 100 jardas nos de Saint Louis-1904, e Arno Bieberstein, 1,24”6, nos 100m. nos de Londres-1908, um tempo que, curiosamente, não foi homologado como recorde mundial pela recentemente organizada FINA, enquanto sim o tinham sido os conseguidos nas restantes provas individuais (Charles Daniels e Henry Taylor nos 100 e 1.500m. livres, e Frederik Holmann nos 200m. bruços); discriminação pelo feito de ser alemão, enquanto o resto de vencedores pertenciam à linhagem anglo-saxona.

É de supor que nunca vamos saber as verdadeiras razões, mas o caso é que o tempo de Bieberstein nunca foi homologado, e que a honra de ser o primeiro recordista oficial dos 100m. costas foi aparar às mãos (e pés) do belga Maurice Weckesser, quando o 2 de outubro de 1910, na piscina de 25,20m. de Schaerbeck, conseguiu um tempo de 1,20”8, que foi superado sucessivamente pelo húngaro Andras Baronyi, 1,18”8 em 1911, e os alemães Oskar Schiele, 1,18”4 e Otto Fahr, 1,15”6, ambos em 1912. Nos 200m., Oskar Schiele abriu a lista do recordes ao assinalar 3,04”4, em 1909, em Charlottenburg, piscina de 100m., tempo superado sucessivamente pelo seu compatriota Georg Arnold, 2,59”8, e por Weckesser, 2,56”4, ambos em 1910; por outro alemão, Hermann Pentz, 2,50”6, em 1911, e, finalmente, por Otto Fahr, com uns 2,48”4, nadados em 1912, todos estes últimos em piscinas de 25m.

Também começaram a homologar-se os recordes mundiais das 150 jardas, uma prova que unicamente se disputava nos Campeonatos Universitários da Grã- Bretanha e nos Estados Unidos, com os primeiros recordes para o britânico Alfred Unwin em duas ocasiões, 1,57”6 em 1909, e 1,55”2, e do belga Weckesser, 1,53”8, os dois últimos em 1910, enquanto nos 400m., era outro belga, Herman Meyboom, o que inaugurava a lista de recordes mundiais, com uns 6,46”0 conseguidos em 1910, e rebaixado, sucessivamente, a 6,38”8 pelo húngaro Thomas Wendelin, em 1911; o britânico George Webster, 6,38”4, em 1911, e, finalmente, o austríaco Janos Selmeczy (de estirpe claramente húngara) 6,28”6, em 1912.

O conteúdo História do estilo de costas – Os mais longínquos antecedentes aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Congresso da APTN: Alojamento com descontos para congressistas

Chlorus - Sex, 08/03/2019 - 13:24

A Associação Portuguesa de Técnicos de Natação (APTN), no âmbito do 42.º congresso técnico-científico – XV Congresso Ibérico que se vai realizar no Portimão Arena entre 26 e 28 de abril, preparou para os congressistas um pacote de alojamento com descontos.

Clique aqui para ver os descontos.

As inscrições para o congresso já estão abertas e o programa (em atualização) disponível.

A APTN, em paralelo com o congresso, vai disponibilizar um programa cultural e social para acompanhantes dos congressistas, como passeios de barco, sunset party e visitas ao Museu de Portimão. Clique aqui para ver o programa cultural e social.

Todos os interessados poderão apresentar uma comunicação oral no congresso. A proposta de comunicação deverá ser submetida em formato de resumo para o endereço de correio eletrónico aptn.formacao@gmail.com até à data limite de 29 de março. Clique aqui para ver o regulamento específico.

Os sócios da APTN poderão ainda votar para o Prémio Carreira que será atribuído no congresso. As propostas dos associados deverão ser enviadas até 12 de março para o email geral@aptn.pt. Clique aqui para ver regulamento.

O Chlorus, jornal online de Natação, é parceiro Media do evento pelo terceiro ano consecutivo.

Todas as informações estão disponíveis no Chlorus onde serão lançados os vários temas que estarão em discussão.

A formação é creditada pelo IPDJ.

Portimão foi designada Cidade Europeia do Desporto em 2019.

O conteúdo Congresso da APTN: Alojamento com descontos para congressistas aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

“Momentos servem para jogadores e treinadores terem informações relevantes”, afirma Fernando Leite

Chlorus - Sex, 08/03/2019 - 12:37

O selecionador Fernando Leite afirmou esta quinta-feira, em declarações ao site da FPN, que as sessões de controlo e avaliação das seleções nacionais de polo aquático, que se realizaram esta semana na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP), “são momentos que servem para os jogadores e treinadores terem informações relevantes e para um planeamento mais conseguido das fases da época”.

Foram controlados e avaliados os jogadores das seleções absoluta masculinos e femininos, sub-20 femininas e sub-17 masculinos.

O primeiro momento de avaliação desta época realizou-se em novembro.

Os atletas foram controlados em exercícios específicos na piscina da FADEUP, sobre a coordenação de Ricardo Fernandes e no Laboratório de Biomecânica (LABIOMEP) da responsabilidade de João Paulo Vilas Boas.

Créditos da foto: FPN

O conteúdo “Momentos servem para jogadores e treinadores terem informações relevantes”, afirma Fernando Leite aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Natação no segundo lugar em número de praticantes logo atrás do futebol

Chlorus - Sex, 08/03/2019 - 11:36

Só o futebol supera a natação no número de praticantes federados, num estudo em 2017, entre 56 federações do desporto nacional, promovido pelo Instituto Português do Desporto Jovem/Estatísticas do Desporto, Special Eurobarometer 472/Sport and Physical Activity, apresentado pelo programa Fronteiras XXI da Fundação Francisco Manuel dos Santos.

A natação feminina soma 36.272 praticantes e a masculina 29.227.

Clique aqui para ver a infografia do estudo.

Recorde-se que o número de mulheres a praticar desporto federado em Portugal está a crescer de forma consistente nos últimos anos e, embora esteja ainda longe de um cenário de igualdade, representam já 30% dos atletas federados, segundo dados divulgados em dezembro pela agência Lusa, dos quais a natação surge como líder dos desportos praticados pelas mulheres.

De acordo com os mais recentes dados do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) a que a Lusa teve acesso, a percentagem de atletas femininas federadas no país atingiu em 2017 os 30%, uma evolução face aos 26% que se registavam em 2014. Entre os 624.001 atletas registados nas federações desportivas, 185.280 eram do sexo feminino, evidenciando um ‘salto` face às 141.629 mulheres federadas três anos antes.

Entre as 59 federações observadas, apenas 16 registaram entre 2014 e 2017 uma diminuição no número de praticantes federadas, sendo que somente oito destas assinalaram uma quebra superior a um ponto percentual (p.p.). As modalidades que mais mulheres perderam no período observado foram a motonáutica (-7 p.p.), os desportos de inverno (-5,78 p.p.) e o ténis (-3,71 p.p.).

Tendo em conta as estatísticas do ano passado, as modalidades com maior número de atletas federados do sexo feminino são: natação (com 36.272 mulheres), voleibol (24.365), andebol (19.844), basquetebol (17.038) e ginástica (15.899).

Importa perceber que, nestas cinco federações, a proporção de mulheres em relação aos homens apenas era inferior a 50% no andebol (39,84%) e no basquetebol (40,75%). Já na ginástica, o domínio é avassalador, com uma percentagem de 86,82 nos atletas registados na federação, enquanto natação e voleibol contabilizaram 55,38 e 55,11%, respetivamente.

Em termos relativos, o crescimento mais significativo desde 2014 vai para a federação de patinagem (12,8 p.p.) — que inverteu a relação de forças e tornou as mulheres no `sexo forte` da federação (8.539 contra 7.353). Já em números absolutos, o maior crescimento pertenceu à natação: de 10.597 mulheres em 2014 passaram a 36.272 em 2017.

A esfera olímpica é um dos vetores do crescimento da participação feminina no desporto. Segundo o IPDJ, dos Jogos Olímpicos Pequim2008 para o Rio2016, a representação das mulheres nas respetivas missões subiu de 30 para 45%. Tóquio2020 pode até reforçar essa realidade, pois a participação atual no plano de preparação olímpica cifra-se em 55%.

Quanto à federação de futebol, que integra ainda o futsal, é única a superar a fasquia dos cem mil atletas (167.986 homens), as mulheres federadas são já 8.363. Um incremento assinalável face às 6.007 do ano 2014, mas que revela ainda um peso muito relativo: 4,74% dos praticantes federados, apesar do crescimento da seleção feminina, que em 2017 se estreou num Europeu.

Assim, a evolução recente dita que perto de um terço dos desportistas federados sejam mulheres. A promoção da igualdade de género transcende, inclusivamente, os registos de praticantes federados, sendo visível a participação feminina noutras áreas do movimento associativo, seja na condição de árbitras, treinadoras ou dirigentes.

O conteúdo Natação no segundo lugar em número de praticantes logo atrás do futebol aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Kristel Kobrich alcança mínimos para a sua quinta olímpiada

Chlorus - Qui, 07/03/2019 - 21:25

Naquela que será a sua quinta olímpiada, a chilena, Kristel Kobrich obtém mínimos A para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Kristel nadou na TYR Pro Swim Series, em Des Moines, Iowa, a prova dos 1500m livres, com o tempo de 16:17.92, marca abaixo do mínimo A para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, que é de 16:32.04.

Nascida em Santiago do Chile, em 9 de agosto de 1985, Kristel treina com o técnico argentino, Daniel Garimaldi, em Córdoba, Argentina.

A sua estreia olímpica foi em Atenas, no ano de 2004, quando tinha apenas 19 anos de idade. Nessas olímpiadas alcançou o 26º lugar nos 400m livres e o 15º nos 800m livres. Voltou a classificar-se para Beijing, no ano de 2008, ficando em 20º lugar na prova dos 800m livres, e não acabando na prova de águas abertas. Em Londres 2012, Kristel consegui as suas melhores classificações, com o 14º lugar na prova dos 800m livres e a mesma classificação nos 400m livres. Nas últimas olímpiadas, em 2016, no Rio de Janeiro, ficou emo 17º lugar nos 800m livres, e 24º nos 400m livres.

Ema Tóquio 2020, Kobrich terá 35 anos e já anunciou que será a sua despedida da alta competição.

Créditos da imagem: Sports Globo

O conteúdo Kristel Kobrich alcança mínimos para a sua quinta olímpiada aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Formação no Porto sobre “Natação de Sobrevivência Infantil” vale 1.6 créditos

Chlorus - Qui, 07/03/2019 - 16:57

A formação “Natação de Sobrevivência Infantil – Prevenção de Afogamento”, que vai decorrer no Porto no dia 14 de abril, vale 1.6 unidades de crédito para a renovação do Título Profissional de Treinador de Desporto: Natação I, Natação Pura II/III/IV, Natação Artística II e Polo Aquático II e III.

A ação, a ter lugar no Clube Toda a Prova, tem uma duração de oito horas (09h00-13h00 e 14h00-18h00) e conta com o apoio do Chlorus.

Diogo César e Marta Romero são os preletores do módulo “PNL e meio aquático”, José Tenente com “Prevenção de patologias infantis em meio aquático” e Jorge Samagaio e Elsa Leirós com “Natação de Sobrevivência”.

Os interessados podem inscrever-se através do Chlorus, enviado um email para info@chlorus.pt.

O custo de inscrição é de 59 euros.

Veja os vídeos sobre o tema:

74dc60de-0bb5-454f-a0bd-34d96d07fc1f

https://chlorus.pt/wp-content/uploads/2019/03/60dd65a3-9a2d-4258-a80a-ed0eb367c840.mp4

 

https://chlorus.pt/wp-content/uploads/2019/03/74dc60de-0bb5-454f-a0bd-34d96d07fc1f.mp4

O conteúdo Formação no Porto sobre “Natação de Sobrevivência Infantil” vale 1.6 créditos aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Sporting no Open Vale do Sousa

Chlorus - Qui, 07/03/2019 - 15:23

O Sporting confirmou a participação no VII Open Vale do Sousa, que se realiza nos dias 27 e 28 de abril na Piscina Municipal de Felgueiras, anunciou esta quinta-feira a Associação de Natação do Norte de Portugal.

O Open Vale do Sousa, cujo Benfica também já confirmou a sua presença, é uma prova onde podem ser obtidos mínimos para o Campeonato da Europa de piscina curta, que se vai realizar em Glasgow entre 4 e 8 de dezembro de 2019.

O mesmo já tinha acontecido na quinta edição, em 2017, neste caso poderiam ser alcançados mínimos para os Europeus de piscina curta de Copenhaga.

O Open Vale do Sousa, desde a sua primeira edição, só conheceu um vencedor coletivo: FC Porto.

A competição é organizada pela Associação de Natação do Norte de Portugal e Câmara Municipal de Felgueiras.

O conteúdo Sporting no Open Vale do Sousa aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Fundação Beatriz Santos vence Torneio Aniversário Bairro dos Anjos

Chlorus - Qui, 07/03/2019 - 11:39

A Fundação Beatriz Santos venceu no último sábado o Torneio de Natação 35.º Aniversário do Bairro dos Anjos, no escalão de cadetes, que se realizou em Leiria.

A equipa de Coimbra somou 247 pontos, seguida do Bairro dos Anjos com 240 e do Clube de Natação de Alcobaça com 183.

Participaram 129 atletas (72 masculinos e 57 femininos) em representação de 12 clubes.

Resultados

Créditos da foto: Fbs Clube Facebook

O conteúdo Fundação Beatriz Santos vence Torneio Aniversário Bairro dos Anjos aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Bairro dos Anjos vence Torneio Cidade de Pombal

Chlorus - Qui, 07/03/2019 - 11:25

O Bairro dos Anjos venceu no último domingo o 7.º Torneio de Natação Cidade de Pombal de infantis e absolutos, que se realizou na Piscina Municipal.

A equipa de Leiria somou 273 pontos, seguida da Fundação Beatriz Santos com 198 e do Clube Cova da Piedade com 93.

Filipe Gomes (Bairro dos Anjos) com 619 pontos no primeiro percurso de 4x100m livres (52,72) e Luana Domingues (Bairro dos Anjos) com 578 pontos nos 200m estilos (2.26,26) foram os nadadores com melhores performances.

Participaram 190 atletas (88 masculinos e 102 femininos) em representação de 15 clubes.

Resultados

O conteúdo Bairro dos Anjos vence Torneio Cidade de Pombal aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

APTN parceira da formação com David Pyne

Chlorus - Qui, 07/03/2019 - 11:13

A Associação Portuguesa de Técnicos de Natação (APTN) é parceira da formação “Treino e Avaliação em Desportos Individuais”, que se vai realizar no dia 24 de abril na Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP), lê-se na página de Facebook da APTN.

A ação é creditada para a formação geral de treinadores.

O conteúdo APTN parceira da formação com David Pyne aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Australia apresenta a sua equipa de capitães para épocas 2019 e 2020

Chlorus - Qua, 06/03/2019 - 21:32

“Dolphins Leadership Group”, é assim que a Swimming Australia chamou ao grupo de nadadores que foi escolhido para serem os capitães das seleções nacionais principais do país, para as temporadas 2019 e 2020, rumo aos Jogos Olímpicos de Tóquio. Este grupo vai funcionar como elo de ligação das equipas com a federação australiana, além do processo de orientação e receção aos novos membros das equipas.

São três homens e duas mulheres para a seleção principal, e mais quatro para atuarem na posição na seleção paraolímpica. O processo de escolha dos atletas começou com a própria apresentação das candidaturas, e uma votação online feita pelos próprios nadadores integrantes das seleções nacionais, e posteriormente referendada pela federação.

Os integrantes do Dolphins Leadership Group para 2019/2020 serão:
Mitch Larkin, Jess Hansen, Alex Graham no masculino
Bronte and Cate Campbell no feminino
Ellie Cole, Matt Levy, Monique Murphy e Blake Cochrane para a seleção paraolímpica

Créditos da imagem: Federação Australiana de Natação

O conteúdo Australia apresenta a sua equipa de capitães para épocas 2019 e 2020 aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Regionais Inverno da Analgarve com presença de 152 nadadores

Chlorus - Qua, 06/03/2019 - 20:16

A Associação de Natação do Algarve organiza no próximo fim de semana, nas piscinas municipais de Quarteira, os Campeonatos Regionais de Inverno de Infantis e Adaptada.

Os campeonatos vão contar com a presença de quinze clubes, e um total cento e cinquenta e dois nadadores.

Resultados em direto

Créditos da imagem: Analgarve

O conteúdo Regionais Inverno da Analgarve com presença de 152 nadadores aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Eid Aljazairli, o refugiado sírio que sonha nadar nos Jogos Olímpicos

Chlorus - Qua, 06/03/2019 - 20:00

Eid Aljazairli é um refugiado sírio, que vive na Grã-Bretanha, e que tem o sonho de nadar nos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2020. Quando chegou a Inglaterra, em 2016, não nadava mais de dois ou três metros.

Aljazairli não era um nadador, quando atravessou o mar mediterrâneo, num pequeno bote. Agora, gasta quatro horas por dia do seu tempo numa piscina londrina, e sonha em ir aos Jogos Olímpicos.

Eid Aljazairli: ‘You just go into the water and enter another world.’, em declarações ao Jornal The Guardian.

O seu treinador diz que, em 20 anos de carreira, nunca teve um adulto que aprendesse a nadar tão rápido, como Aljazairli.

“My story starts with the American swimmer Michael Phelps. I was sitting at home late at night and I saw a video of him on YouTube by chance.”, afirma Aljazairli.

“I saw him swimming and flying. He really inspired me and ignited a passion inside me,” he adds. “After watching two hours of films, I just said to myself: this is something I have to do.”, reafirma Eid Aljazairli.

notícia do The Guardian

Créditos da imagem: The Guardian

O conteúdo Eid Aljazairli, o refugiado sírio que sonha nadar nos Jogos Olímpicos aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Campeões da natação mundial confirmam presença na FINA Champions Swim Series

Chlorus - Qua, 06/03/2019 - 19:46

FINA lança cartada com o anuncio oficial do FINA Champions Swim Series, e com muitos Milhões para aliciar os melhores a competir.

A competição vai realizar-se em três etapas, e está marcada para os meses de abril e maio. A primeira será em Hangzhou (China) a 27 e 28 abril, com a segunda a acontecer em Budapeste (Hungria), nos dias 11 e 12 maio. A terceira, e última etapa desta competição é em Indianápolis (Estados Unidos), nos dias 31 maio a 1 junho.

A FINA será responsável por todas as despesas de viagem, hospedagem e alimentação dos atletas no circuito. Os prémios monetários por prova estão definidos:
1º: 10 mil dólares
2º: 8 mil dólares
3º: 6 mil dólares
4º: 5 mil dólares

Existem vários nadadores que têm tentado, nos últimos meses, boicotar esta competição, mas os 3.9 milhões de dólares em prémios falam mais alto, com a FINA a confirmar a presença de várias estrelas internacionais, que estarão presentes na primeira temporada desta nova competição.

A convocatória da FINA é de um total de 82 nadadores, todos dentro de critérios muito rigídos, e que demonstra o nível elevadíssimo dos nadadores presentes. Os critérios são de campeão olímpico, campeão mundial, recordista mundial e líder do ranking mundial das provas que compõem o programa da competição.

Cada prova, apenas terá um número de quatro nadadores.

Embora a FINA não tenha divulgado que convites foram feitos, e confirmações ou desistências, é conhecido que alguns nadadores não vão participar, como o caso do britânico Adam Peaty, e do brasileiro Cesar Cielo.

As estrelas que foram já confirmadas pela FINA, incluem nomes como:

masculinos
Anthony Ervin, Michael Andrew e Ryan Murphy dos Estados Unidos
Gabriele Detti da Itália, Anton Chupkov, Kliment Kolesnikov e Vladimir Morozov da Rússia
Pieter Timmers da Bélgica
Ben Proud da Grã-Bretanha
Andryi Govorov da Ucrânia
Chad Le Clos da África do Sul
Laszlo Cseh e Kristof Milak da Hungria
Wang Shun e Xu Jiayu da China
Dmitry Baladin do Cazaquistão
Nicholas Santos, João Luiz Gomes Jr, Felipe Lima e Bruno Fratus, do Brasil

femininos
Pernille Blume da Dinamarca
Sarah Sjoestroem da Suécia
Ranomi Kromowidjojo da Holanda
Penny Olkesiak do Canadá
Emily Seebohm e Cate Campbell da Austrália~Federica Pellegrini da Itália
Li Bingjie e Liu Xiang da China
Lilly King, Dana Vollmer, Kelsi Dahlia, Kathleen Baker e Katie Meili dos Estados Unidos
Katinka Hosszu da Hungria
Siobhan O’Connor da Grã-Bretanha
Seoyeong Kim da Coreia do Sul

“No esforço constante de inovar e trazer novas oportunidades para as estrelas do nosso desporto, a FINA tem o prazer de anunciar o lançamento desta nova competição, em que a prova em si e a promoção das estrelas serão dois conceitos-chave”, disse o presidente do organismo, o uruguaio Julio Maglione.

Vamos agora ver como vai responder a Liga Internacional de Natação, que inclui estrelas como a jungara, Katinga Hosszu, que em 2018 acusou a FINA de alegadamente bloquear a inciativas idênticas e por tratar os nadadores como marionetas.

FINA – página do evento

Créditos da imagem: FINA

O conteúdo Campeões da natação mundial confirmam presença na FINA Champions Swim Series aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Ana Rodrigues junta-se a causa contra a violência doméstica

Chlorus - Qua, 06/03/2019 - 19:41

A nadadora olímpica Ana Pinho Rodrigues juntou-se a uma iniciativa contra a violência doméstica, sob o lema “You Can Leave Collections”.

“Mulheres apoiam mulheres. A nadadora portuguesa Ana Rodrigues, olímpica em Londres-2012, com ‘You Can Leave Collections’. Por cada t-shirt vendida, uma mulher vítima de violência doméstica é ajudada!”, lê-se na página de Facebook da Josefinas.

Clique aqui para ver mais sobre a iniciativa.

Créditos da foto: Josefinas Facebook

O conteúdo Ana Rodrigues junta-se a causa contra a violência doméstica aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Diana Durães: “Era um recorde que me faltava”

Chlorus - Qua, 06/03/2019 - 19:23

Diana Durães estabeleceu recentemente, na Póvoa de Varzim, a melhor marca nacional dos 5000 metros no Campeonato Nacional de Longa Distância e, em entrevista à BTV, afirmou que “era um recorde que faltava”.

“Nunca tive aquela vontade de nadar 5000 metros, não é muito a minha área, mas falei com o meu treinador e disse-lhe que se achasse que eu conseguia bater este recorde, para me inscrever, e assim foi. O objetivo era bater o recorde e foi conseguido”, referiu a nadadora do Benfica.

“Participei mais a nível de treino. Tinha acabado um estágio de altitude, era uma boa prova para ver o nível em que estava o tipo de treino que fiz, mas o objetivo principal era bater o recorde nacional. Faltam-me só os recordes dos 50 e dos 100 metros, mas isso já são provas de muita velocidade”, acrescentou.

Diana Durães já pensa nas próximas competições. “A próxima prova é agora em abril, que são os Campeonatos Nacionais. Eu já tenho mínimos para o Campeonato do Mundo, que é a prova principal desta época, em agosto, mas as portas abriram-se agora no dia 1 de março para os Jogos Olímpicos. Ou seja, a partir de agora se eu nadar para baixo do mínimo do que é suposto, já estou presente nos Jogos Olímpicos, por isso a partir de agora é ainda mais a sério”, assinalou à BTV.

“A prova de 1500 metros é aquela em que eu tenho mais possibilidades, mas nos 800 metros também já nadei abaixo do mínimo e os 400 são aquela prova que eu tenho mais gosto de nadar, por isso tudo é possível”, disse.

A nível coletivo, o Benfica vai participar no Nacional de Clubes em abril. A nadadora afirma que as expectativas estão também elevadas.

“Temos ambições muito altas. A equipa feminina do Benfica já não é campeã da primeira divisão há algum tempo e é muito possível conseguirmos vencer este ano. Temos uma equipa muito jovem e forte, vamos fazer tudo para lá chegar”, vincou.

“O Benfica tem um espírito de equipa muito bom. Tanto em masculino como no feminino estamos sempre muito unidos. O Campeonato Nacional de Clubes é das provas mais bonitas da época, toda a gente luta e puxa uns pelos outros. Estamos com uma equipa muito forte, por isso vamos obter bons resultados”, concluiu Diana Durães.

Créditos da foto: SLB

O conteúdo Diana Durães: “Era um recorde que me faltava” aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Benfica no Open Vale do Sousa

Chlorus - Qua, 06/03/2019 - 19:14

O Benfica confirmou a participação no VII Open Vale do Sousa, que se realiza nos dias 27 e 28 de abril na Piscina Municipal de Felgueiras, anunciou esta terça-feira a Associação de Natação do Norte de Portugal.

Durante esta temporada, o clube encarnado marcou presença em duas provas da Associação de Natação do Norte de Portugal: Campeonatos Regionais Juvenis, Juniores e Seniores de piscina curta e Meeting Internacional da Póvoa de Varzim.

O Open Vale do Sousa é uma prova onde podem ser obtidos mínimos para o Campeonato da Europa de piscina curta, que se vai realizar em Glasgow entre 4 e 8 de dezembro de 2019.

O mesmo já tinha acontecido na quinta edição, em 2017, neste caso poderiam ser alcançados mínimos para os Europeus de piscina curta de Copenhaga.

O Open Vale do Sousa, desde a sua primeira edição, só conheceu um vencedor coletivo: FC Porto.

A competição é organizada pela Associação de Natação do Norte de Portugal e Câmara Municipal de Felgueiras.

O conteúdo Benfica no Open Vale do Sousa aparece primeiro em Chlorus.

Categorias: Natação Nacional

Páginas